COLUNA MECÂNICA ONLINE- Os melhores motores de 2018

por Blog do Caminhoneiro

Você, leitor da coluna Mecânica Online®, teve a oportunidade de conhecer antes do resultado oficial o melhor motor de 2018. Na edição de 20 de abril tivemos a oportunidade de acelerar o mais potente V8 da história de Maranello que faz história.

Agora, com a publicação oficial dos resultados, podemos afirmar: dirigimos o melhor motor do ano de 2018.

A edição do prêmio que comemora 20 anos do Engine of the year, contou com a participação do Mecânica Online®, sendo Tarcisio Dias um dos representantes do Brasil entre os jurados da imprensa especializada.

Além das 11 categorias de melhores motores, o prêmio aproveitou o momento especial para escolher o melhor dos melhores entre todos os motores vencedores desde 1999.

Nos motores até 1.0 litro o vencedor foi o Volkswagen 1.0 litro TFSI, um motor compacto, leve e de alta tecnologia que produz 85 kW / 115 cv movido a gasolina, sendo o primeiro em sua categoria a combinar um catalisador de quatro vias com um filtro de partículas para gasolina.

A versão 1.0 TSI do up! GTI, que começou a ser vendida na Europa este ano, integra a linha de motores EA211. A mistura de combustível é injetada diretamente nos cilindros sob uma pressão de 350 bar (muito elevada para um motor a gasolina). A partir de 2.000 rpm, o 1.0 TSI – que é equipado com dois eixos de comando de válvulas ajustáveis – transmite uma força de 200 Nm ao eixo de transmissão. O torque máximo permanece constante até 3.500 rpm.

Pelo quarto ano consecutivo, o motor 1.2 litro a gasolina de 3 cilindros turbo PureTech, do grupo PSA Peugeot Citroen conquista a categoria entre os motores 1.0 a 1.4 litro. Esta nova geração, lançada em 2017 no novo Peugeot 308, começa a equipar os veículos do grupo PSA através de uma centena de aplicações em mais de 70 países.

Vitória fácil para o motor Porsche 3.0 litros seis cilindros turbo que equipa modelos como o 911 Carrera, 911 Carrera 4, Carrera GTS, entre outros, com 370 pontos, o dobro de pontos do segundo colocado, o BMW M 3.0 litros turbo e seis cilindros que equipa modelos como o BMW M3 e M4.

A Porsche também comemorou mais uma conquista, dessa vez com a motorização aplicada no 718 Boxster e 718 Cayman. Vitória para o 2.0 litros turbo, que tem arquitetura central e produz 380 NM de torque.

Duas conquistas para o motor completamente elétrico desenvolvido pela Tesla – Motor Verde e Conjunto elétrico. A marca é referência entre os especialistas quando o assunto é motor puramente elétrico. O torque é sem igual: 967 Nm com autonomia de 613 quilômetros e emissão zero. Presente nos modelos S, X e 3, possui motores elétricos com indução trifásica de quatro pólos.

O conjunto motriz do esportivo híbrido BMW i8 conquistou pela quarta vez consecutiva, o prêmio de melhor motor entre 1.4 e 1.8 litro. O motor a combustão, de três cilindros do i8 desenvolve 231 cavalos de potência e é responsável por mover as rodas traseiras. Já o motor elétrico – cuja potência de saída foi elevada para 143 cv – é alimentado por uma bateria de íons de lítio (e que pode ser carregada em uma tomada elétrica convencional) – e impulsiona as rodas dianteiras.

Este sistema híbrido plug-in específico desenvolvido e produzido pelo BMW Group permite uma condução totalmente elétrica, cuja autonomia foi elevada para 55 quilômetros. O i8 precisa de apenas 4,4 segundos para acelerar de 0 (zero) a 100 km/h.

Pelo nono ano consecutivo, o júri selecionou o Audi 2.5 TFSI como o melhor motor na categoria de 2 a 2.5 litros. Sua potência de 400 cv o torna o mais poderoso motor de produção em série de cinco cilindros disponível no mercado global.

Destaque ao impressionante torque de 480 Nm, disponível apenas a 1.700 rpm, bem como o distinto som da unidade turbo. Esse som é gerado pela combustão em cilindros próximos alternada com os cilindros mais distantes, resultando em um ritmo único. O cinco cilindros tem sido um ícone da Audi por mais de 40 anos.

Agora vamos com uma sequencia só de Ferrari. Começamos com o melhor mais novo motor de 2018. Vitória para o motor Ferrari 6.5 litros V12 presente na 812 Superfast. Com 75% de peças totalmente novas, esse motor na 812 torna o modelo o carro de estrada mais rápido e potente da Ferrari, uma obra de arte da engenharia considerando o avançado sistema de admissão, novas bombas de alta pressão, sensores de pressão, arvore de manivelas, bielas e até mesmo o design dos pistões. O torque é de 718 Nm a 6.000 rpm.

A Ferrari 488 Pista que foi acelerada pelo Mecânica Online® em Maranello conquistou a categoria entre os motores de melhor performance com a motorização 3.9 litros V8 biturbo e também o prêmio mais importante da edição 2018 – O prêmio de motor do ano 2018. É a terceira vez consecutiva que essa motorização ganha como motor do ano.

É a vitória do mais potente motor de 8 cilindros desenvolvido na história da Ferrari. Entre as novidades a marca reduziu o peso do motor quando comparado com o utilizado na GTB e o torque de 770 Nm a 3.000 rpm.

E o motor Ferrari V8, que recebeu o codinome F154CD, também foi considerado o melhor motor das últimas duas décadas, conquistando o título de “Melhor do Melhor” concebido para celebrar o 20º aniversário dos prêmios.

“Com seu V8, a Ferrari demonstrou que até os mais exigentes compradores de carros querem motores menores e mais eficientes. De fato, a mistura de performance de bater o coração e o glorioso estrondo de Maranello do motor turbo o tornou imbatível não apenas nos últimos três anos, mas também quando comparado ao melhor das últimas duas décadas.”, foi o que disse Dean Slavnich, co-presidente do conselho do prêmio que define os melhores motores do ano


Tarcisio Dias é profissional e técnico em Mecânica, além de Engenheiro Mecânico com habilitação em Mecatrônica e Radialista, desenvolve o site Mecânica Online® que apresenta o único centro de treinamento online sobre mecânica na internet (www.cursosmecanicaonline.com.br), uma oportunidade para entender como as novas tecnologias são úteis para os automóveis cada vez mais eficientes.

COMENTAR