Deputados defendem aprovação de MP sobre frete de caminhoneiros




Em duas audiências públicas nesta terça-feira (26) no Senado, deputados da oposição e da base aliada ao governo pediram a aprovação da Medida Provisória (MP) 832/18, que estabelece preços mínimos para os fretes dos caminhoneiros. Os debates foram realizados pela comissão mista de deputados e senadores encarregada de analisar a MP, mas não tiveram a participação de senadores.

Na avaliação do relator da MP, deputado Osmar Terra (MDB-RS), os caminhoneiros estão sendo remunerados em valores inferiores aos seus custos mínimos e dando lucros para quem contrata os seus serviços. “É esse desequilíbrio que precisamos resolver. Os caminhoneiros não estão pedindo nada demais, e as empresas têm que entender que esse é o ponto mínimo”, afirmou.

Henrique Fontana (PT-RS) destacou que a MP é necessária para corrigir imperfeições da economia brasileira. “Quando o mercado fica totalmente livre, os mais fortes impõem condições aos mais fracos, e por isso surgiram mecanismos de proteção dentro da democracia”, explicou. “Vamos cair na real: essa regulação da MP é moderadíssima, é uma definição de preço mínimo de frete. Não podemos resolver o problema do desemprego criando empregos com salários abaixo do mínimo”, comparou.

LEIA MAIS  Mais de 350 mil caminhões usados foram vendidos em 2018

“O Brasil não pode ter uma nova paralisação [de caminhoneiros], porém não se pode transformar os caminhoneiros nos culpados. O que gerou tal situação é a imperfeição do mercado, a explosão dos preços dos combustíveis, porque a política da Petrobras de dolarização dos preços está errada”, acrescentou Fontana.

Condição de trabalho

O deputado Assis do Couto (PDT-PR) também apontou que a recente greve ocorreu por necessidade dos trabalhadores. “A montanha dos preços dos combustíveis caiu sobre a estrada. Os caminhoneiros não estão reivindicando tabelamento e lucro, mas um preço mínimo nacional. A Nação precisa de um preço mínimo de frete”, ressaltou.

Para o deputado Alexandre Serfiotis (PSD-RJ), a tabela de preço de frete “é uma condição mínima de um trabalho digno” e não vai levar nenhum desequilíbrio ao mercado dos transportes.

LEIA MAIS  Transportes Marvel anuncia vagas para motoristas aprendizes, truck e carreteiros em SP

Valdir Colatto (MDB-SC) ressaltou que o Brasil precisa resolver o impasse em torno da MP. “Temos de passar uma imagem, para fora, de que há solução para os nossos problemas internos. O custo mínimo é o que dá para fazer, mas tabela de frete, com a diversidade do País, é complicado. Temos que negociar e buscar a saída”, pediu.

Fonte: Agência Câmara Notícias




Um comentário em “Deputados defendem aprovação de MP sobre frete de caminhoneiros

  • 27/06/2018 em 17:34
    Permalink

    MAS TEN UNS DEPUTADOS TÃO SEN VERGONHA QUE SÃO OS MARAJÁ E FICAM CONTRA OS CAMINHONEIROS QUE NÃO TÃO CONSEGUINDO NEN GANHAR PARA PAGAR AS CONTAS QUE DIRA LEVA UM DINHEIRO PRA FAMILIA QUE INJUSTIÇA

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!