Três Barras-SC quer cobrar pedágio de caminhões que passem pela cidade




Sem ter como impedir a passagem de caminhões carregados por ruas pavimentadas da cidade, a prefeitura de Três Barras estuda a possibilidade de implantar posto de pedágio na Rua Pedro Flores, no bairro Jardim Rio Negro ou na Avenida Rigesa, via que cruza a região central.

A proposta, que está sob a análise da assessoria jurídica da prefeitura, visa arrecadar dinheiro e aplicá-lo na manutenção e conservação das ruas da cidade, ora bastante danificadas em razão do intenso fluxo de veículos pesados.

Com grande parte das vias públicas do centro e bairros apresentando problemas, prefeito Luiz Shimoguiri diz que a situação mais preocupante é a da Avenida Rigesa, que recebe o maior movimento de caminhões. “Está praticamente intransitável e o município não tem recursos suficientes para constantemente fazer a sua recuperação. Temos que ter uma fonte extra de arrecadação para que isso ocorra”, afirma.

A ideia do pedágio surgiu durante conversações do prefeito com representantes de entidades e de demais segmentos da sociedade. “Será feito estudo técnico e jurídico, ainda não há nada definido”, informa Shimoguiri.

O prefeito explica, ainda, que a medida valeria apenas para caminhões vindos de outras cidades e Estados, e que usam como passagem a Avenida Rigesa (a partir do trevo da empresa WestRock), parte das Ruas Prefeito Emiliano Uba e Prefeito Pedro Merhy Seleme, além da Rua Pedro Flores e seu prolongamento à ponte sob o Rio Negro, na ligação com a rodovia PR-364. Veículos emplacados no município ou de propriedade de empresas locais estariam isentos da cobrança de taxa.

No caso de viabilidade, a administração municipal pretende debater a proposta com a Câmara Municipal e com os representantes da sociedade civil organizada. “A comunidade será ouvida, terá voz e vez antes de qualquer decisão”, garante o prefeito.

Fiscalização

Fora o intenso movimento, outro agravante para a deterioração dos asfaltos em Três Barras tem sido a circulação de caminhões com excesso de carga. A prefeitura pretende, em breve, voltar com a fiscalização para coibir os excessos.

Para isso, o governo municipal diz que possivelmente serão instaladas balanças fixas ou móveis em locais estratégicos, como também deverá firmar convênio com a Polícia Militar, que seria parceira do município na fiscalização.

Fonte: Jornal Correio do Norte





2 comentários em “Três Barras-SC quer cobrar pedágio de caminhões que passem pela cidade

  • 08/03/2017 em 10:22
    Permalink

    Apoio incondicionalmente a instalação de balanças, mas cobrar pedágio já é demais! Creio que a cidade de Três Barras poderia construir junto ao Governo Estadual um contorno e continuar com o propósito de instalação de balanças, para o transito de caminhões pesados. Nuca consegui entender como a LEI é frágil em relação a transporte de carga com excesso de peso, tem de criminalizar, levar para a cadeia e multar, somente assim saberemos que excesso de peso mata. É sempre bom lembrar que as cidades devem buscar soluções para melhorar a vida das pessoas e não aproveitar a oportunidade para retirar mais uma “graninha! dos que já estão estado falimentar.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!