Transportadores de combustíveis entram em greve em Minas Gerais

Constellation Bitren Tanque




Transportadores de combustíveis e de derivados de petróleo de Minas Gerais entraram em greve na madrugada desta terça-feira (21) por tempo indeterminado, informou o Sindicato dos Transportadores de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sindtanque-MG). De acordo com o diretor do Sindtanque-MG, José Geraldo, 150 caminhões estão parados em frente à Refinaria Gabriel Passos (Regap) e outros 100 estão dentro da empresa, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. (VEJA VÍDEO)

De acordo com o sindicato, a greve é um protesto contra o baixo valor do frete pago pelas distribuidoras, perda de serviço para o transporte por trem, alta carga de impostos e taxas, além dos altos custos dos insumos que incidem sobre o frete.

“A situação dos transportadores de combustíveis e de derivados de petróleo é crítica. Há anos, os transportadores vêm trabalhando com a corda no pescoço, diante do baixo valor do frete, dos altos preços dos insumos que incidem sobre o custo do frete e dos tributos. Com a perda do transporte para o Espírito Santo para o modal trem, os prejuízos se acentuaram ainda mais e não estamos mais conseguindo honrar nossos compromissos”, afirmou o presidente do Sindtanque-MG, Irani Gomes.

Entre as principais reivindicações dos tanqueiros estão o reajuste imediato do valor do frete, subsídio no óleo diesel; redução da carga tributária e do PIS/Cofins; recebimento da diária por hora parada e do vale-pedágio, incentivos para a modernização da frota e melhoria da malha rodoviária.

O Sindtanque-MG informou que o protesto não prejudicava o tráfego na Rodovia Fernão Dias. No horário em que esta reportagem foi publicada, não havia ocorrência no Twitter da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Fonte: G1




Deixe sua opinião sobre o assunto!

error: Cópia de conteúdo desabilitada !!