Bolsonaro quer retirar placa de carros do Mercosul

por Blog do Caminhoneiro

Em transmissão ao vivo nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta quinta-feira, 14, que pretende retirar as placas do Mercosul dos carros em circulação no Brasil.

“Vamos ver se a gente consegue anular a placa do Mercosul. É um constrangimento, uma despesa a mais”, afirmou Bolsonaro, citando o trabalho do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Ele gravou o vídeo ao lado dos ministros de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e do titular da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

A adoção do sistema de placas do Mercosul foi anunciada em 2014 e deveria ter entrado em vigor em janeiro de 2016. Em razão de disputas judiciais a implantação foi adiada para 2017. Em dezembro do ano passado, uma nova alteração: os departamentos de trânsito dos estados e do Distrito Federal (DF) terão até o dia 30 de junho de 2019 para implantar o novo modelo, que já é utilizado na Argentina e no Uruguai.

A nova placa será obrigatória apenas nos casos de primeiro emplacamento ou, no caso de quem tiver a placa antiga, quando houver troca de município ou de propriedade. O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) também decidiu que não há mais necessidade de as novas placas apresentarem os brasões do estado e do município de emplacamento.

O cronograma de implantação das placas já foi adiado quatro vezes no país em razão da falta de integração entre o sistema de alguns órgãos executivos de trânsito com o sistema nacional.

A última resolução do Contran estabelece ainda que, quando a placa não couber no lugar a ela destinado no veículo, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) poderá autorizar a redução de até 15% no tamanho, preservando as posições onde estão estampados o QR Code e distintivo BR.

A nova placa apresenta o padrão com quatro letras e três números, o inverso do modelo atualmente adotado no país, com três letras e quatro números. Também muda a cor de fundo, que passará a ser totalmente branca. A mudança ocorrerá na cor da fonte para diferenciar o tipo de veículo: preta para veículos de passeio, vermelha para veículos comerciais, azul para carros oficiais, verde para veículos em teste, dourado para os automóveis diplomáticos e prateado para os veículos de colecionadores.

Fonte: Veja

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

19 comentários
0

Artigos relacionados

19 comentários

Fernando magnesi dos santos 24/03/2019 - 19:39

E quem ja emplacol com esta nova placa . quer dizer este rolbo do governo novamenti até quando isto vai aconteser no brasil ja pagamos impostos de mais pra tranferir um carro ai vem esta merda sera que um salario minimo da pra tranferir um carro ….. Ai nois come bosta

Reply
Ivanilson 22/03/2019 - 15:56

Acho uma palhaçada mudar a placa…uma forma nova de faturar.
Outro detalhe: alguém comete um atropelamento e foge, nesta corrida sinceramente é quase impossível memorizar os números e letras árabes

Reply
Gerson gonzalez 22/03/2019 - 08:54

Não acho necessário por fim a esta placa. A atua está esgotada. Esta seria a solução para o problema. Basta voltar a tarjeta com o nome da cidade e o estado. Pronto. Simples.

Reply
Tânia 21/03/2019 - 04:32

Por favor presidente Bolsonaro, retire essas placas comunistas de circulação e devolva o dinheiro dos cidadãos que já pagaram pelas novas.
Quem assim o desejar, voltar a usar a antiga.
Obrigada!

Reply
Luiz Felipe 20/03/2019 - 14:55

Essa placa é um marco da União comunista e tem que ser retirada de circulação.

Reply
Júlio 19/03/2019 - 12:44

E o que eu paguei pelas placas, caso a padrão Mercosul seja cancelada, alguém vai me devolver?

Reply
Dirce pitorini 19/03/2019 - 13:35

As placas deveriam constar o nome da cidade a que pertence o carro como era antes, para identificacao

Reply
Mauri luiz Kuzniewski. 19/03/2019 - 01:12

Isso é so uma maneira de ribatejana do povo por favor Bolsonaro tira essa palhaçada …de placa do Mercosul.

Reply
Ilton 17/03/2019 - 14:06

Seria bom que o Brasil fosse um país livre verdadeiramente por que enganar a quem não tem conhecimento é como oferecer carne e da osso para a população

Reply
merson 17/03/2019 - 13:46

Seria ótimo se fosse retirado o padrão Mercosul e fosse implantado o padrão americano ai sim !!!!

Reply
Luan 17/03/2019 - 08:03

Completo desserviço voltar atras, a integração do Mercosul com essa placa tende a diminuir o numero de roubo de veículos para serem desencaminhados em outros países, fora a não ta tendo problema com lacre corrompido e a menor chance de clonagem por causa do QR, voltar atras agora e apenas uma medida populista besta.

Reply
Osni 17/03/2019 - 04:07

Ele não manda nada, nunca vi um presidente que não manda. Veja o caso das lombadas eletrônicas, o DENIT já anunciou que está em processo de licitação, e isso depois de ele ter falado que iria acabar com elas. Nunca vi isso.

Reply
Luan 17/03/2019 - 07:59

tu acha que e da noite para o dia que vai conseguir fazer isso? Ele e presidente, num e o imperador com totais poderes não, tu tem o direito de votar em um deputado e para se contrapor ao presidente.

Reply
Franciele 16/03/2019 - 19:12

E quem já foi obrigado pela situação emplacar com modelo Mercosul, no caso de suspensão do modelo, ira ter que retornar ao modelo antigo?, E quem irá resarcir está despesa extra, irá ter que arcar com mais essa despesa de ter que retornar ao modelo antigo????

Reply
Júlio 19/03/2019 - 12:45

compartilho da mesma pergunta

Reply
Leonora antunes 16/03/2019 - 13:31

Tanta coisa pra fazer nesse pais de miséria desemprego. Segurança saude e governo quer ficar inventado coisa lei sem noção. Fico indignada com isso .que governo e esse ?

Reply
Marco Bonotto 16/03/2019 - 11:57

O bolsonaro veio pra isso, pra acabar com a farra das taxas ao cidadao, ficam inventando pra arrancar grana. Tchau pt

Reply
Ricardo José Gastaldelo de lima 17/03/2019 - 09:20

Lamento informar mas não havera 3 turno. Parabens pela iniciativa, presidente. Isto naonfoi ideia deste governo. .

Reply
Elias 17/03/2019 - 10:06

To

Reply

Escreva um comentário