SVD Transportes é a terceira transportadora do Brasil a conseguir o ISO 39001




Com foco em aperfeiçoar cada vez mais os seus processos e a gestão de seus negócios, a SVD Transportes Rodoviários acaba de conquistar a ISO 39.001, norma internacional que estabelece sistemas de gestão de segurança viária. A empresa é a terceira transportadora do país a receber a certificação.

Desde que iniciou o processo de implementação da ISO 39001, há um ano, a empresa registrou uma redução de 90% no número de acidentes de trânsito. Saiu de uma média de dez colisões, para uma colisão leve por mês nos últimos três meses, em um universo de três mil viagens mensais.

“Essa é uma importante conquista para nós. É a primeira ISO específica para a operação de transporte e tem como foco a segurança viária, um dos pilares essenciais do trabalho da SVD. Somos parte de uma importante cadeia logística e buscamos sempre nos atualizar e nos adequar às melhores soluções para um transporte seguro”, afirma Roberto Trindade, diretor financeiro da SVD Transportes Rodoviários.

Com sede em Curitiba, a empresa é especializada em logística “inbound” e “outbound”, com transporte de veículos pesados sobre prancha ou rodando, e possui outras duas certificações, a ISO 9001 e a 14001.

O principal desafio da empresa foi envolver todos os colaboradores, especialmente os motoristas, para que tivessem a consciência da importância da participação deles para a certificação. O transporte de veículos zero quilômetros e rodando exige um maior engajamento dos motoristas no processo, pois há pouca tecnologia de monitoramento disponível para este tipo de operação.

“A quebra de paradigma, especialmente quando envolve comportamento, sempre é um desafio. Nosso maior trabalho foi o engajamento dos motoristas no processo. No transporte de caminhão rodando os motoristas são bastante independentes, enfrentam condições adversas nas estradas e precisam tomar uma série de decisões no trajeto”, diz Trindade.

Para engajar os funcionários nas mudanças e adequações necessárias para ISO 39001, a empresa investe em tecnologias que auxiliam no controle das metas e em treinamentos contínuos. Entre as ações desenvolvidas estão um programa de valorização do motorista, campanhas internas, diálogos semanais sobre segurança e treinamentos de direção defensiva e gestão de riscos.

“Os funcionários estão mais conscientes do seu papel para a segurança viária, adotando uma postura mais preventiva. Atuam como disseminadores de conhecimento, sugerem temas para treinamentos e palestras, e compartilham experiências com os demais. Resumidamente, assumiram uma postura mais colaborativa e cuidadosa”, declara Fabrício Rossato, diretor operacional da SVD Transportes.

Certificação ISO 39001

A norma internacional ISO 39001 foi lançada mundialmente 2012, e publicada no Brasil em 2015. Em 2013, o Programa Volvo de Segurança no Trânsito (PVST) iniciou um trabalho de divulgação da certificação por meio de seminários em diversas regiões do país, com foco na visão de futuro do Grupo Volvo de Zero Acidentes envolvendo os veículos da marca. Em 2014, para facilitar o acesso à norma, quando ainda não estava traduzida, o PVST publicou o Manual da ISO 39001.

A certificação contempla diversos itens e critérios fundamentais para a gestão em segurança viária pelas transportadoras, como engajamento das lideranças da empresa, motoristas bem treinados e com jornadas de trabalho adequadas, análise dos acidentes para reduzir riscos, programas de renovação e manutenção da frota.

Atualmente, além da SVD Transportes Rodoviários, outras duas transportadoras possuem a certificação ISO 39001: a Jaloto Transportes e a Transpanorama. Outras transportadoras e operadores de transporte urbano do país estão passando pela adequação de processos em busca da certificação.

“Para empresas com processos de gestão mais maduros e outras certificações, como a IS0 9001 ou SASSMAC, é mais simples, pois já possuem os requisitos básicos para a 39.001 e precisam fazer poucas adequações”, explica o Nilo Victor Agottani, coordenador de certificação de sistemas do TECPAR CERT.

A implementação passa pelo mapeamento de todos os riscos e criação de mecanismos para diminuir acidentes. A estratégia vai desde o descanso dos motoristas e melhoria das condições de saúde, para evitar problemas que gerem desatenção nas estradas, até treinamentos para uma mudança de comportamento de todos os envolvidos no processo, inclusive do gestor de frotas.

Cleverson Forato, diretor técnico da I9 Gestão, que atua com consultoria e treinamento, explica que o gestor de frotas é a pessoa chave para disseminar a cultura de segurança dentro da empresa, já que é o responsável por definir as rotas mais seguras e é quem faz o contato com o motorista. “É muito importante que o contato com o motorista seja feito apenas quando ele estiver parado, para não o induzir a usar o celular na direção nem gerar stress no dia a dia da operação”, argumenta.

A Voz da Motorista

“Eu adoto uma conduta profissional, dirigindo com prevenção. Quando eu dirijo com responsabilidade, ajudo tanto o carro pequeno como o pedestre. Com a certificação, reforçamos os treinamentos de direção segura e aprendemos a estipular horários melhores para o descanso e a ter uma alimentação mais correta, para estarmos mais dispostos e a dirigir com mais atenção”. Marineli Peres Preti, motorista da SVD.

Fonte: PVST