Frente Parlamentar em defesa do caminhoneiro será lançada na quarta-feira

por Blog do Caminhoneiro

Com cerimônia de inauguração agendada para quarta-feira (25/9), a Frente Parlamentar Mista do Caminhoneiro Autônomo e Celetista será comandada por membros do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, que têm pela frente o desafio de conciliar interesses da categoria com a política econômica do governo.

Presidente da frente parlamentar, o deputado Nereu Crispim (PSL-RS) falou em entrevista o que pensa de algumas exigências dos caminhoneiros. Deputado de primeira viagem, ele terá como companheiros, na vice-presidência, dois membros do PSL paulista: o senador Major Olimpio (líder do partido na Casa) e o deputado Coronel Tadeu.

A categoria está insatisfeita com a indefinição sobre a tabela de frete, que seria analisada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) em 4 de setembro, mas teve o julgamento adiado pelo ministro Dias Toffoli, presidente da corte.

A tabela proíbe a contratação de fretes abaixo de determinados preços, mas está suspensa desde 22 de julho. Ela foi uma conquista dos caminhoneiros durante a gestão de Michel Temer (MDB), após a greve que gerou uma crise de abastecimento, em maio de 2018.

Para o deputado Nereu Crispim, o PSL não pode apoiar tabelamento de preços, porque isso fere o liberalismo econômico que guia o partido. Ele defende uma “planilha de custos” meramente sugestiva, embora acredite na construção de acordos para que nenhum transportador tenha prejuízo ao realizar fretes.

Apesar de alguns protestos isolados de caminhoneiros, Crispim diz que não vê clima para uma nova greve e que acredita que o governo conseguiu abrir bons canais de diálogo com a categoria, por meio do Ministério da Infraestrutura e dos parlamentares da base.

Fonte: UOL

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

6 comentários

Marcos Sérgio Moreira César 25/09/2019 - 12:21

Estava na cara que a coisa ia ficar contra nós o agro negócio banca as candidaturas destes ladrões e o presidente Jair Bolsonaro e frouxo e traidor ele age só por enterece próprio mas ficam tranquilo quem parou uma vez vai parar de novo

Reply
Weslei 25/09/2019 - 11:22

Perdi a esperança a única saída para nós e elegermos pessoas para nós representar na política. Prestem bem atenção amigos caminhoneiros, essa é a única saída.

Reply
João cavalheiro vavalheiro 25/09/2019 - 10:40

lamento informar que a nossa clace de caminhoneiros autonomos se não se concietizaren que do jeito que somos tão dezunidos que me fas lembrar a torre de babel só falamos mal dos sindicatos que reprezentavan nos mas nós queremos venha nós mas não queremos contribuir com nada falamos que os sindicatos não fazen nada porque achamos que o que pagamos pra fazer o RNTRC ou a ntt como entedemos esse dinheiro não fica para os sindicatos se não pagamos 10,00 reais por mes para manter os sindicatos como que os sindicatos vão pode fazer alguma coiza por nos se nós não se unir em coperativas ou fazer uns sindicatos forte nós dentro de 5 anos vamos acabar todos nós vamos ter que trabalhar de empregados dos que nos massacraran sempre por falta de união porque nós enrriquemos as trasportadoras e nos fomos falindo aos poucos

Reply
Mário Antonio Costa 24/09/2019 - 23:07

Além do apoio total, aos responsáveis pelo rumos do desenvolvimento do Brasil e, do Patriotismo por eles exercido, de forma inquestionável! Tem também o fato de mudanças nas leis que regulam os processos de validade da CNH..

Reply
Rubens Tavares 24/09/2019 - 18:07

KKKKK, EU SABIA QUE OS CAMINHONEIROS SERIA TRAÍDOS PELOS SEUS REPRESENTANTES SINDICAIS, QUE SE ACOVARDARAM PERANTE O BOZOOOOO! CONHEÇO BEM ESTAS CAMBADAS!

Reply
Ezequiel Neto 24/09/2019 - 13:35

Boa a iniciativa. Contudo, será necessário que os Parlamentares da referida Frente, que não sabem absolutamente nada sobre transporte rodoviário nem dos problemas dos camioneiros autônomos, chamem as entidades que os representam para a coleta de subsídios e informações. Que essa Frente Parlamentar não seja mais um artifício para empurrar com a barriga o grave problema da política de preços do diesel e a solução de problemas igualmente gravíssimos como as condições das rodovias públicas que matam milhares de pessoas em razão do estado precário, falta de sinalização e de fiscalização, além dos crimes graves que têm ocorrido contra motoristas profissionais e empresas de transporte, estradas afora..

Reply

Escreva um comentário