BHTrans define locais para caminhões durante restrição no Anel

por Blog do Caminhoneiro

A BHtrans já mapeou todos os postos de combustível ao longo do Anel Rodoviário, e de rodovias próximas, para saber onde veículos de carga poderão ficar parados com a restrição de horários de circulação para caminhões e carretas. A medida foi anunciada na segunda-feira pelo prefeito Alexandre Kalil (PHS), que criou o Plano de Emergência Aliança Pela Vida, para reduzir os acidentes de trânsito no Anel Rodoviário.

A restrição de horários deve começar a partir de fevereiro do próximo ano. Integrantes do grupo de estudos formado pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), a concessionária que administra o Anel, a Via 040, polícias Rodoviária Federal (PRF) e Militar Rodoviária (PMRv), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e da Guarda Municipal participaram da primeira reunião de trabalho na BHTrans, ontem.

Eles decidiram por uma audiência com diversos setores da sociedade, como a Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), sindicatos dos caminhoneiros e empresários, para que juntos possam definir o perfil dos veículos de carga que ficarão retidos, os horários de restrição, analisar os impactos e definir rotas de desvio.

“A audiência pública tem todo um rito jurídico para ser preparada, executada e ter resultados, o que deve acontecer em 90 dias. A restrição de horário deve começar ainda no primeiro trimestre do ano que vem”, informou o presidente da BHTrans, Célio Bouzada.

Este ano, 27 pessoas já perderam a vida em acidentes no Anel. No mesmo período do ano passado, foram 31 mortes. O trecho de restrição abrange a descida do bairro Betânia, que já foi palco de várias tragédias envolvendo veículos pesados, que perderam os freios ao trafegar em alta velocidade.

De acordo com o presidente da BHTrans, estatísticas apontam que o horário da tarde registra os maiores índices de acidentes graves.

O trecho da restrição será de oito quilômetros, do bairro Olhos D’Água, na região do Barreiro, à altura da Avenida Amazonas, no bairro Medre Gertrudes, região Oeste.

Planejamento

Segundo Bouzada, todo caminhoneiro sabe quando deve entregar a carga e tem programar o seu horário de saída do local de origem. “É do interesse dos postos de combustível os caminhoneiros parados no local, pois eles consomem e abastecem os seus veículos. Além disso, o próprio motorista estará ganhando, por estar evitando acidentes”, disse.

Inspeção

Enquanto a restrição não é adotada, outras ações serão adotadas de imediato para reduzir os acidentes no Anel, segundo o presidente da BHTrans. Uma delas é reforçar as inspeções em caminhões e carretas, para verificar as condições dos freios e de motor e garantir maior segurança.

“Já estamos identificando onde serão as nossas praças de fiscalização e de educação, para não precisar multar os motoristas”, disse Bouzada. Segundo ele, o município concedeu um reboque-pesado para atuar no Anel, conforme foi publicado na edição desta quarta-feira no Diário Oficial do Município (DOM).

“As inspeções de veículos pesados já são feitas pelos órgãos de segurança e serão reforçadas. A fiscalização será feita em locais fora do Anel, como em Sete Lagoas, no trevo de Ouro Preto e em outros locais que ofereçam condições de segurança”, adiantou o presidente da BHTrans.

Áreas de escape

Outras medidas serão discutidas pelo grupo de estudo, como áreas de escape, locais por onde os motoristas poderão sair fora da rodovia, caso o veículo venha a perder os freios na descida do Anel.

Segundo o presidente da BHTrans, a prefeitura assumiu o compromisso dessa e de outras obras de engenharia desse porte para o Plano de Emergência.

O diretor de operação da Concessionária Via 040, André Araújo, disse que a prefeitura pode fazer investimento no Anel por ser uma rodovia federal concessionada, desde que faça um projeto para ser apreciado pela ANTT. Segundo André, o Dnit vai participar das próximas reuniões do grupo de estudo.

Fonte: O Tempo

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

31 comentários
0

Artigos relacionados

31 comentários

Creobolo Barbosa Júnior 24/11/2017 - 22:34

E muito mais fácil desvia os carros pequenos q os caminhões .
A não ser q se faça igual SP fes c o rodo anel. Tem q dar opção de passagens dos caminhões .
Isso irá obriga os caminhoneiros a terem q roda mais a noite pra tira o atraso.
Q vergonha nosso Brasil.

Reply
Mário Andrade 24/11/2017 - 14:33

Sera que estes especialistas ja leram um manual de operação de um veiculo pesado na parte de segurança?
Quando dizem que caminhão perdeu o freio ja fica claro a falta de conhecimento deles no assunto.
Ja disse diversas vezes inclusive aki no blog do caminhoneiro sobre o freio de emergencia de todo veiculo pesado fabricado a partir de 1985 e ninguem obriga as montadoras a divulgar este sistema e como ele funciona nem as autoridades competentes colocam este item nas avaliações para obter as CNH.
Criam um monte de palhaçada que so prejudica o motorista mas uma informação de segurança valida para todos usuarios ninguem ensina.

Reply
Anderson Cosmo 24/11/2017 - 08:59

Os caminhões ja desviam bastante por Passa Tempo(MG270), a estrada é estreita, sem acostamento e ta mto perigoso por aqui. O Dnit órgão do governo deveria fiscalizar mais essa estrada tbm, porque precisa de 1 reforma urgente.A bhtrans tira o perigo daí é o perigo valem pra passa tempo. Isso é ridículo o anel foi feito pros caminhões não passarem dentro da cidade….

Reply
Renato 24/11/2017 - 08:53

Tá inventando problema para os motorista vai fazer passarela para pedestres vem dizer que já fazem fiscalização nunca vi.passo aí três vezes por semana nunca vi fiscalizacao.vai tampa buraco prefeito das ruas aí sim o senhor evita acidentes.

Reply
Luiz santos 24/11/2017 - 07:42

O PREFEITO como está o andamento do viaduto que estava em obra e caiu. Era para a copa do mundo. O Prefeito vai procurar o que fazer

Reply
Ronaldo rezende 24/11/2017 - 00:34

Como sempre mais punição para a maioria dos.camioneiros que andao ce-
rtos: e os carros pequenos que aprontam tanto ?

Reply
João Bonadimamn 24/11/2017 - 01:41

Pra que foi feito o anel viário. Que gente mais atrasada

Reply
MARCIO CAMPOS 23/11/2017 - 21:53

Pais de pessoas de mente pequena. Sempre com soluções “mágicas”. Problema no anel são os gargalos em todos os viadutos. Basta pararem de roubar e fazerem as obras necessárias. Caminhoneiros não são os culpados, são vítimas.

Reply
Fabiano Soletti 24/11/2017 - 00:07

Brasil onde trabalhando voçe paga cada vez Mais greve geral

Reply
Jeferson Nascimento 23/11/2017 - 23:48

pelo o que eu escutei os donos de postos nao foram comunicado que eles vao ter seus patio usado para restricao nao .. ai la vem cobranca de posto para usa os patio deles

Reply
Bruno Misquita 23/11/2017 - 23:39

Que bom! Mais burocracia, mais confusão, isso é sinal de mais arrecadação com multas. Otimo!
Rs

Reply
Flávio Afonso Carlos 23/11/2017 - 19:59

Isto não resolverá o o verdadeiro problema. Primeiro passo é convidar motoristas carreteiro como “eu” que passamos com frequência no anel rodoviário e podemos contribuir com informações práticas.
Colocar terceira faixa em todas as passagens de nível.
Duplicar a saída de: Sabará, Santa Luzia, Ravena, Caeté.
Ensinar as pessoas a conviver com as diferenças, e fazer uma releitura de sua atitude ou conduta no trânsito…

Reply
Nilander Araujo 23/11/2017 - 22:53

Só caminhão o povo idiota são esses

Reply
Wellington Jose 23/11/2017 - 22:43

Tira uma dúvida, o anel rodoviário foi feito para transitar os veículos pesados correto por eles não pode transitar dentro da cidade , agora eu estou em dúvida por esta proibições E outra so enlarga as vias para caminhao andar do na direita e começar a multar esses veículos de pequeno porte q anda na pista da direita so atrapalhando também , q e feito para os caminhoneiros .

Reply
Fernando Muller 23/11/2017 - 22:34

Fica sem comida,mas um lugar q não faço mínimo de interesse de ir

Reply
Ronan 23/11/2017 - 19:06

Bom sempre é mais fácil colocar a culpa nos menores por influência. Um país dependente de uma classe de transporte, sim isso mesmo o Brasil depende dos caminhões pra tudo nunca há um devido respeito a classe que por sua vez é totalmente desunida mas tenha consciência carro tem rota alternativa caminhão não veja que já é proibido na NS Carmo (o que certo) mas anel rodoviário creio que não é ainda se estivesse saído do papel o tão falado Rodoanel não precisaria disto. Pense bem quem será os prejudicados mais uma vez e veja que se tem outras alternativas menos prejudiciais.

Reply
Douglas Bueno de Souza 23/11/2017 - 17:57

Área de escape não vai sair do papel, e nenhuma obra de melhoria… isso demanda dinheiro e projeto e ninguém está disposto a encarar, nem mesmo o prefeito de BH. Agora só não pode esquecer que o anel é uma rodovia, que fã ligação entre o Rio de Janeiro, Brasília, Sao Paulo, Espírito Santo, entre outras cidades e estados, não é nenhuma avenida de BH… Se o caminhão não puder transitar por uma rodovia, aí fica difícil…

Reply
Douglas Bueno de Souza 23/11/2017 - 17:48

Mais uma medida que não resolve o problema. O maio problema do anel são os gargalos principalmente na descida do Betânia, ali tem o Pontilhão da linha do trem, o viaduto da Teresa Cristina, a saída pra Av. Amazonas, tudo em menos de 1 km. Isso deixa o trânsito praticamente parado todos os dias. Ajudaria mais se o prefeito concertase isso, ao invés de proibi. 27 pessoas já morreram no anel esse ano, mas nem todas foram mortas por caminhão, que fique claro. Teve acidente com veículo de passeio, atropelamento… Não coloque a culpa por uma rodovia ruim no motorista de caminhão.

Reply
Qra El Tadeu 23/11/2017 - 19:32

Vão carregar tudo de trem sor tá louco

Reply
Marcus 23/11/2017 - 15:57

Para quem é a favor eu respeito apesar de não concordar. Na minha opinião bastava ter fiscalização de verdade na BR040, com balança de pesagem, efim… policia não gosta de fiscalizar, educar, gosta sim de multar.

Reply
Marcus 23/11/2017 - 15:54

E sempre mais fácil proibir, restringir do que resolver o problema. Esse país nunca melhorará, é daqui pra pior. Li na matéria, rotas de desvio? Kkkk. Quais ? BH e região não passa de uma roça asfaltada. São por causa de pensamentos provincianos assim como esse, que estamos fadados a ficar sem uma obra decente nos próximos 15 anos, pois assim “vao resolver ” o problema do anel. É lamentável. O populista Kalil querendo meter o “bedelho ” onde ele não lhe cabe.

Reply
Alex 23/11/2017 - 22:06

Políticos de merda nao sabem o que é uma noite sem dormir, criam suas próprias leis, salários altos, aposentam sem nem mesmo saber o que suor de um trabalho digno.
Deixam rombos nos cofres públicos tirando da classe que mais precisa que sao os pobres, esquecem que ao se corromperem estao tirando vidas de pessoas nos leitos de hospitais, matando pessoas nas ruas por falta de segurança, deixando a sociedade a mercer de uma educação medíocre por falta de bons salários para os professores.
Enquanto nós cidadãos pagamos o preço alto por suas ganâncias, pela corrupção.
So fazem projetos e criam leis que beneficiam a si próprio.
Por que não levar o código de trânsito brasileiro para as salas de aulas?Deve ser porque nao se pode parar a indústria das multas, onde ter um cidadão instruído junto as leis nao e lucrativo.
Porque ao invés de restringir nao criam projetos como ampliar os viadutos, criação de um Rodoanel?
So eles nao enxergam que nossos viadutos sao ultrapassados onde hoje concentra o maior gargalo do Anel Rodoviario.
Mais como sempre quem paga a conta e o trabalhador.

Reply
Paulo Malagueta Câmara 23/11/2017 - 17:34

Não intendo rodo anel que eu saiba é construído para o tráfico de caminhões desviar do centro , como assim restrição

Reply
Neymar Millani 23/11/2017 - 15:27

Agora ficou bom pra quem trabalha ta loco

Reply
William Araujo 23/11/2017 - 15:08

Istp tudo não vai dar em nada, pois se mau me engano o anel rodoviário e de jurisdição Federal ou seja do denit e não cabe ao estado ou o município legislar em área da União.
Acorda PM e prefeitura e parem de enganar a propulsão e aterrorizar os profissionais do transporte de carga e que ja São muito marginalizados pela população.
Já ao rodoanel e chega de bravatas.

Reply
Amarildo Cruz 23/11/2017 - 15:08

Reply
Claudio Roberto 23/11/2017 - 14:29

Ou faz o seguinte coloca nas costas de quem inventou a restrição

Reply
Claudio Roberto 23/11/2017 - 14:28

Faz o seguinte .tira de vez os caminhões das estradas das ruas e coloca nas costas e leva para os mercados e indústrias .bando de filhos da puta. Já não tem emprego ai quando aparece um você nem consegui Andar de tanta restrição q existe país de merda

Reply
Adriano Lima Roza 23/11/2017 - 14:12

Acho graça penalizar o transportador quando somos a peça mais importante do desenvolvimento no mundo! Tão logo os postos na região vai passar a cobrar por estacionamento ninguém quer um amontoado de caminhões e de baixo retorno financeiro! A falta de respeito aqui é gerada pela falta de liderança e apoio por parte da imprensa! Por q não acabam logo com os caminhões já que todos se tornam uma desgraça para sociedade! Não é os caminhoneiros só q precisam de uma conduta de direção defensiva! A população devia respeitar mais os principais responsáveis por trazer lazer conforto desenvolvimento e econômia a população!!!!

Reply
Fabiano Chagas 23/11/2017 - 14:10

Bando de vadio q querem restringir o caminhões aí…. É ainda tem a cara de pau em dizer q os postos vão gostar de caminhões parados…. FDPS….. com o movimento normal já é difícil um lugar p parar nessa região, com restrição então vai piorar….. Construir um bom local p descanso e com segurança eles não falam, só em proibir e o motorista q se dane, lazarentos!!!

Reply
Cleisson Pedroso 23/11/2017 - 13:31

É só boicotar as cargas que vão pra la…facil…o frete sobe…quem é louco de se arriscar la de noite.

Reply

Escreva um comentário