Caminhões começam a ser multados hoje em Cuiabá

por Blog do Caminhoneiro

A partir de hoje (01), motoristas de veículos de carga pesada, que forem flagrados pelas câmeras de monitoramento, instaladas pelas principais ruas e avenidas de Cuiabá, trafegando em horários e locais indevidos, serão multados. A medida foi anunciada há uma semana pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob).

Neste ano, 1.022 motoristas já foram autuados por transitarem em horário ou local não permitido pela regulamentação durante fiscalizações dos agentes de trânsito ou ações como a “Operação Carga Pesada”. O valor da multa é de R$ 130,16.

A Semob garante que, para coibir as irregularidades, agentes de trânsito realizaram ações com o objetivo de retirar veículos pesados do perímetro urbano da capital mato-grossense. Como o problema persiste, a Semob quer fechar o cerco contra os infratores.

Para isso, começará a autuar os condutores de caminhões ou carretas que forem flagrados pelos equipamentos de fiscalização eletrônica que trafegam sem autorização nas principais vias centrais da capital. “O videomonitoramento é uma ferramenta legal permitida pelo Código de Trânsito (CTB) e vamos começar a penalizar os motoristas que insistirem em trafegar dentro do perímetro proibido”, afiançou o secretário de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo.

Atualmente, 32 equipamentos fazem o monitoramento das ruas e avenidas da cidade. Os locais estão sinalizados com placas a pelos menos 200 metros antes das câmeras, instaladas nos principais pontos de conflitos, como as avenidas Miguel Sutil, Fernando Correa da Costa, Historiador Rubens de Mendonça (CPA), Tenente Coronel Duarte (Prainha), 15 de Novembro e Beira-Rio, em viadutos, trincheiras e próximas de polos geradores de tráfegos, como igrejas, comércios e escolas.

Conforme informações divulgadas pela Semob, na região central da capital, só podem circular caminhões com no máximo 10 toneladas. Acima desta medida, apenas entre às 20 horas e 6 horas. Nos corredores das avenidas Fernando Corrêa e Miguel Sutil são permitidas a circulação de veículos com até 24 toneladas.

Acima disso, somente no mesmo horário pré-estabelecido. Já em casos onde as cargas transportadas são perecíveis, nitrogênio, concreto e gás, é necessário que haja uma autorização especial de trânsito para circular nos horários de pico.

Fonte: Diário de Cuiabá

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

3 comentários

Odairppreto Antonio Pinto Preto 04/12/2017 - 12:09

Nem vou mais pra mt grosso mesmo morrao de fome nao levo nada mais ai seus burro

Reply
José Antônio Pimentel nunes 02/12/2017 - 10:02

Porque não fazem os centros logísticos fora das cidades como nós países de primeiro mundo os motoristas de amadores são os que atrapalha o trânsito.mas quem paga o pato é sempre o caminhoneiro

Reply
Pedro 01/12/2017 - 09:49

Pa ajuda o motorista nada….

Reply

Escreva um comentário