Ministro da Infraestrutura quer única agência para todo o transporte

por Blog do Caminhoneiro

O ministro da Infraestrutura do governo Bolsonaro, Tarcísio Gomes de Freitas, disse que seu objetivo é retomar o modelo inicial de agência de transporte, implementado em 1999, e unificar a área de ferrovia, rodovia e portos. Segundo o ministro, o modelo atual “deu ruim”. O ministro, que participou nesta terça-feira (29) de evento promovido pelo Credit Suisse, entretanto, ponderou que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) deve ficar de fora.

“Agências hoje estão criando dificuldade. Regulação criou intervencionismo, tem regulação demais. Tem regulação em excesso”, defendeu. O ministro explicou que a fusão será feita por meio de um projeto de lei no Congresso e acrescentou que a mudança vai incorporar “todas as coisas boas” do atual Projeto de Lei das Agências, como “o critério para escolha de dirigentes. Me refiro à autonomia das agências, unificação de carreiras. Isso é importante”, disse.

Sobre a Anac, o ministro disse que ela não fará parte dessa única agência, uma vez que o setor é bastante diferente e tem uma forte regulação internacional. “Existe uma aderência a normas internacionais muito maior”, disse.

Fonte: Estadão Conteúdo

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

1 comentário

Jonas 01/02/2019 - 10:19

Aí sim , está de parabéns , tem que se unificar pra funcionar , do jeito que está não da , só foi criado cabine de emprego , e pessoas sem nenhum preparo pra extorquir o motorista trabalhador, a exemplo essas balanças fiscalizadas pela ” ANTT” uma bagunça , cada balança da um peso diferente da outra e multam o motorista que não tem direito de questionar e saber o que ocorreu . vamos ver se agora melhora , porque do jeito que está e que não da.

Reply

Escreva um comentário