Greve dos caminhoneiros autônomos leva polícia a escoltar cargas em Itajaí




A Polícia Militar está escoltando caminhões que transportam contêineres para o Porto de Itajaí. A prioridade é para as cargas frigoríficas, que são perecíveis. A medida foi tomada depois que caminhoneiros contratados pelas transportadoras passaram a sofrer ameaças de caminhoneiros autônomos, que estão em greve há cerca de duas semanas.

Os relatos incluem desde caminhões apedrejados até agressões físicas _ pelo menos uma delas comprovada em vídeo em frente ao terminal portuário. O Sindicato dos Transportadores Autônomos de Contêineres (Sintracon) afirma não compactuar com as ações.

Na sexta-feira, em uma reunião entre representantes do trade portuário e a Polícia Militar, foi determinada a intensificação das escoltas para evitar novos problemas. As exportadoras já sentem o impacto da greve e falta espaço nos armazéns.

O problema é que a greve impede a saída de contêineres vazios de dentro dos terminais, e desta forma não há como escoar as cargas. O empresariado alerta que a indústria aviária, em especial, corre o risco de ter que paralisar a produção por falta de contêineres.

Na quinta-feira a juíza Vera Regina Bedin, da 1ª Vara Cível de Itajaí, concedeu uma liminar que impede os grevistas de atrapalhar, de qualquer forma, o transporte de contêineres feito pelas empresas ligadas ao Sindicato das Empresas de Veículos de Transporte de Carga e Logística (Seveículos).A Seara já havia conseguido liminar, há cerca de duas semanas, que também garante aos caminhoneiros da empresa livre acesso aos portos.

Além de Itajaí, caminhoneiros autônomos de Navegantes, Itapoá e Imbituba também estão paralisados. Eles pedem reposição no valor dos fretes.

Fonte: Diário Catarinense

RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS NO E-MAIL





Seu e-mail (obrigatório)






5 comentários em “Greve dos caminhoneiros autônomos leva polícia a escoltar cargas em Itajaí

  • 29/03/2017 em 07:04
    Permalink

    Quero ver agora a categoria pedir o volta Dilma, é o minimo que podem fazer pela merda que fizeram. Cade a força destes babacas, agora sim é hora de parar o país. Por acaso viram algum sindicato da área de transporte contra este governo golpsta que vem dia a dia retirando direitoa dos trabalhadores.

    Resposta
  • 29/03/2017 em 07:00
    Permalink

    Porque mesmo vocêes partic8param do movimento fora Dilma com os empresarios, e achavam que suas vidas iria mudar kkkkk. Pelo que a categoria representa em termos de iguinorancia, falta de informações, alienados politicos, sem vontade propria, vão mais é sifu.

    Resposta
  • 29/03/2017 em 06:45
    Permalink

    Como sempre o estado contra quem produz, e a policia serviçal do capital

    Resposta
  • 28/03/2017 em 16:39
    Permalink

    É sempre assim, são alguns lutando por seus direitos e outros “lutando” para destruir o movimento e assim acabar com toda e qualquer reivindicação! E o poder publico sempre ao lado do grande capital. Porque será que que o estado ao invés de exigir que não impeça o funcionamento para manter preços de escravidão aos pobres trabalhadores, não atua no sentido de minimizar os efeitos das perdas dos autônomos? Como sempre a corda ruindo no lado mais fraco

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!