Em busca de um sonho:caminhoneiro tenta ser BBB há 17 anos




Quando alguém tem um sonho, o tempo pode passar, as dificuldades podem surgir e as tentativas frustradas podem desanimar, mas nunca desistir.

É dessa forma que o caminhoneiro José Oliveira Azevedo, conhecido popularmente como Zé Azevedo, encara o desafio de ingressar no Big Brother Brasil. Há 17 anos, ele tenta entrar na casa e durante esse período, Zé não poupou esforços.

Além das insistentes inscrições, que até poderiam ter feito o sonhador desistir, e os vídeos, comuns e exigidos pelo programa, o aspirante a Brother já investiu em cartaz, outdoor e até fez um abaixo-assinado com mais de quatro mil assinaturas pedindo o seu ingresso no reality.

Segundo Zé Azevedo, o sonho, a insistência e o investimento perduram por dois motivos: “O primeiro motivo e o mais importante é de conseguir dar um estudo para minha filha, que atualmente está com 18 anos. É muito difícil você conseguir pagar uma faculdade e eu sonho em proporcionar para ela o que não tive.

Já o segundo, posso dizer que gostaria muito de poder viver a casa, o confinamento, e lutar pelo prêmio. Por ele, eu faria tudo, menos matar”.

O caminhoneiro, que é natural da Bahia e já residiu dois anos em São Paulo, veio para Pernambuco em busca de uma nova oportunidade de emprego e ficou do Estado desde então. Atualmente, ele trabalha como um caminhão de reboque e é com o veículo que ele faz sua própria divulgação.

As indicações, falando sobre o seu sonho, começam na rampa de elevação do caminhão até um painel divulgando o seu desejo de ir para o BBB. Com tantas indicações, Zé ficou conhecido como ‘Reboque do BBB’.

O desejo de ser um dos moradores da ‘casa mais vigiada do Brasil’ é tão grande, que Azevedo fez duas tatuagens com um dos símbolos mais conhecidos do reality, o Robô BBB.

Para 2018, o candidato já pensa nas estratégias de divulgação e justifica o investimento. “No próximo ano, vou contratar alguém para produzir e editar o meu vídeo e investir em cartazes maiores. Quero garantir que o meu sonho seja realizado, acho que se essas divulgações chegarem na mídia, eu tenho mais chance”, analisa.

Em relação ao BBB17, ele relata que ficou tão chateado que no início do programa não quis assistir.

“Passei seis dias sem nem chegar perto da televisão de tanta tristeza. Há 17 anos que tento e até agora não consegui. Teve um ano que cheguei a chorar de tristeza”, disse. Mesmo com o descontentamento, o Zé BBB revelou para quem ele está torcendo. “Acho que o Marcos vai ganhar. Eu acreditava no Pedro, mas ele saiu”, lamenta.

Para divulgar sua paixão e sonho, o caminhoneiro criou uma conta para o Instagram. Com o perfil @Queroser1BBB, ele posta todas as divulgações, vídeos e ações.

Fonte: Tribuna da Bahia





183 comentários em “Em busca de um sonho:caminhoneiro tenta ser BBB há 17 anos

Deixe sua opinião sobre o assunto!