Semirreboques com 4º eixo direcional não serão mais multados




Jerry Adriane Dias Rodrigues, diretor do DENATRAN publicou ofício orientando os dirigentes dos órgãos de fiscalização do Sistema Nacional de Trânsito, para que “sejam aceitas as modificações para inclusão do 4º eixo já realizadas, naqueles veículos que possuam o CSV e o CRLV válidos”, até que esteja consolidado, no âmbito do CONTRAN, o entendimento acerca do tema.

Essa decisão contraria posicionamento anterior do órgão, através da Portaria nº 38/2018, que reforçava a ilegalidade da liberação de qualquer configuração que não faça parte da Portaria DENATRAN nº 63, de 31 de março de 2009.”

Estima-se que já tenham passado por essa modificação mais de 500 veículos. Com a introdução do 4º eixo o PBTC – Peso Bruto Total Combinado da combinação passa de 48,5 toneladas para 58,5 toneladas.

Nessa condição, PBTC acima de 57 toneladas, essas combinações terão que portar AET e, de acordo com a Resolução 210/06 do CONTRAN, serem tracionadas por cavalos com tração 6X4.

Cumpre alertar, com base nas próprias palavras do diretor do DENATRAN, que essa decisão não deve ser considerada definitiva e, ainda, que em muitos estados, como Paraná, os DETRANs não estão licenciando os veículos com essa modificação.

Confira abaixo, na íntegra cópia do Oficio-Circular nº 640/2019/CGATF-DENATRAN/DENATRAN/SNTT, de 24 de maio de 2019, enviado aos dirigentes dos órgãos de fiscalização do sistema Nacional de Trânsito:

Fonte: Guia do TRC




11 comentários em “Semirreboques com 4º eixo direcional não serão mais multados

  • 14/06/2019 em 20:24
    Permalink

    Vergonha, neste país nem estrada temos mas quando se paga aquela tachinha pro governo tudo vale.

    • 15/06/2019 em 06:10
      Permalink

      Qualquer alteração de projeto do fabricante é necessário a realização de testes em campo e ensaios de laboratórios , neste processo é mandatorio validar os freios, estrutura do material da carroceria, aerodinâmica, pneus, etc….Obrigado!!!

    • 15/06/2019 em 09:39
      Permalink

      O certo era tira um eixo e fica só com dois e melhorar o valor do frete e não aumentar um eixo pra tentar consertar frete com peso

  • 14/06/2019 em 17:57
    Permalink

    Invés de lutarmos para o preço do frete melhor lutamos pra levar mais peso, vai entender

  • 14/06/2019 em 16:25
    Permalink

    Verdadeira merda, só faz tranqueira na estrada, me admiro o governo libera, Em vez de diminuir peso, Cada vez mais eixos é acabando om as estradas .

    • 14/06/2019 em 16:45
      Permalink

      Essa merda q vc fala e q leva comida pra sua casa.

  • 14/06/2019 em 15:54
    Permalink

    Acho uma grande palhacada qualquer cargueiro com mais de sete eixo,deveria permitir no máximo o britrem que é bem de distribuído o peso

    • 15/06/2019 em 02:41
      Permalink

      Muito bom, é curto de fácil ultrapassagem, bitrem, muito longo trança muito estradas e postos de combustíveis

  • 14/06/2019 em 12:19
    Permalink

    Bom e mais seguro que o cavalo com 4 eixo

  • 14/06/2019 em 11:41
    Permalink

    Acho um erro, torna muito mais perigoso, nossas estradas vão acabar de vez

    • 06/07/2019 em 14:59
      Permalink

      O brasileiro é o povo mais burro que eu conheço, vive na tanga , aí o governo vem e proíbe multar o cidadão por falta de cadeirinha, e o povo acha ruim , é como se o governo tivesse proibido o uso da cadeirinha , acaba com a obrigatoriedade do simulador nas auto escolas , pra baratear a carteira , e o povo crítica, agora proibiu multar carreta com 4 eixo direcional e o povo reclama , teve até um entendido (do dnit se mao me engano) , que disse era um absurdo pois ia concentrar muiti peso em pequena area , mas existe a distribuicao de peso por eixo , mas nao dix a que distancia um eixo tem que ser do outro, o povo dificil de agradar viu.

Fechado para comentários.