Contra tabela do frete, CNI quer criar ‘uber’ do caminhoneiro

por Blog do Caminhoneiro

A CNI tem discutido com representantes de caminhoneiros autônomos uma forma de reduzir a dependência da turma da boleia em relação às grandes transportadoras.

Entre as sugestões estão a criação de uma faixa de CNPJ específica para caminhoneiros, com incentivo para o cooperativismo e a realização de feirões de frete para promover a contratação direta de autônomos e de cooperativas.

Ao se tornarem microempreendedores, com CNPJ, os caminhoneiros poderão se associar a empresas de “uberização” do transporte de carga.

A ideia é criar uma espécie de “Uber” dos caminhoneiros para abrir um canal para que os carreteiros negociem os fretes diretamente com as empresas, sem intermediários.

As sugestões da indústria foram bem recebidas nas negociações, abrindo a perspectiva de um entendimento que possa, em um futuro próximo, modificar o mercado e tornar irrelevante o tabelamento do frete.

Fonte: Veja

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-98800-6519

22 comentários
0

Artigos relacionados

22 comentários

Andre 25/08/2019 - 11:53

Kkkkkkkkk feirao do frete kkkkk. Sucedendo a isso poderia vir o feirao do pneu . Do pedagio .da manutencao.,… Gente parem de sonhar voces precisao de transporte ne? Paguem entao e parem de exploracao seus sangue sugas vao trabalhar cambada de inuteis e esquecao um pouco de quem carrega o pais nas costas

Reply
Ronaldo 25/08/2019 - 09:35

Na realidade precisamos desa tabela de frete e o unico geito de garantimos o mínimo necessário para mantermos a carga do cliente segura a vida de terceiros e a propia vida do camioneiros simplesmente o piso minimo garante a manutenção certa pneus em bom estado e um trabalho digno sao custos minimos que estamos falando gente csem esse custo a gente trabalha sem manutenção sem pneus decentes simplimeste ou baixa os impostos ou repasa esse custo para consumidor final e simples vamos sofrer todos juntos por que deixar so o camioneiro sofrer somos brasileros todos juntos por um custo mínimo de frete viva a tabela e governo que nos ajude para de enrolar mes apos mes e lei faz cumprir e pronto so quando a lei e para apoiar os trabalhodores que nao precisa ser comprida ne pelo amor de deus parem de enrolar e lei e pronto faz cumprir fiscaliza e pronto acabou governo mostra sua forca e para de enrolar

Reply
Júlio cesar 25/08/2019 - 07:23

Fica evidente que caminhos modernos irão fazer parte do modal rodoviário futuro…não devemos nos ater a ultrapassadas e retóricas formas e normas .novos tempos..novas idéias .

Reply
Ezequiel Neto 25/08/2019 - 19:09

Prezado Julio Cesar, você tem toda razão e como disse o Josué Junior, a criação do UBER para Camioneiros irá por fim à atividade sanguessuga realizada por Agenciadores e Intermediários que ganham nas costas de quem realmente faz o transporte. Em Brasília-DF existem “Transportadoras” que não têm um caminhão sequer. Trabalham com motoristas agregados e em cima desses coitados faturam alto. Uma pouca vergonha…

Reply
Josue Junior 24/08/2019 - 15:51

Em uma primeira análise, perfeita a idéia!
Já seria de estrondoso benefício acabar com a desgraça do agenciador! Raça desgraçada!

Reply
Agnaldo 24/08/2019 - 12:46

Ajudaria ex. Carreguei de ponta grossa PR X Serra ES 5500 menos 100 de agenciamento fui ver o CTE 9.700 covardia isso

Reply
Andre 25/08/2019 - 21:01

Agnaldo, R$ 5.400 que sobraram (descontando o agenciamento) e tirando o seu custo operacional geral, sobraram limpos na sua mão, R$ 2.205 nesta viagem de 3 dias. Fazendo este trecho, 10X ao mês, sao R$ 22.050 limpos ao mês. Poucas pessoas ganham este valor, para viajar, curtir a paisagem do Brasil e conhecer novas culturas.

Reply
Anderson De Luccas Vidal 24/08/2019 - 11:14

Esta ideia é ótima e já teria que estar em prática a anos basta as próprias empresas pagarem o seguro de carga e o governo desburocratizar e obrigarem estas empresas a contratarem nós autônomos fica bom pra todos !!!

Reply
Jrv 24/08/2019 - 08:22

Transporte da muito dinheiro ,tá aí as transportadoras crescendo cada vez mais,se acabar com a transportadora todo mundo ganha

Reply
Jonathas 24/08/2019 - 07:50

Gostei da idéia. Quem tem que ganhar dinheiro com transporte, é que de fato, transporta, e não os intermediários.

Reply
Ezequiel Neto 24/08/2019 - 07:35

Trata-se de excelente iniciativa que vai reduzir muito a exploração de camioneiros autônomos por Transportadoras que muitas vezes não passam de meras agenciadoras de fretes. A Confederação Nacional dos Transportes deveria se manifestar e o governo precisa apoiar essa iniciativa.

Reply
Antônio 23/08/2019 - 23:50

Só observo esse povo que acha que essas tecnologia de app de transporte em geral é vantagem ja vi muitos cuspi no prato que comeu e hoje estão pagando o preço da ganância não sou transportadora nem caminhoneiro mas trabalho a doze anos no ramo não sou melhor que ninguém nem sei mais que ninguém apenas sou um observador quando se tem liberdade demais tem responsabilidade de menos o sapo tem olho grande mais so vive na lama.

Reply
AGNALDO 25/08/2019 - 07:13

Eita!! Meu filho compra um caminhão e põe na estrada e depois reveja seu conceito

Reply
Juliano Azevedo 23/08/2019 - 22:25

Engraçado como desprezam as pequenas e médias transportadoras, nos colocando como atravessadores, enfrentamos problemas diários, burocracia, impostos e taxas, seguro de carga, isso sem contar a confiança do cliente que temos que buscar, fazer todo um trabalho comercial, muitas vezes fechar o frete com 0 de lucro só pra agradar cliente, nos julgam como se fôssemos exploradores, mas o verdadeiro explorador e o governo, não apenas da categoria do transporte mas sim do povo.

Reply
Belisvaldo jose dos santos 24/08/2019 - 11:19

A margem d lucro das transportadoras e sempre auto en torno d 70 a 80 % ou mais verdadeiros atravessadores!

Reply
Andre 25/08/2019 - 21:04

Corretíssimo Juliano. Precisa ter equilíbrio e ouvir os 2 lados envolvidos. nem sempre, a transportadora é a culpada de tudo… além do que, o trabalho de bastidores, é demora e difícil também.

Reply
Anacleon da silva 23/08/2019 - 17:09

Sou autônomo e presto serviço pra transportadoras que nos explora. Se negociamos direto com o cliente vai ficar ótimo para ambas as partes.??????

Reply
Ezequiel Neto 24/08/2019 - 07:38

Anacleon tens toda razão. A Confederação Nacional dos Transportes-CNT deve apoiar essa iniciativa juntamente com o governo.

Reply
Andre 25/08/2019 - 21:05

Só parar de prestar serviço para as transportadoras e ir tentar fechar direto com os clientes. Tente! Quem sabe, dá certo!

Reply
Jose Roberto Candido 23/08/2019 - 11:58

Isso só pode ser piada, foi a Anitta que teve essa ideia? Kkkk

Reply
Ezequiel Neto 24/08/2019 - 07:37

Deixa de ser idiota. Este Blog é de gente séria. Não tens o que fazer?

Reply
Jethro 24/08/2019 - 13:35

Fico espantado com alguns comentários. Quando se fala que o o valor do CTE foi de $9.700, deve-se descontar deste valor impostos, o ICMS (já que foi um frete interestadual PR x ES), pedágios, seguro de carga, custo com gerenciamento de riscos, o valor pago ao autônomo (neste caso, $5.500,00), etc

No final, sobra em torno de 15% para a transportadora que tbm tem seus custos diretos (salários) e tbm tem que lucrar, senão não tem por que existir.

Quando o cara fala em 70, 80% de lucro, ou não faz a menor idéia do que está falando ou ele é que está fazendo um frete muiiiiiito barato e ferrando com todos os outros colegas.

Não existe almoço de graça, fechar direto com a indústria só irá dividir ainda mais a força que os caminhoneiros mostraram ter e, juntos com as transportadoras, podem buscar algo muito melhor….

Agora, estou falando de transportadora, que tem caminhão, pátio, equipe operacional, etc… Uma porta no posto com 2 ou 3 caras para emitir papel e que ficam no fretebras ou outro appp sugando o sangue dos autônomos, não podem ser chamados de transportadores.

São chapas melhorados….

Leio muita coisa boa aqui, materias, comentários, mas algumas vezes chega a doer os olhos… RS

Abraço aos guerreiros das estradas…

Reply

Escreva um comentário