VW convoca 17 mil unidades da Amarok envolvidas no “dieselgate”




A Volkswagen deu início ao recall envolvendo cerca de 17 mil unidades da Amarok equipadas com software do chamado “dieselgate”, que informa emissões de poluentes menores que as reais durante testes de homolação de veículos a diesel da fabricante. O problema afetou cerca de 11 milhões de carros e utilitários em diferentes países e, no Brasil, está restrito à picape, único modelo da marca vendido aqui que traz o motor manipulado.

Em comunicado publicado no site oficial (www.vw.com.br/pt/servicos/recall.html), a Volks, no entanto, afirma que “está em contato com as autoridades competentes, de forma a demonstrar que esse software não altera os níveis de emissões das picapes Amarok comercializadas no mercado brasileiro”. Em outubro de 2015, cerca de um mês após a fraude vir a público, a filial brasileira da marca alemã já havia admitido que realizaria recall da picape, informando que 17.057 unidades seriam chamadas no país. Mês passado, a Volkswagen foi multada em R$ 50 mil pelo Ibama por conta da irregularidade, que tem custado bilhões de dólares em prejuízos com indenizações, multas e custos de recalls.

O atendimento do recall começa a valer a partir de 3 de maio, quando os proprietários dos veículos convocados poderão agendar em uma concessionária o reparo, que, de acordo com a VW, consiste em substituir o software da unidade de comando do motor. O recall é válido para veículos ano/modelo 2011 a 2012, fabricados entre 3 de dezembro de 2009 e 11 de novembro de 2011. As unidades ano/modelo chamadas têm chassi não sequencial de BA000257 até BA000338 e de B8000200 a B8082605. Já as picapes ano/modelo 2012 têm intervalo de B8000200 até B8082605.

Mais informações podem ser obtidas no site citado acima e no telefone 0800-019-8866.

Fonte: Auto Estrada





Deixe sua opinião sobre o assunto!