Futuro presidente do Brasil terá desafios no setor de transportes

por Blog do Caminhoneiro

O futuro nome que ocupará a cadeira principal do Palácio do Planalto a partir de 1º de janeiro de 2019 terá que lidar com muitos problemas brasileiros. Um dos assuntos que demandará atenção especial do futuro presidente da República do Brasil é a questão de logística e transportes.

Neste ano, a greve dos caminhoneiros escancarou a grave falta de habilidade de políticos em dialogar com a classe, bem como de encontrar maneiras de minimizar preços de combustíveis.

O próximo presidente da República, muito antes de pensar na infraestrutura das rodovias e outros modais brasileiros de transporte, precisa pensar, segundo quem trabalha no setor, em animar a economia brasileira. Esta é, inclusive, a opinião de Tayguara Helou, presidente do Setcesp, Sindicato das Empresas de Transporte de São Paulo.

A questão da infraestrutura também não pode ser esquecida, mas para isso é necessário todo um novo planejamento logístico. Tayguara Helou aponta que, hoje, o modal rodoviário enfrenta estradas intransitáveis pela baixa qualidade, ou inviáveis pelo alto preço do pedágio. Segundo a Confederação Nacional do Transporte, o País conta com pouco mais de 200 mil km de rodovias pavimentadas, contra mais 1,3 milhão de quilômetros de estradas de terra.

José Ricardo Roriz Coelho, presidente em exercício da Fiesp, reforça a importância de discutir os transportes no Brasil, por ser fundamental para a competitividade do País. Roriz Coelho aponta que, para poder movimentar os produtos tanto para o mercado interno como externo, outro ponto que merece atenção dos governantes está no combate ao roubo de cargas e incremento na segurança.

O futuro presidente do Brasil ainda terá que pensar em como efetivar as ferrovias abandonadas há décadas, criar melhor aproveitamento do transporte fluvial e, ainda, cuidar da estrutura de portos e aeroportos.

Fonte: Jovem Pan

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário