ANTT aumenta fiscalização sobre a tabela de fretes




A ANTT divulgou nota ontem onde afirma que as operações de fiscalização sobre o cumprimento da Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas, conhecida como Tabela de Frete, estão sendo intensificadas. Neste ano já foram realizadas 342 operações de fiscalização da tabela de fretes em todo o país.

De acordo com a agência, a maioria das operações vem acontecendo em postos de pesagem administrados pela ANTT, e todos os embarcadores que tem pago fretes menores do que os valores da tabela estão sendo multados. Os valores de multas variam de acordo com as autuações, também podem variar de acordo com a distância a ser percorrida durante a viagem, tipo de veículo, dentre outros aspectos.

O valor das autuações varia de R$ 550,00 até R$ 10.500,00, dependendo dos fatores descritos acima. A última atualização da Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas foi publicada em janeiro e está valendo.

A ANTT informa que denúncias podem ser encaminhadas ao canal da Ouvidoria da ANTT pelo telefone 166 ou e-mail ouvidoria@antt.gov.br.

Atualmente está ocorrendo uma audiência pública com o objetivo de estabelecer as regras gerais, a metodologia e os indicadores da nova tabela de frete e suas atualizações.

RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS NO E-MAIL





Seu e-mail (obrigatório)






20 comentários em “ANTT aumenta fiscalização sobre a tabela de fretes

  • 30/04/2019 em 20:52
    Permalink

    Tudo mentira que a ntt tá fazendo vistoria nas rodovias federais e estaduais para multa as empresas bque tá descumprindo a tabela de frete

    Resposta
  • 19/04/2019 em 11:16
    Permalink

    A antt não fiscaliza nada enquanto para um caminhão pra fiscalizar passa 1 milhão de caminhão sem fiscalizar

    Resposta
  • 19/04/2019 em 11:04
    Permalink

    Parece até piada uma coisa dessas falar que antt fiscaliza tabela de fretes e multa embarcadores que vergonha publicar uma coisa dessa.

    Resposta
  • 19/04/2019 em 11:01
    Permalink

    Toda vez que o governo interfere nas redações privadas dá nisso: ninguém cumpre, criam -se mais órgãos para fiscalizar e aí vem corrupção, mais funcionários públicos, mais postos de fiscalização e por aí vai. Ficou inviável ser caminhoneiro? Venda o caminhão enquanto não desvaloriza muito e vá fazer outra coisa, enquanto tem saúde e energia. A verdade é que tem caminhões demais nas estradas. Por quê? Porqie o governo da sra. Dilma facilitou demais o crédito.Se você for produtor e atacadista, vai achar um absurdo alguém poder fazer um frete por tonelada mais barato que a tabela e você ser multado por aceitar. Quem tem 70 anos, como eu, lembra muito bem do Plano Cruzado e dos “fiscais do Sarney”, chamando a polícia para prender gerente de supermercado. Isso é coisa de comunista. Meu sobrinho vendeu seu caminhão, fez curso de retroescavadeira, comprou uma usada em boas condições e está todo feliz, no Sul de Minas. Não fica sem serviço e dorme em casa todo dia.

    Resposta
  • 19/04/2019 em 10:14
    Permalink

    Caminhoneiro não tem apoio de nada aja visto o proprio blog com essa reportagem mentirosa a favor da antt e depreciando nossa capacidade intelectual,pois estamos nas estradas e não tem nada dessa mentira no nosso dia-a-dia no meio do minério que e o meu ramo e frete abaixo e pedagio para nós pagarmos.o governo tem que dialoga é na raiz de cada carga frigorífico não representa minério e vice versa e fora esse oportunista de chorao e blogs contra o caminhoneiro

    Resposta
  • 19/04/2019 em 09:17
    Permalink

    Tem que encontrar um meio de vincular o pagamento ao CT-e (conhecimento de transporte eletrônico), tipo só conseguir emitir o CT-e juntando o comprovante de transferência do valor do frete, pois tem muita empresa emitindo o CT-e de acordo com a tabela e fazendo o pagamento a menor.

    Resposta
    • 08/12/2019 em 18:16
      Permalink

      CE DEIXAR NA MÃO DOS POSTOS FICAL PARA FISCALIZAR FRETE JA VIO UM PRATO CHEIO PRA CURUPIÇÃO

      Resposta
  • 18/04/2019 em 23:24
    Permalink

    Fiscalização nas transportadoras de Mato Grosso do Sul urgente. Tudo fora da tabela.

    Resposta
    • 19/04/2019 em 09:38
      Permalink

      O frete pra ser calculado conforme a tabela o governo tem que elaborar um jeito de emitir na emissão do manifesto e Danfe

      Resposta
  • 18/04/2019 em 23:14
    Permalink

    É so do que precisamos!
    Intensifique a fiscalização e será melhor para todos nós.

    Resposta
  • 18/04/2019 em 23:12
    Permalink

    Boa noite
    O representante da classe , o tal de chorao já arrumaram o lado dele. Já tá pulando fora do barco.
    Queria saber que disse que esse infeliz representa a classe? Nem conheço esse pobre coitado.
    Sei que diante de tanto esforço já fui obrigado a vender meu caminhão esse mês. Não existe condições de trabalhar, levo 2 dias pra fazer um frete de 1200 reais, cooperativa rouba 12% do frete, mais seguros que tem que pagar, hoje 67% fica no posto de combustível, sobrando 250 reais livre de combustível, tira 50pra cada dia de alimentação no fim sobra 150. Ganho 75por dia nessa história pelo meu serviço de motorista.
    Ai não sobra pra manutenção, não sobra pra pneus, não sobra nada.
    Isso tudo pra correr risco na estrada, assalto,estradas acabadas,sem lugar pra pernoitar, tomar um banho decente.
    Pergunto aos companheiros :
    Vale a pena? Tem condições de continuar nessas condições?
    Parem e reflitam sobre isso
    Essa e a nossa realidade hoje em nosso país.
    Ai inventam a tabela, otimo seria a solução dos nossos problemas se o governo fizessem ela ser cumprida na risca com multas bem altas, com facilidade de poder denunciar.pois na ANTT o atendimento e de pessima qualidade, não explicam nada, não são educados típico funcionário público que está ali só pra pegar o excelente salário que recebi no fim do mês e o povo que se foda pra lá.
    Amigos vamos a greve e vamos parar e um mês inteiro pior do que está não fica.
    Greve neles

    Resposta
  • 18/04/2019 em 21:28
    Permalink

    Vocês não estão fiscalizando nada aqui na balança da Anchieta a maioria das pequenas emprezas de Santos não pagão frete na tabela e muito menos pedagios vocês ficam dizendo que estão atuando as transportadoras até agora eu mesmo nunca vi vocês da antt nem nas balanças e nem nos pedagios aqui de Santos

    Resposta
  • 18/04/2019 em 20:48
    Permalink

    Porque vcs da revista nao fala a verdade . Que a antt não fiscaliza nada e não multa ninguém fala isso …. porque ela não vem em Rondonópolis peita as transportadoras aqui. Param de enche linguiça

    Resposta
  • 18/04/2019 em 18:59
    Permalink

    ANTT não aceita denuncia sem documentos você tem que descumprir a lei carregar abaixo do piso depois denunciar e tambem ser multado junto com o embarcador é até engraçado explicar.liguem para 166 e confirmem.Palhaçada e o caminhoneiro é o Palhaço . Todas as profissoes tem piso salarial(Advogado, Deputado, Governador, Presidente……………) Agora o caminhoneiro tem mas não funciona . Isto sim é trabalho escravo .E a culpa esta só no atravesador(Agencias, transportadoras sem frota suficiente FRETEBRAS , vendedores , resumo: Os papa comiçao, fazem igual o pessoal do mensalao e ainda tem coragem de critica-los.

    Resposta
  • 18/04/2019 em 17:10
    Permalink

    Gostaria de saber porque vocês divulgam quepode denunciar pelo 166 ou pelo site ,se é mentira e vocês q publicam sabem disso ,pois só pode denunciar enviando provas e a única prova que aceitam é o cte e daí multam quem mandou o cte também

    Resposta
    • 18/04/2019 em 20:50
      Permalink

      Porque eles mentem por natureza sabe que nossa classe vive de mentira

      Resposta
      • 19/04/2019 em 21:22
        Permalink

        Frete sao publicados descaradamente em sites e ninguem ve fecham os olhos uma vergonha,se tivesem interesse em fiscalizar o pessoal tinham pelo menos receio de publicar fretes com preços vergonhosos .

      • 20/04/2019 em 14:26
        Permalink

        E mentira

Deixe sua opinião sobre o assunto!