Caminhoneiros participam de reunião em Maringá e confirmam greve para segunda-feira (09)

por Blog do Caminhoneiro

greve dos caminhoneirosDezenas de caminhoneiros e lideranças da categoria regional estiveram reunidos no início da noite dessa terça-feira no pátio do posto 200 em Maringá e confirmaram greve geral dos caminhoneiros para a próxima segunda-feira (09), a partir das 6hs da manhã. De acordo com José Teixeira um dos líderes do grupo de Maringá, a determinação é parar totalmente o tráfego de caminhão e impedir a viagem ou deslocamento independente da carga. Somente carros de passeio, ônibus de linha, veículos de emergência, como ambulância e viatura policial poderão trafegar nas rodovias durante a paralisação.

A greve é nacional e na região de Maringá os líderes já confirmaram bloqueios nas principais rodovias de acesso da região. De acordo com o que foi apresentado na reunião, haverá concentração na rodovia de Maringá para Marialva em frente ao posto amigão, na rodovia de Maringá para Floresta, no Veste Sul, na saída de Maringá para Astorga em frente ao posto G-10 e próximo de Mandaguaçu além de outros bloqueios formados por grupos e lideranças da região, também deverão ocorrer na região de Astorga, Cianorte e em outras cidades da região.

Diego Alvares disse que cerca de 80% dos caminhoneiros da região devem aderir à greve. Mais de 200 caminhões deverão integrar o movimento somente na região de Maringá. Esse ano o sindicato da categoria de Maringá disse que pretende apoiar o movimento. Por enquanto não há previsão de duração dessa paralisação. A pauta que a categoria cobra é a mesma apresentada em Março em Brasília que segundo os caminhoneiros não teria sido atendida.

  • Redução do óleo diesel
  • Criação do frete mínimo
  • Anulação das multas das manifestações anteriores
  • Reserva de mercado de 40% nas cargas onde o governo é agente pagador
  • Refinanciamento onde todos os bancos aceitem
  • Respeito nas decisões do Fórum do Transporte que foi criado
  • Liberação de créditos
  • Regulamentação da profissão de motorista
  • Aposentadoria com 25 anos de contribuição
  • Salário Unificado em todo o território nacional
  • Fator previdenciário em 1% para empresas de transporte de cargas
  • Valor do Pedágio justo entre outras

Fonte: Oséias Miranda

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário