Diretor da ANTT confirma redução na tabela de frete mínimo rodoviário




O diretor-geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Mário Rodrigues, confirmou que a proposta, colocada em audiência pública, de metodologia para o cálculo da Tabela de Frete Rodoviário Mínimo vai reduzir os valores em relação à tabela que está em vigor, caso seja aprovada.

Segundo ele, a metodologia criada para fazer a nova tabela – que foi desenvolvida pela Esalq-USP – foi feita de forma adequada, e será possível, com isso, ter muito mais tabelas que a atual.

“Agora deu tempo de fazer o trabalho”, disse o diretor, lembrando que a primeira tabela foi feita às pressas após a greve dos caminhoneiros de julho do ano passado.

O diretor que relata o processo da audiência pública, Marcelo Vinaud, disse que na média geral haverá uma redução, mas que há setores em que os valores do frete mínimo serão até superiores ao da tabela atual, citando o caso do transporte de produtos perigosos como exemplo.

LEIA MAIS  Reunião entre representantes dos caminhoneiros e ministros acontece em Brasília

Segundo Vinaud, já foram mais de 40 reuniões com representantes de todos os setores antes de apresentar a nova metodologia na audiência pública. De acordo com ele, agora a agência vai ter uma metodologia para defender-se das possíveis críticas. Também disse que a Lei estabelece um piso mínimo, mas não que ele traga subsídios implícitos.

Aumento da fiscalização

O objetivo da agência, segundo Vinaud, é encerrar a audiência e aprovar a nova metodologia até 19 de julho, quando a tabela de frete mínimo tem que ser revista. Ele confirmou ainda que a agência vai passar a proibir o registro de fretes abaixo do valor mínimo da tabela.

LEIA MAIS  Caoa pode fabricar caminhões médios e pesados da Hyundai no Brasil

Segundo ele, 80% dos fretes devem ser registrados obrigatoriamente no sistema da ANTT. E, atualmente, desse percentual, apenas um de cada quatro é registrado. A ideia é apertar a fiscalização através de mecanismos de controle eletrônico já existentes para elevar esse percentual para pelo menos dois de cada três até o fim do ano.

O setor de embarcadores e o de transporte de carga continuam em confronto por causa da tabela. Na semana passada, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Teresa Cristina, criticou a tabela. Já representantes de associações do transporte saíram em defesa da legislação.

Fonte: Agência Infra




39 comentários em “Diretor da ANTT confirma redução na tabela de frete mínimo rodoviário

  • 17/04/2019 em 18:33
    Permalink

    Uma ideia pro nosso presidente. Pode baixar a tabela em 20 % mas de um abono em cada frete pra o autonomo de 50% do frete sobre um valor X do oleo. EX: seu frete valor total 5.000, mil você tem um abono de 2.500, pra abastecer de diesel no valor de 1.60 o litro este abono só pro caminhoneiro autônomo livre de todos os imposto e pedagio. Aguma ideia melhor compartilhe

    Resposta
  • 17/04/2019 em 08:18
    Permalink

    Tabela, que tabela, essa que nao funciona, é só acabar com o frete de retorno , complemento e colocar prepr máximo nos pedágios a 2 reais que ja fica ótimo pra categoria, o resto nós damos conta , começa a baixar os impostos que todo mundo começa a ganhar!!!
    Essa tabela nunca ira funcionar!!!

    Resposta
  • 16/04/2019 em 13:36
    Permalink

    Como assim, reduzir um frete mínimo??? 😂😂😂😂😂😂😂😂
    So aqui no Brasil mesmo. 😂😂🤣🤣🤣🤣

    Resposta
  • 16/04/2019 em 10:38
    Permalink

    A legislação em vigor tem q ser preservada para continuidade de um progresso q só será viável através do caminhao e caminhoneiro autônomo. A min. só ver o lado do produtor, sem defender o mínimo de dignidade aos q carregam a produção q o Brasil produz.

    Resposta
  • 16/04/2019 em 07:49
    Permalink

    Engraçado. Fazendeiro sonegam e falsificam documentos para receber seguro ..isso sim o governo não tem coragem de fiscalizar porque .. até veneno trazido do py são usados ..e a ministra da agricultura fala em abuso de valor do piso mínimo … Cadê a fiscalização pois estão roubando o governo .isso ela não fala..pois envolve grandes cooperativas e fazendeiros ..

    Resposta
  • 16/04/2019 em 06:59
    Permalink

    Já virou piada essa tabela de frete o governo só nos engana temos que nos organizar e parar di novo por tempo ideterminado

    Resposta
  • 16/04/2019 em 00:42
    Permalink

    Concordo plenamente que a tabela prescisa ser revista. Ninguém está conseguindo trabalhar.
    O Agronegócio está travando com as vendas ,o autônomo quer um frete que não existe as empresas nan estão conseguindo mandar as cargas pois estao tenho prejuízo,a concorrência baixando o frete e tudo fica complicado.
    presisamos ajeitar a casa para que fique bom para todos os lados…Na parte dos combustíveis temos que rever a politica de preços….

    Resposta
    • 16/04/2019 em 20:20
      Permalink

      O preço minimo tem q suprir nossas nescessidade. Não temos mais condições de manter nossos caminhões. Pra rever está tabela tem q reduzir em 50 %o óleo ai sim posso concordar contigo Danilo. A anos viemos fazendo milagre acho q agora chega.

      Resposta
  • 15/04/2019 em 23:04
    Permalink

    A única solução a se fazer é deixar de reclamar e fazer o que eu fiz abandonei este ramo e estou em outro que também estou sofrendo da mesma forma,só que com menos riscos e com mais qualidade de vida ou por outra é viver nesse mímimi.

    Resposta
    • 16/04/2019 em 07:55
      Permalink

      Meu amigo presidente Bolsonaro, eu votei em ti, então nada mais justo, que o senhor e a Dona TERESA CRISTINA comprem um caminhão e vão tentar viver dele , aí vcs vão ver as dificuldades que passamos .
      O salário para ser empregado e passar dias fora de casa não compensa, na Europa o motorista é Valorizado e pagam bem para quem viaja e valorizam a família.
      Então os atravessadores ganham fortunas explorando o motorista e o agregado terceiro que deve fortunas nas oficinas e postos .
      Façam uma enquete de quanto fatura um terceiro autonomo e como ele vive , e aí vcs vão ver se a tabela é boa ou não .

      Resposta
      • 16/04/2019 em 20:23
        Permalink

        Alcir. Parabens colegas como você q nós precisamos. Temos q ter fé

      • 17/04/2019 em 00:26
        Permalink

        Tem também o outro lado, que não sabe calcular de forma correta, a parte destinada para a viatura, conforme levantou o Consultor de Fretes, Andrey Russo… a grande maioria, acha que é apenas cobrir o combustível, no “frete de retorno”, que não existe de fato, sendo apenas invenção dos que precisam, para pagar valor + baixo pelo mesmo serviço…

  • 15/04/2019 em 22:19
    Permalink

    Quando a tanta valeu pq tá difícil de trabalhar engraçado que ministro ganha 30mil por mês ainda o abençoando tem 4500de ajuda de transporte mas o caminhoneiro tem que fazer fazer milagres c frete pq não vai sobre nem pro feijão daqui uns dias aí pergunta pra eles quantos meses eles sobrevive c nosso salário mínimo e uma vergonha pior do Brasil e brasileiro vota depois tudo igual e vive reclamando

    Resposta
  • 15/04/2019 em 21:55
    Permalink

    eles vão colocar o valor do frete no cte mas vão descontar e pagar menos na hr de fazer o cheque como sempre fizeram

    Resposta
  • 15/04/2019 em 20:35
    Permalink

    Será que esse povo ainda não entendeu que esse governo e sua corja não são a favor da classe trabalhadora? Eles só lutam pra beneficios dos empresários….

    Resposta
  • 15/04/2019 em 20:28
    Permalink

    Nesse pais,nunca houve respeito as leis seja ela qual for,nem pelo cidadao e nem pelos proprios gestores das mesmas,nao ia e nem vai ser diferente,venderam a petrobras e acusam os partidos mas continuam roubando a confiança do povo,e a minha opiniao,que pra alguns muitos nao vale nada tbm!!!

    Resposta
    • 15/04/2019 em 22:33
      Permalink

      A tabela vai variar os aumentos de acordo com diesel e pedágio? Porquê todo tia tem variação de preço no combustível isso é pura senvergoice ficar oscilando preço desta forma.

      Resposta
  • 15/04/2019 em 18:30
    Permalink

    Eu já abandonei a profissão depois de mais de 20 anos. Não da mais pra sobreviver e manter o caminhão. E a maioria dos autônomos não vão parar. Eles vão ser parados por falta de dinheiro. Infelizmente essa é nossa realidade

    Resposta
  • 15/04/2019 em 17:37
    Permalink

    Eu acho que não basta so procurar refazer uma nova tabela de frete mais sim acabar com os atravessadores. Por que a classe em geral o que mais sofre hoje e viver na mão de atravessadores e ter que deixa quaze o frete inteiro para eles.

    Resposta
  • 15/04/2019 em 16:22
    Permalink

    Só acho que estão matando os caminhoneiros de tédio com esta demora.

    Resposta
  • 15/04/2019 em 16:11
    Permalink

    Nao pagam a tabela e querem abaixa

    Resposta
  • 15/04/2019 em 15:32
    Permalink

    E lamentável eu por exemplo votei no novo presidente, e acho que ele está dando muita trela para esse povo da antt, não acredito em melhorias de fretes nem tabela, só outra greve vai mostrar quem tem mais forças, sp e a capital da multa, Rio capital dos corruptos Bahia e espírito santo, passa por uma intolerância tremenda, para mim o coco uma das frutas mais comercializada pode sumir do mercado pois os policiais estão mostrando uma tremenda ignorância fazendo um trabalhador descarregar a sua carga porque quer uma grade aprovada pela lei um absurdo nimguni faz nada para favorecer os caminhoneiros

    Resposta
  • 15/04/2019 em 14:33
    Permalink

    E infelizmente o sistema de transporte autônomo, está em situação difícil, eu sou possuidor de um caminhão 2544 mercdsMe Benz, e nan estou conseguindo pagar as prestações com o seu trabalho

    Resposta
  • 15/04/2019 em 14:25
    Permalink

    É vergonhoso.. nosso Brasil…os caminhoneiros nao são valorizados. .. combustível um absurdo os fretes entao, nem se fala .ruim de mais sem contar as rodovias esburacadas , pedágio um absurdo. Cade os responsáveis….medidas tem que ser tomada e rápido.. São os caminhoneiros que comandam ..se eles pararem o nosso Brasil para tudo …Tem que melhorar …

    Resposta
  • 15/04/2019 em 14:18
    Permalink

    Boa tarde.
    Quem está aí para nos proteger” ANTT”” está nos multando.
    Sábado pela manhã a fiscalização parou dói caminhões na polícia federal de Ourinhos.
    Nós dois fomos multados por aceitar carregar abaixo da tabela.
    É justo eu ser multado e a transportadora tbm.
    E o embarcador o dono da carga não.
    Isso nunca vai mudar.
    Contra a força não a resistência.

    Resposta
  • 15/04/2019 em 12:56
    Permalink

    Caminhões autônomos e a maioria no pais ! Se chegar a para de novo vai ser desastroso para todos ! E se os autônomos quebrarem e parar vai junto dono de postos, auto peças , borracheiro, vendedor de pneus mecânicos aquela vendinha na beira de estrada etc…. Porque empresa grande compra diesel direto da destribuidor, pneus de container fechado oficina nas garagem peças direto da fábrica motorista tem os pontos certo de parada ! Intao população brasileira pense bem em quem apoira…!!!

    Resposta
  • 15/04/2019 em 12:49
    Permalink

    Lamentável uma lei para favorecer os caminhoneiros autonomos tramita em todos setores do governo demora mais de ano para regularizar fiscalizar ! Agora quando e contra os motorista autônomos sai uma notinha na JN da globolixo as 20:30 hs ! Quando e um minuto do dia seguinte já estão nos enchendo de multa ! Pega um senador louco que não sabe nem o que e um caminhão inventa uma redinha e fala que vai segurar a carga caso lamentavelmente venha ocorrer algum acidente ! Tome despesa tome multa ! Brincadeira lamentável tudo isso !!!

    Resposta
  • 15/04/2019 em 12:48
    Permalink

    Baixar a tabela?
    Quem está pagando na tabela?
    As transportadoras cobram a tabela pro Agro negócio?
    Porque pro motorista autônomo é bem mais bem abaixo da tabela

    Resposta
  • 15/04/2019 em 12:30
    Permalink

    Muita conversa e nada de ação…. Estranho que o diesel sobe diariamente e estão falando em rever a tabela de frete, alegando erro… O governo, antt…. Estão mais perdidos que o povo nas mãos desses incompetentes… Só lamento

    Resposta
  • 15/04/2019 em 12:27
    Permalink

    Muita conversa, nada de ação efetiva diesel subindo diariamente e tabela com projeto de se abaixar o valor…. Está aí o descaso e a banalização do transporte rodoviário de carga… A antt não fiscaliza e assim vamos não sei pra onde. . A deriva igual a esse governo … ..

    Resposta
  • 15/04/2019 em 12:24
    Permalink

    O que tem que funcionar mesmo é a fiscalização isso sim,e tbm abaixar o valor dos pedágios

    Resposta
  • 15/04/2019 em 12:22
    Permalink

    Essa ANTT e merda e a mesma coisa,na hora que fiscalização interessa a eles,ai sim vão com a mulesta dos cachorros em cima dos caminhoneiros,quando não fica essa hipocrisia. É difícil essa metade de incompetentes.

    Resposta
  • 15/04/2019 em 12:00
    Permalink

    Eu acho que essa tabela tem que funcionar pois o ramo do Transporte está defasado o Diesel está muito caro .nós caminhoneiro não estamos mais aguentando com tanta alta do óleo diesel

    Resposta
  • 15/04/2019 em 11:41
    Permalink

    Nao adianta nada se abaixar a tabela e o diesel subir toda semana

    Resposta
      • 15/04/2019 em 12:23
        Permalink

        Para o caminhoneiro só exigências de tanta coisa que são obrigados respeitar, multas e mais multas que são impostas, leis que são obrigados a cumprir, mas leis que favoreça a classe não funcionam uma.

Deixe sua opinião sobre o assunto!