CNTA pede suspensão das resoluções do CONTRAN que tratam sobre amarração de cargas




A Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) protocolou um ofício para o Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), solicitando a suspensão das resoluções do CONTRAN 552/2015 e 701/2017 que estabelecem requisitos para a amarração e fixação de cargas em veículos de transporte rodoviário.

LEIA MAIS  Caminhoneira no México: 3.200 quilômetros, batom e uma fera de 28 toneladas

Para a CNTA, as exigências impostas pelas resoluções demandam de um investimento alto para a aquisição dos equipamentos e acabam onerando excessivamente o caminhoneiro. A CNTA acredita que o investimento não reflete a segurança pretendida nas resoluções.

O ofício da CNTA solicita a suspensão das resoluções por um ano, período em que a entidade concluirá um estudo técnico sobre o tema para apresentá-lo como sugestão.

LEIA MAIS  Como fazer a gestão de frota ser um sucesso: 7 dicas

Fonte: CNTA




Um comentário em “CNTA pede suspensão das resoluções do CONTRAN que tratam sobre amarração de cargas

  • 18/12/2018 em 20:51
    Permalink

    Amarração de cargas corretamente com sinta e cabos de aço se acordo com a carga,sim está correta.porem quando o tipo de material é de clientes que usam diferentes tipos de transportes o custo tem que ser exclusivo do cliente e nao do transportador.BUT THIS IS BRAZIL.TJE GOVERMENT THEY DO WHOT THEY WANT.FUCK BRASIL

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!