Primeiro leilão de rodovias do governo Bolsonaro acontece dentro de um mês




O Ministério da Infraestrutura e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) realizam, no próximo dia 27 de setembro, às 10h, na Bolsa de Valores de São Paulo (B3), o primeiro leilão rodoviário da gestão do presidente Jair Bolsonaro. Será concedido trecho de 437 km da BR-364 e BR-365, que liga Minas Gerais ao estado de Goiás, principal corredor para escoamento da produção agroindustrial do sudeste goiano e Triângulo Mineiro.

O trecho a ser concedido entre Jataí/GO e Uberlândia/MG faz a conexão com as rodovias BR-050 e BR-153, rodovias concedidas e que irrigam importantes rodovias do estado de São Paulo. A concessão facilitará a conexão de rotas entre as regiões produtoras do Centro Oeste brasileiro e os centros consumidores do Sudeste e o Porto de Santos. Além disso, beneficiará 11 municípios, sendo eles: Jataí/GO, Aparecida do Rio Doce/GO, Cachoeira Alta/GO, Paranaiguara/GO, São Simão/GO, Santa Vitória/MG, Gurinhatã/MG, Ituiutaba/MG, Canápolis/MG, Monte Alegre de Minas/MG, Uberlândia/MG.

A previsão é que a empresa ganhadora do certame invista R$ 4,57 bilhões, durante 30 anos, sendo R$ 2 bilhões referentes a investimentos em melhorias e intervenções previstas no Programa de Exploração da Rodovia (PER), publicado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), além dos R$ 2,7 bilhões de custos operacionais. A concessão prevê, com base nos primeiros 15 anos de concessão, geração de aproximadamente 1,3 mil empregos diretos e 2,4 mil indiretos, além da melhoria do nível do serviço ofertado, maior fluidez e confiabilidade do usuário que trafega na rodovia.

A concessão terá também impacto favorável na segurança do transporte de carga e de passageiros, reduzindo a ocorrência acidentes, tempo de viagem e o custo logístico entre o Centro Oeste e o Sudeste do Brasil.

Entre as principais obras previstas para a rodovia estão a duplicação de 44,2 quilômetros da rodovia, a construção de 160 quilômetros de terceira faixa e 19,4 quilômetros de vias marginais. Além da implantação de 80 quilômetros de acostamentos na BR 364/GO, 3 novos dispositivos de interconexão, 9 passarelas de pedestres, 7 melhorias de interseções, 1 passagem inferior, iluminação nas travessias urbanas e nas vias marginais, dentre outras melhorias.

A concessão prevê ainda sete praças de pedágio: quatro em Minas Gerais (Uberlândia, Monte Alegre de Minas, Ituiutaba e Santa Vitória) e três em Goiás (Paranaiguara, Cachoeira Alta e Jataí). A tarifa máxima de pedágio será de R$ 7,02. Vencerá a disputa quem oferecer o maior desconto a partir dessa tarifa.

Investimentos previstos

Estão previstos investimentos de R$ 2 bilhões e custos operacionais estimados de 2,07 bilhões (conservação, operação e monitoramento), o que totaliza R$ 4,07 bilhões a serem aplicados no sistema viário ao longo dos 30 anos de concessão. Outros R$ 17 milhões serão aplicados em estudos e pesquisas de desenvolvimento tecnológico, com apoio de universidades e cientistas. Além disso, cerca de R$ 26,7 milhões serão direcionados para ações relacionadas à segurança viária, com programas de prevenção a acidentes e educação no trânsito.

Fonte: Ministério de Infraestrutura





7 comentários em “Primeiro leilão de rodovias do governo Bolsonaro acontece dentro de um mês

  • 28/08/2019 em 18:32
    Permalink

    Ai vem mais uma conta para as nossas costas!
    É sempre assim, quem paga a “inércia” do poder publico somos nós.
    Depois ainda andam dizendo que estrada concedida é melhor! Andem na BR-040 entre o RJ e GO que você mudará de opinião!

    Resposta
  • 28/08/2019 em 17:52
    Permalink

    30 anos, absurdo isso, e o compromisso do governo com a infra estrutura? E quem vai pagar? Alguém acha que vai sair do bolso das empresas de cargas? Das transportadoras? É claro que não, vai sair do bolso do caminhoneiro que está com seu salário inflacionado a mais de 20 anos, há mais tabom o caminhoneiro já virou escravo do Brasil mesmo, então vida dura que segue.

    ( Caminhoneiros se interessem por política caso contrário não passará de escravo nesse país)

    Resposta
  • 28/08/2019 em 12:38
    Permalink

    Porque o ministro não privatiza Aragarças até Jataí Go ? Cambada de sem vergonha querem pega a rodovia filé e deixa a podre enburacadas pra nois roda sem vergonha o ministro

    Resposta
    • 28/08/2019 em 18:37
      Permalink

      Essa ai nem pode ser considerada estrada, não passa de uma trilha e das ruins!
      Quem viaja no trecho de Jataí a até Aragarças não imagina a quantidade de crateras que existem nessa “estrada” aliás em GO pode citar as que tem condições minimas razoável!

      Resposta
  • 28/08/2019 em 12:36
    Permalink

    Na Europa e USA a maioria das rodovias são concedidas (pedagiadas), com destaque aos Estados Unidos que tem a melhor malha rodoviária do mundo. As estradas norteamericanas são um primor de qualidade do pavimento, sinalização impecável e os pontos de apoio e descanso de camioneiros são exemplares em matéria de conforme e atenção, sem falar na assistência mecânica, médica e remoção de veículos em casos de acidentes. Vem aí mais uma rodada brasileira de concessões de rodovias o que é positivo, mas o governo deve, com urgência, estancar a orgia de impostos que acaba inviabilizando os contratos de concessão porque as empresas não aguentam pagar tanto imposto além de enfrentarem verdadeira coação do governo no tocante à fixação dos preços das tarifas. Todo mundo quer pagar pedágio mais barato sem levar em conta os benefícios que uma estrada sob concessão oferece aos usuários. Os norteamericanos pagam pedágio sem reclamar porque têm o retorno com estradas excelentes, sinalização perfeita, apoio e auxílio ao motorista totalmente grátis, além da atenção e conforto dados aos camioneiros.

    Resposta
    • 28/08/2019 em 18:39
      Permalink

      Nem conheço o EUA, o que importa são as nossas rodovias esburacadas que consomem nosso suor e quebra os caminhões!
      E penso que lá como aqui tudo está voltado para o capital acima de tudo!

      Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!