Detran-PR leiloa quase 1,6 mil veículos com lances a partir de R$ 100




Veículos aptos à circulação serão leiloados pelo Detran do Paraná nos próximos dias em Pinhais, Cascavel e Foz do Iguaçu. Ao todo, são 1.570 veículos, que poderão ser adquiridos a partir de lances iniciais entre R$ 100 e R$ 35,9 mil. No somatório, eles estão avaliados em cerca de R$ 1,6 milhão.

Os leilões serão presenciais e ocorrerão todos a partir das 9 horas da próxima segunda-feira (18) na Fundação Weiss Scarpa, em Pinhais; da próxima quarta-feira (20) na Associação Comercial e Industrial de Cascavel; e da quinta-feira da semana que vem (21) no Sest/Senat de Foz do Iguaçu.

Quem tiver interesse de vistoriar os veículos antes basta se dirigir aos locais indicados no edital de cada leilão com documento de identidade. Mas a vistoria é apenas visual, não sendo possível retirar peças para avaliação ou mesmo ligar carros e motos.

LEIA MAIS  PRF promove leilão de 1060 veículos em Cambé, na região Norte do Paraná

Qualquer pessoa acima de 18 anos e portadora de CPF pode dar lance no leilão. Também é permitida a participação de empresas. No dia, é preciso levar documento de identidade, CPF ou CNPJ, comprovante de endereço e registro comercial. Esses documentos serão solicitados caso o lance seja vencedor.

Apreendidos pela Polícia Militar, os veículos que estão a leilão agora não foram retirados por seus proprietários dentro dos prazos e condições previstos na lei. O dinheiro arrecadado no arremate é destinado ao pagamento de débitos obrigatórios, como IPVA, Licenciamento, Seguro Obrigatório e multas, além das custas do leilão, estadia e remoção dos veículos. O veículo sai do Detran sem pendências anteriores em relação à documentação.

LEIA MAIS  PRF promove leilão de 1060 veículos em Cambé, na região Norte do Paraná

Mais detalhes sobre o leilão estão no edital e no anexo de Pinhais, no edital e no anexo de Cascavel e no edital e no anexo de Foz do Iguaçu, disponíveis no site do Detran. No ano passado, foram arrecadados R$ 2,5 milhões em quatro leilões de circulação.

Fonte: Gazeta do Povo




Deixe sua opinião sobre o assunto!