Caminhão frigorífico poderá ser obrigado a ter cortinas de ar nas portas do baú




O Projeto de Lei 10338/18 obriga a instalação de barreira de ar em caminhões de entrega urbana de produtos refrigerados. A proposta tramita na Câmara dos Deputados.

Segundo o projeto, apresentado pelo deputado Francisco Floriano (DEM-RJ), os equipamentos de controle de temperatura valem para caminhões que fazem entrega urbana de carnes, peixes, embutidos, alimentos congelados, resfriados, lácteos e fármacos (vacinas).

A proposta inclui ainda “todos e quaisquer produtos que dependam de controle de temperatura, quente ou fria, para sua conservação”.

LEIA MAIS  Quase 72 toneladas de excesso de peso são flagradas em três veículos de carga na BR 101 na BA

A barreira de vento das cortinas de ar-condicionado protege ambientes internos de duas formas: com isolamento térmico do exterior e evitando a passagem de poeira e bactérias.

Fiscalização

Segundo Floriano, essas barreiras de ar já são utilizadas e obrigatórias nas portas de câmaras frias e armazéns, mas não nos transportes. “É impraticável a fiscalização. O maior problema é a abertura de portas durante as entregas e o tempo necessário para estabilização da temperatura após”, disse.

LEIA MAIS  Governo anuncia pacote de medidas para os caminhoneiros

A proposta, para Floriano, vai garantir a qualidade dos produtos e reduzir o gasto das indústrias com indenizações e reposição de produtos que estragaram durante o trâmite de transporte até o consumidor final.

Tramitação

A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara Notícias




2 comentários em “Caminhão frigorífico poderá ser obrigado a ter cortinas de ar nas portas do baú

  • 09/01/2019 em 21:11
    Permalink

    Porque este Francisco Floriano não arruma o que fazer ao invés de ficar inventando moda com essa cortina como a empilhadeira entra no caminhão sabe de uma coisa ele quer que os motoristas parem outra vez isso sim

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!