A cada 3 caminhões, um tem problemas, alerta PRF




A operação ‘Serra Segura’, da Polícia Rodoviária Federal, está fiscalizando o sistema de segurança em caminhões. O objetivo é evitar os acidentes que, normalmente, são provocados por problemas mecânicos ou imprudência.

Segundo o agente da Polícia Rodoviária Federal, Antônio Figueiredo, no trecho próximo ao local onde houve o acidente que matou duas pessoas nesta quarta-feira (20), na BR-277, em Campo Largo, cerca de 30% dos caminhões fiscalizados estavam com alguma irregularidade.

O caminhão que causou a tragédia teria apresentado problemas nos freios e deve passar por uma perícia para que as causas do acidente sejam confirmadas. O tráfego foi totalmente interrompido na BR-277, em Campo Largo, sentido interior, por volta das 22 horas. A pista só foi liberada às 3h30.

Motorista liberado

O motorista do caminhão que causou o acidente foi encaminhado à delegacia e liberado. Segundo a Polícia Civil, o motorista foi solto por ter permanecido no local e prestado apoio às vítimas.

LEIA MAIS  Projeto torna obrigatório sistema de segurança em carros com vidros elétricos automatizados

O engavetamento envolveu, ainda, pelo menos outros cinco veículos. Vários carros e também o caminhão ficaram destruídos pelo fogo. Foi por volta das dez horas da noite, no quilômetro 101, logo após uma curva. As vítimas fatais estavam em um carro que ficou embaixo do caminhão. Os corpos foram totalmente carbonizados.

O tenente Jean, do Corpo de Bombeiros, diz que vários ocupantes dos carros envolvidos escaparam da morte, devido à gravidade da colisão.

“Já podemos ter uma ideia de seis a oito vítimas ilesas. Várias vítimas que escaparam da gravidade dessa situação”, explicou.
Há uma obra no trecho onde aconteceu o acidente. Segundo o agente da Polícia Rodoviária Federal, Antônio Figueiredo, a pista estava devidamente sinalizada. Devido ao estrago no caminhão, ainda não foi possível apurar a velocidade registrada no momento da colisão, e nem se havia algum problema nos freios.

LEIA MAIS  Volvo apresenta o caminhão Vera - Sem motorista nem cabine

“As informações preliminares dão conta de que haveria algum problema nos freios do veículo. Vai ser feita uma perícia complementar hoje para verificar essa situação. Os veículos também incendiaram e não foi possível no local verificar a velocidade pelo equipamento do tacógrafo, o que também será verificado hoje”, disse.

Fonte: Paraná Portal




49 comentários em “A cada 3 caminhões, um tem problemas, alerta PRF

  • 22/09/2017 em 23:26
    Permalink

    Culpa do nosso governo o preço do frete é uma vergonha é pra piorar o disel é muito caro daí a manutenção do comunhão vai ficando

    Resposta
  • 22/09/2017 em 23:13
    Permalink

    Lógico,e vai aumentar por causa das merdas desces fretes barato e esses óleo diesel caro,vai aparecer é mais é mais

    Resposta
  • 22/09/2017 em 21:33
    Permalink

    temos também de ter muito cuidado com as sinalizações ,isso também e de grande responsabilidade das empreiteiras .

    Resposta
  • 22/09/2017 em 19:46
    Permalink

    Adam de caminhão com problema quem que porque na hora de fazer greve não querem parar a polícia tem que mete o ferro mesmo quem sabe assim param o dsel caro mais tão trabalhando e se tão trabalhando não reclamem e só Pará e pronto aí resolvi

    Resposta
  • 22/09/2017 em 19:06
    Permalink

    A situação do caminhoneiro só não está pior porque a Lava Jato deu uma parada nas empreiteiras e nas obras da linha férrea que vai cruzar os estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul,Mato Grosso e Pará. Quando todos os Estados estiverem interligados pela linha férrea a produção agrícola e os insumos serão transportados por trens. Porque políticos e alguns empresários testas de ferro são donos de tudo nesse país. Fazendas gigante, jornais, TVs, bois,ferrovias,usinas de cana, concessionárias de rodovias,portos, silos, hidrovias … tudo,tudo,tudo…passa pelas mãos ou estão nas mãos deles. Terminado o trecho férreo no Pará ,podem esperar que eles, com a desculpa de melhorar a segurança ou diminuir a poluição , irão obrigar uma renovação da frota, onde muitos deixarão a profissão por não verem a possibilidade de investir mais de meio milhão de reais em um conjunto novo e se matar de tanto trabalhar para poder pagar . Diminuindo o número de caminhoneiros o valor do frete aumenta tornando muito mais viável e lucrativo o transporte ferroviário e hidroviário. Então não se espantem com notícia de que motorista foi preso por crime ambiental por adulterar o arla, ou que motorista foi multado por não conseguir manter o caminhão . Tem que se criar uma opinião público de que caminhões são perigosos e poluidores ,tem que se criar uma idéia que esse tipo de transporte é um mal necessário que deve ser substituído . Em dez anos muita coisa irá mudar no transporte desse país, e os caminhoneiros não estão nos planos de transporte desses políticos e empresários.

    Resposta
  • 22/09/2017 em 17:03
    Permalink

    SIM CONCORDO COM A PRF SO Q NINGUEM AGUENTA ARRUMA CAMINHAO TDO DIA PRA ANDAR NAS ESTRADAS LIXOS Q EXISTE NESSE PAIS UMA POUCA VERGONHA TRAFEGAR PR ESSE BRASIL ALE DE PEDAGIO CARO DIESEL CARO IMPOSTO UM ABSURDO AS VESES VC E EXTORQUIDO AINDA PR ALGUNS D PRÓPRIA PRF ……

    Resposta
  • 22/09/2017 em 16:53
    Permalink

    O pensamento desses governantes é só em nos ferrar! Como iremos manter nossos caminhões se não nos dão condições? Virar bandidos e infratores?

    Resposta
  • 22/09/2017 em 16:44
    Permalink

    O problema é a falta de dinheiro resultado de um óleo extremamente caro fretes defasados absurdo o próprio governo sucateia a frota de caminhões no Brasil….

    Resposta
  • 22/09/2017 em 16:38
    Permalink

    Tem manutenção sim! Arame e durepoxi serve pra que?
    Com valor do combustível, impostos e o frete… É o que tem pra hoje.
    Borá cair no trecho Temer? Não quer não né safadão?!

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!