DNIT orienta caminhoneiros sobre nova tecnologia de pesagem de caminhões em Santa Catarina




O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) iniciou, nesta quinta-feira (9), em Araranguá (SC), uma ação educativa voltada para condutores de veículos de carga e passageiros que trafegam pela região. O objetivo é apresentar e testar um novo Sistema de Pesagem em Movimento implantado no quilômetro 419 da BR-101/SC.

No novo sistema, testado como projeto-piloto de um Posto Integrado Automatizado de Fiscalização (PIAF), sensores instalados na pista principal da rodovia podem identificar, automaticamente, o peso dos veículos de carga e passageiros, sem a necessidade de redução da velocidade.

Os veículos que não apresentam indícios de excesso de peso poderão continuar a viagem sem a necessidade de entrar no posto de pesagem. Os demais são direcionados ao local e recebem orientações dos agentes da autarquia. A indicação para adentrar no posto é apontada por um painel eletrônico de orientação, instalado a 400 metros da área.

Os testes oficiais do projeto-piloto e a ação educativa serão realizados de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e incluem a distribuição de panfletos instrutivos. O local escolhido para desenvolver e testar o novo modelo foi o antigo Posto de Pesagem de Veículos (PPV) de Araranguá (SC).




18 comentários em “DNIT orienta caminhoneiros sobre nova tecnologia de pesagem de caminhões em Santa Catarina

  • 15/05/2019 em 07:32
    Permalink

    Faz asfalto de qualidade aí não precisa ficar inventando culpa contra os caminhoneiros.

    Resposta
  • 15/05/2019 em 05:52
    Permalink

    Sobre a tabela de frete quem tem quê fiscalizar e o camioneiro não o governo foi criada atabela a maioria dos camioneiros aceita carregar fora da tabela assina o conhecimento de frete que esta recebendo valor da tabela ainda ficam cobrando do governo que fiscalizar se o próprio camioneiro e quem aceita quê as empresas facam o que quer não tem coragem de denunciar nem o próprio camioneiro se ajuda aí fica difícil

    Resposta
  • 14/05/2019 em 10:47
    Permalink

    Vocês que estão reclamando sobre a balança deveriam é estar é se preocupando com o cumprimento da aplicação da tabela de frete que este governo fdp não quer pôr em prática por defender unicamente interesses do agronegócio industria e comercio . O bozo já disse ser contra a tabela mínima do frete como também seus ministros da agricultura e fazenda. E Vocês não querem deflagrar uma greve nacional apenas para proteger um bandido miliciano que voces colocaram no poder. Deixem de serem cegos e lutem pelo que já conquistaram ( tabela de frete minimo) agora só resta o confronto pois este governo não está para conversa , quer impor a vontade de quem financiou sua campanha , caminhoneiros que se fodam.

    Resposta
  • 13/05/2019 em 20:35
    Permalink

    É um absurdo vc parar numa balança aí dá exeço de 200 kl em um eixo e fazerem vc mexer na carga. É de lascar toma as providencias aí sr ministro.

    Resposta
  • 13/05/2019 em 20:25
    Permalink

    Até quando vamos ver tanto absurdo até quando vamos consente com tantos descaso eu acho que esses órgãos públicos de Santa Catarina já tá passando do limite

    Resposta
    • 14/05/2019 em 10:28
      Permalink

      O que tem de absurdo nesta medida, absurdo são vocês fdp andarem com excesso de peso destruindo estradas e pondo em risco usuários das rodovias. Você tinha que esta preocupado é se estes postos estariam fiscalizando a tabela do teto mínimo do frete. Mais como a ignorância da categoria é tamanha que vocês nunca enxerga as questões principal de uma resolução por burrice ou mesmo ignorancia

      Resposta
      • 14/05/2019 em 19:36
        Permalink

        Um cara com pensamentos e ideias
        como a sua , já indica a total burrice e ignorância

      • 14/05/2019 em 14:07
        Permalink

        Kleber creio que você está desformado quando diz que a ” a grande maioria dos caminhoneiros operam nas estradas drogados”. Não se pode generalizar em nada, pois nessa profusão, a grande maioria é composta por profissionais responsáveis e comprometidos com o trabalho que executa.
        Em todas as áreas existem bons e maus profissionais e com motoristas acontece a mesma coisa.
        Não se pode fazer condenações sem sabermos a realidade dos fatos.
        Sou motorista profissional a mais de 45 anos exercendo com esmero e profissionalismo sem nunca ter pelo menso provada qualquer tipo de drogas ilícitas ou licitas.
        Se você ver as pesquisas, encostrará uma realidade de total abandono, perseguição e criminalização da nossa classe, são inexistência de locais para estacionar e pernoitar, não e´fácil encontrar um banheiro para fazer as necessidades do ser humano e em mutos casos nem banho podemos tomar tendo de banhar com “toalha molhada” para tirar um pouco do suor e conseguir dormir.
        Acabo de chegar de uma viagem do RJ para MT, passei por situações como a que descrevi, mas graças a Deus cheguei em segurança para ver meus filhos e os netinhos que tanto aguardam a minha chegada, que alegria ao chegar!
        Triste é saber que somos tratados como “FDPs” coo você descreva! Somente que não conhece a realidade dos fator é que comentem uma insânia dessa natureza, em suas féria convido-o para passar uns dias na cabine de um caminhão e poder mudar sua opinião em relação aos que passam noites pelas estradas afim de colocar os gêneros de primeira necessidade sobre a dispensa dos brasileiros e também os luxuosos equipamentos que muitos consomem no dia a dia e o caminhoneiro nem de perto pode ter!
        Votei um pouco no passado e lembrei da Musica “Tá vendo aquele prédio moço, ajudei a construir” e se passo por perto corro o risco de ser preso!
        Abraços e me perdoe pelo desabafo!

  • 13/05/2019 em 12:05
    Permalink

    Temos que discutir em Brasília com os ministros e sobre as concessionária Que tá levando o dinheiro dos caminhoneiros e do povo pedágio ninguém fala sobre esse assunto estranho né??

    Resposta
    • 13/05/2019 em 18:23
      Permalink

      Indignado com os valores dos pedágios e rodovias horríveis como é o caso da vi bhaia Br 116 do m 632 até feira de Santana que é o km 450 não se vê ninguém trabalhando arrumar a pista a duplicação tenk fazer TD novamente e ninguém vê isso.outro absurdo é o pedágio de BH a montes claros.ja começou super faturado.e ninguém olha isso.socorro pelo amor de Deus.
      Muito bem esses testes de balança deve acabar com os roubos do entre eixo.pork é um absurdo .

      Resposta
      • 14/05/2019 em 14:09
        Permalink

        Boa colocação! Essa tecnologia vai acabar com o famigerado excesso por eixo!

    • 13/05/2019 em 18:32
      Permalink

      Concordo José Carlos.nao se salva nem uma consecionaria de pedágios.exemplo em SC Catarina era para tar duplicado 36 % de uma determinada rodovia e tem apenas 8 %
      Vamos ver isso e punir essas máfias de pedágios.e ver bem quem são os verdadeiros donos das consecionarias.

      Resposta
    • 14/05/2019 em 10:34
      Permalink

      Caminhoneiro precisa é que a tabela de frete seja aplicada e não precisamos de reclamar nada mais o seu presidente está fazendo de tudo para a não aplicação da tabela, atendendo assim os interesses do agronegócio e industriais que financiaram a campanha presidencial

      Resposta
  • 13/05/2019 em 11:51
    Permalink

    É sempre assim!!
    Para esse tipo de tecnologia, (que aumenta a arrecadação) que as agências mostram os múscolos, e implantam o melhor e mais caro, sistema (a exemplo do computador da Receita Federal que é o mais caro e avançado do mundo) a final, vai angariar a máquina de arrecadação Estatal, com o enriquecimento ilícito do Estado (que, por ser constitucionalmente legítimo) se vê no direito de empobrecer ainda mais a classe caminhoneira, já a muito tempo explorada!!

    Resposta
  • 13/05/2019 em 11:51
    Permalink

    Deviam se preocupar com os fretes e as estradas bando de ladroes essa e a palavra certa pra isso

    Resposta
  • 13/05/2019 em 11:42
    Permalink

    Agora sim esses ladrões encherão o bolso do governo , basta passar sobre esta balança , dão 30 dias a multa chegará no seu endereço , tem que pagar senão não paga o imposto do veículo l

    Resposta
  • 13/05/2019 em 09:57
    Permalink

    Mais uma medida de ROUBAR os caminhoneiros. AS BALANÇAS estão iguais os Governos: só sabem tirar o pouco do que ganha o trabalhador brasileiro. Fui multado em Minas com 18 toneladas sendo que minha carreta é Vanderleia 3 eixos que pode carregar até 35 toneladas. PURA BUCHA esta MÁFIA das estradas.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!