Caminhões de coleta de lixo com transmissões automáticas Allison estão se tornando padrão no Brasil

por Blog do Caminhoneiro

allison transmissionA Allison Transmission colaborou com a MAN Latin America alguns anos atrás para desenvolver um veículo de coleta de lixo para o mercado brasileiro. O resultado foi um veículo altamente produtivo com eficiência aprimorada e custos de manutenção reduzidos. Este desenvolvimento foi seguido pela Scania e, mais recentemente, pela Mercedes-Benz, oferecendo uma opção da Automática Allison, convencidas dos melhores resultados e da maior aceitação no mercado.

Atualmente, mais de 1200 caminhões de coleta de lixo equipados com as transmissões Allison estão em operação no Brasil, com benefícios para as frotas que vão da produtividade excepcional aos baixos custos de manutenção resultantes da adoção desta tecnologia.

Muitas das frotas que fazem a coleta residencial de resíduos no Brasil já estão equipando seus caminhões com as transmissões automáticas Allison. A tecnologia FuelSense® da Allison ajuda reduzir o consumo de combustível enquanto melhora a produtividade, fazendo da incorporação da tecnologia de transmissão totalmente automática, uma tendência.

Luís Fernando Brandi Lopes concorda. Como gerente de manutenção e equipamentos da Vega, empresa integrante do Grupo Solví, Lopes acredita que o número de caminhões equipados com transmissões automáticas no seguimento de coleta de resíduos só tende a crescer. Análises internas apontam para um aumento de produtividade da frota de 15 a 20 por cento ao usar os caminhões equipados com Allison Série 3000™, comparados a outros modelos da Vega com transmissões manuais. Mesmo levando em conta variáveis como tráfego, topografia e volume da coleta, os caminhões com transmissões automáticas Allison operam de maneira mais eficiente, ajudando a reduzir os custos com horas extras.

“O Grupo Solví possui ou aluga atualmente cerca de 600 caminhões compactadores, 50 por cento dos quais são equipados com as transmissões Allison”, afirma Lopes. “Eu as recomendo. Na verdade, devido a sua alta eficiência, me surpreende o fato de que a adoção das transmissões automáticas não seja ainda maior neste setor.”

Os exigentes ciclos de trabalho tipo anda-para destes veículos levam a um maior desgaste do trem de força, principalmente da caixa de câmbio. Por esta razão, algumas das maiores empresas de serviços ambientais no Brasil têm dado um aval positivo para a Automática Allison. Uma destas organizações é o Grupo Marquise e, de acordo com seu diretor Hugo Nery, todos os seus caminhões de três eixos são equipados com as transmissões Allison, sendo que a empresa planeja substituir gradualmente os modelos manuais restantes por modelos automáticos também.

“Avaliamos os resultados dos caminhões automáticos por um período de dois anos e concluímos que as transmissões totalmente automáticas Allison valem o investimento”, declarou Nery. “A disponibilidade do veículo é fundamentalmente importante em nossos negócios e nunca mais tivemos problemas com transmissões danificadas por mau uso, ou com embreagens que precisam ser substituídas devido ao desgaste. Isso reduziu significativamente o tempo do veículo parado”,

A COMLURB, agência reguladora da coleta de lixo no Rio de Janeiro, também aderiu completamente à tecnologia da transmissão automática. De fato, seus editais para licitações especificam que os novos caminhões de coleta de lixo devem ser equipados com transmissões automáticas para preencher uma série de exigências, entre elas, menor índice de ruído nas operações, maior durabilidade dos caminhões, menores custos de manutenção e maior disponibilidade do veículo.

Além destas considerações, os veículos equipados com as transmissões Allison permitem que o motorista se concentre na condução segura do veículo. Preocupações com segurança são importantes na coleta de lixo porque, além do trânsito e dos pedestres, os coletores frequentemente trabalham acompanhando o veículo em movimento. Assim sendo, os motoristas não se distraem com a necessidade da troca de marchas mais de mil vezes em um único dia de trabalho, ficam menos estressados, menos cansados e dirigem com ambas as mãos no volante, garantindo a segurança da operação.

Fonte: Divulgação

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário