Falta de caminhoneiros leva empresas do Japão a mudarem de caminhões para ferrovias




A grande escassez de motoristas profissionais está levando empresas de distribuição de carga do Japão a mudarem de caminhões para ferrovias e navios no transporte de longa distância.

A Fukuyama Transporting está substituindo caminhões por trens de carga neste mês para envios entre Nagoia e Fukuoka. A distância entre as duas cidades na central e oeste do Japão é de 600 km. Os trens vão transportar a mesma quantidade diária de carga de 60 caminhões.

A empresa já vem usando trens de carga entre Tóquio e Osaka, assim como entre Tóquio e Hiroshima.

A Sagawa Express, empresa de entregas, começou a usar trens de passageiros para transporte de encomendas com início em abril, para lidar com a falta de motoristas. Contudo, o uso está limitado dentro da província de Niigata. A empresa planeja expandir o serviço a outras províncias.

A MOL Ferry mudou seu horário de partidas para a noite em uma de suas rotas de ferry neste mês. A rota conecta Ibaraki e Hokkaido.

A partida mais tardia permite aos distribuidores de Tóquio e cidades vizinhas colocarem seus caminhões de longo curso nas balsas no mesmo dia que coletam envios de seus clientes.

Fonte: Portal MIE





8 comentários em “Falta de caminhoneiros leva empresas do Japão a mudarem de caminhões para ferrovias

  • 08/05/2017 em 20:46
    Permalink

    Com essas frescuras que tao invenrando aqui no brasil, tambem em brave nao tera mais motoristas suficiente. Dai me pergunto porque nao exigem exame toxicológico dos políticos, policiais, médicos, e varias outras funções que literalmente lidam com vidas e tem tanto ou mais perigo de cometer um ato perigoso atentando contra a vida de alguém so o motorista paga o pato em uma lei que a maior intenção e visar lucros porque se nao foce seria exigido de outros profissionais.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!