Negociação com caminhoneiros está melhor que o esperado, diz ministro Tarcísio de Freitas

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, disse nesta terça-feira (25) em audiência pública na Comissão de Infraestrutura do Senado que as negociações com os caminheiros estão melhores do que o esperado. “Eu pensava que ia ser uma desafio quase insuperável estabelecer um consenso e não está sendo. Nós vamos conseguir construir um consenso. Isso vai ser fundamental para restabelecer a paz no transporte rodoviário de cargas”, comemorou.

Segundo o ministro o governo está discutindo com a categoria estratégias de estímulo ao cooperativismo, além de uma nova tabela que seja aceita tanto pelos donos das mercadorias a serem transportadas (embarcadores) como pelos caminhoneiros.

“Iniciamos um processo importante de desburocratização que foi o documento Transporte Eletrônico que está congregando de 15 a 20 documentos em um único. A gente faz aquisição de dados de transporte [origem e destino], dados fiscais com o veículo em movimento, sem necessidade de parada no posto fiscal. Com o veículo em andamento a gente faz o agendamento no porto”, disse o ministro.

Congresso

Por várias vezes, o ministro elogiou o empenho de senadores e deputados em pautas que considera muito importantes como na aprovação da MP 863, que abriu capital das empresas aéreas para companhias estrangeiras. Como reflexo da aprovação ele lembrou a entrada no mercado brasileiro da Air Europa e adiantou que o governo atualmente está em conversas com outras três companhias que, segundo ele, operam no Chile e na Argentina e têm interesse em atuar no mercado brasileiro.

“Só isso não resolve. A gente tem um mercado extremamente regulamentado. Temos excesso de regulação e a dificuldade de regulação também afasta investidores”, alertou, acrescentando que uma das missões que tem é trabalhar na desregulamentação do setor, uma das diretrizes do presidente Jair Bolsonaro.

Dentre as propostas que o Ministério tem interesse de ver aprovadas no Congresso, ele destacou o PLS 261/2018, considerado o marco regulatório do transporte ferroviário. Além de permitir a exploração privada de ferrovias, a proposta também cria um órgão de autorregulamentação para aspectos operacionais. “É um projeto que está no foco da nossa estratégia para ferrovias”, disse.

O novo marco legal de licenciamento e a modernização da Lei de Licitação e Contratos, que tramitam na Câmara, também estão no foco da pasta.

Fonte: Agência Brasil




7 comentários em “Negociação com caminhoneiros está melhor que o esperado, diz ministro Tarcísio de Freitas

  • 28/06/2019 em 12:33
    Permalink

    E o emprestimo de 30 mil anunciado pelo governo.
    Até hoje nada 28/06/19.

    Resposta
  • 26/06/2019 em 20:19
    Permalink

    Só conversa fiada estão empurrando nossos problemas com a barriga cadê o cumprimento da tabela cadê os fiscais só promessa e o tempo vai passando e os autonomos mais prejudicados.

    Resposta
  • 26/06/2019 em 19:03
    Permalink

    com o comprometimento do governo federal ,junto com a classe que representa o transportes de cargas em geral,com certeza teremos uma melhora muito significativas neste segmento,buscando soluçôes e tornando o transportes de cargas seguro e lucrativos , para nòs caminhoneiros, mas com ressalva dos orgâos competentes , fiscalizando e fazendo com que todos os envolvidos se responsabilizem por seus atos ,fazendo que se cumpre as leis que regulamenta o setor.

    Resposta
    • 26/06/2019 em 21:15
      Permalink

      Exatamente bem falado, vamos colaborar para ver as coisas funcionando de forma que agrade à todos.

      Resposta
  • 26/06/2019 em 19:01
    Permalink

    Boa noite q bom eu só motorista de caminhão gostaria de saber como faço para mim consegui hum financiamento p comprar hum caminhão

    Resposta
  • 26/06/2019 em 18:55
    Permalink

    Isto é um vagabundo e quem segue este governo vagabundo é, cadê a tabela de ferte que estes fdp sequer comentam, falam em nova tabela em menor valor que a atual , que por conta deste governo fe fdp não colocam a tabela em vigência. ENTERMOS EM GREVE JÃ NADA DE DEFENDER ESTE GOVERNO FDP QUE VEM MASSACRANDO A CATEGORIA.

    Resposta
    • 26/06/2019 em 19:08
      Permalink

      SEM COMENTÀRIOS, PRIMEIRO SE BUSCA O ENTENDIMENTO ,DEPOIS QUE FOR PROGETADO ,E TRANSFORMADO EM LEIS E ESTANDO VIGENTE , AI SIM , PODEREMOS COBRAR E TALVEZ CRITICAR O QUE ESTÀ SENDO COLOCADO EM PRATICA ,OK COMPANHEIROS .

      Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!