Caminhão frigorífico poderá ser obrigado a ter cortinas de ar nas portas do baú




O Projeto de Lei 10338/18 obriga a instalação de barreira de ar em caminhões de entrega urbana de produtos refrigerados. A proposta tramita na Câmara dos Deputados.

Segundo o projeto, apresentado pelo deputado Francisco Floriano (DEM-RJ), os equipamentos de controle de temperatura valem para caminhões que fazem entrega urbana de carnes, peixes, embutidos, alimentos congelados, resfriados, lácteos e fármacos (vacinas).

A proposta inclui ainda “todos e quaisquer produtos que dependam de controle de temperatura, quente ou fria, para sua conservação”.

A barreira de vento das cortinas de ar-condicionado protege ambientes internos de duas formas: com isolamento térmico do exterior e evitando a passagem de poeira e bactérias.

LEIA MAIS  Empresas de transporte da Europa expandem as buscas por motoristas

Fiscalização

Segundo Floriano, essas barreiras de ar já são utilizadas e obrigatórias nas portas de câmaras frias e armazéns, mas não nos transportes. “É impraticável a fiscalização. O maior problema é a abertura de portas durante as entregas e o tempo necessário para estabilização da temperatura após”, disse.

A proposta, para Floriano, vai garantir a qualidade dos produtos e reduzir o gasto das indústrias com indenizações e reposição de produtos que estragaram durante o trâmite de transporte até o consumidor final.

LEIA MAIS  Parlamento Europeu aprova volta dos caminhões bicudos

Tramitação

A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara Notícias




2 comentários em “Caminhão frigorífico poderá ser obrigado a ter cortinas de ar nas portas do baú

  • 09/01/2019 em 21:11
    Permalink

    Porque este Francisco Floriano não arruma o que fazer ao invés de ficar inventando moda com essa cortina como a empilhadeira entra no caminhão sabe de uma coisa ele quer que os motoristas parem outra vez isso sim

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!