Governo discute novas linhas de créditos para caminhoneiros




O governo federal, caminhoneiros e representantes do setor de transporte rodoviário de cargas discutiram, durante o 34º Fórum Permanente para o Transporte Rodoviário de Cargas (TRC), possibilidades de abertura de novas linhas de crédito para manutenção da frota. O fórum ocorreu esta semana em Brasília.

“O governo está discutindo com a categoria estratégias de estímulo ao cooperativismo, além de novas linhas de crédito que diminuirão as exigências e facilitar o acesso de caminhoneiros a linhas de crédito voltadas para manutenção da frota, com juros mais baixos e prazos maiores”, disse o ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, sem detalhar as estratégias.

Renegociação de dívidas

O fórum também teve a participação da Caixa Econômica Federal, que tratou da renegociação de dívidas. Nos dois dias do evento, quarta-feira (9) e quinta-feira (10), um caminhão da Caixa ficou estacionado, recebendo caminhoneiros autônomos interessados em renegociar suas dívidas com o banco.

A campanha Você no Azul ofereceu descontos de até 90% para regularização de contratos comerciais com mais de um ano de atraso. Os descontos variam de acordo com a situação dos contratos e o tipo de operação de crédito.

“É uma categoria que trabalha muito, às vezes não tem oportunidade de parar e ir a um banco conversar sobre as linhas de crédito. Então eles estão aqui tirando dúvidas, numa ação combinada da Caixa com o governo federal, para que o caminhão vá para onde os caminhoneiros estão”, disse a subsecretária Executiva da Caixa, Viviane Esse.

Fonte: Agência Brasil

RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS NO E-MAIL





Seu e-mail (obrigatório)






16 comentários em “Governo discute novas linhas de créditos para caminhoneiros

  • 13/10/2019 em 19:22
    Permalink

    Precisamos e do diesel baixo,acabar com a mafia dos pedágios,tirar um pouco de impostos dos pneus e preço justo dos fretes isso sim ia ajudar os caminhoneiros.

    Resposta
  • 13/10/2019 em 07:03
    Permalink

    Crédito Com Juros baixo é Bom
    Não sou caminhoneiro, sou um pequeno Frotista de transporte de passageiros.
    Juros baixo, desconto em parcelas , os grandes Frotistas ficaram mais FORTE.

    PARA OS PEQUENOS QUE VIVEM DO DIA A DIA , VÃO DESAPARECER AOS POUCOS.

    ECONOMIA FRACA.

    INDÚSTRIA E COMÉRCIO VENDENDO POUCO

    VOCES IRÃO TRANSPORTAR O QUÊ .

    ESSE É O PIOR GOVERNO DE TODOS.

    GOVERNO BOLSONARO
    BOM PARA OS RICOS E POLÍTICOS E QUEM GOSTA DE FICAR PERDENDO TEMPO EM REDES SOCIAIS.

    ECONOMIA FRACA.
    QUEM FIZER NOVA DÍVIDA PERDERÁ TUDO.

    Resposta
  • 12/10/2019 em 20:46
    Permalink

    Gente a gente nao prescisa de linha de credito a gente prescisa que sobre mais dinheiro liquido a cada viagem p pagar as dividas isto sim oque adianta linha de credito se dos fretes nao ta sobrando p pagar sera mais dividas sem horar pense bem nisto

    Resposta
  • 12/10/2019 em 19:52
    Permalink

    Na verdade o Bolsonaro já está com o bolso cheio e nós caminhoneiros que se lasca como sempre kkkkk

    Resposta
  • 12/10/2019 em 17:43
    Permalink

    Pelo que nos autônomos estamos entendendo o governo junto com os frotistas pretendem acabar com os caminhoneiros autônomos liberando mais créditos pra empresários. Isso é uma desgraça. Aí fica um motorista viajando dia e noite pra paga caminhão pra um bando d bacana vagabundo tenho o meu caminhão e se eu para nunca mais trabalho pra ninguém
    Os autônomos representa mais d 27 % da frota nacional e é muito explorada e desvalorizada .
    Agora um governo q apoia apenas maguinatas do transporte .

    Resposta
    • 13/10/2019 em 07:47
      Permalink

      Temos que pedir para o ministro do transporte que ele venha conversa com nós autônomos,queremos redução do óleo diesel,queremos que as empresas passem 50% de suas produções ao autônomo e uma linha de crédito onde possamos comprar o tão sonhado caminhão zero,aí podemos caminhar com mais tranquilidade,mas para que aconteça temos que nos unir e parar esse país,porque a última greve teve mão dos grandes transportadores e sim ganharam o que eles queriam aumento do frete das empresas para as transportadoras e não repassaram nada aí autônomo,agora estão comprando vários caminhões pelo BNDES ficam 5 anos para começar a pagar e agora querem acabar com o autônomo essa sim e a pura realidade,temos que nos unir e mostrar pro governo que nos autônomos somos capazes de parar esse país também,um abraço a todos os autônomos.

      Resposta
  • 12/10/2019 em 17:07
    Permalink

    Quer frete digno, não quero me afundar em dívidas. Quero continuar pagando minhas contas avista. Estão explorando nossa classe cada dia mais e mais. Está difícil trabalhar.

    Resposta
  • 12/10/2019 em 16:54
    Permalink

    Esse crédito vai ser para poucos porque a maioria já está individado,com o nome no SPC,Serasa tem é que cria vergonha na cara e fazer uma política pra abaixar os preços dos combustíveis,e esse monte de pedágio,que não tem quem aguenta +,aqui na região de Avaré tem pedágio que não dá 11 km um do outro,isso em pista simples que nem 3 faixa tem

    Resposta
  • 12/10/2019 em 16:33
    Permalink

    Não estamos nem conseguindo pagar o financiamento que já temos imagina fazer outro .o problema não é o financiamento. Não adianta financiar se o frete é baixo e não dá pra pagar. Quando o governo vai entender que o problema é o frete baixo

    Resposta
  • 12/10/2019 em 16:20
    Permalink

    No BRASIL O PEDAGIO E CARO SIM.
    PRA FAZER AS DONAS DA CONCESSIONARIA UMA OU MAIS MULHERES MAIS RICAS DO MUNDO.

    Resposta
  • 12/10/2019 em 15:50
    Permalink

    Bela iniciativa e uma forma de demonstrar que as instituições financeiras estão acessíveis deixando de ser bichos papoes prontos a engolir que delas se utilizam a procura de crédito!

    Resposta
  • 12/10/2019 em 12:18
    Permalink

    Haha não aprendemos nem administrar, o pouco que ganhamos e ainda queremos empréstimo de 30 mil, a por favor!! Primeiro temos que aprender a administrar o pouco que ganhamos para depois falar em empréstimo!

    Resposta
  • 12/10/2019 em 11:24
    Permalink

    Bom dia; e o emprestimo de 30mil reais que foi prometido pra o autónomo pra fazer a manutenção do caminhão , que foi prometida nas campanhas , e garantida após as eleições, mais nuca foi concretizada . Eu e outros caminhoneiro já procuramos esse empretimo nas redes bancárias federais e privadas , e todas as redes nos informaram que não têm conhecimento dessa linha de crédito do BNDS não . Fomos enganado mais uma vês por esses político ladrão, agora com mais uma promessa, não cumpriu a primeira agora tá prometendo mais uma . A saída para o problema do autónomo (digo autónomo com 1 até 2 caminhão) é funda um partido político , pra eleger o máximo de deputado , e senadores com o objetivo de defender a causa do transportador autónomo. Os partido que já estão no poder defendi suas causas de seus (eleitores) os caminhoneiro não sao desunido eles sao dividido , uns com dividas e outros sem dividas , os que tem divida nao pode para por conta das dividas e os que não têm dívida não pode lutar só, a saída e os dois continuar trabalhando unido no propósito de fundar um partido político para represanta-lo lá em Brasília.

    Resposta
    • 12/10/2019 em 12:36
      Permalink

      Ótima idéia, vamos divulgar isso e por em prática, porque o que deve ser feito todos nós sabemos, acabar com industrias de multas, acabar com monopolio sobre combustiveis,derrubar as empresas de pedágios abusivos, baixar impostos dos autônomos e por aí vai

      Resposta
      • 12/10/2019 em 19:41
        Permalink

        MARCÃO ACABAR COM MONOPÓLIO DO COMBUSTÍVEL?
        ISSO J ACABOU DESDE 1997. Agora o que tem é oligopólio. A culpa é nossa que assistimos passivamente e deixamos destruir a Petrobras, antes além de preço justo tinha tarifa subsidiada onde o Diesel e Gasolina eram o mesmo preço em todo o Brasil. Agora depois que desejamos a quebra do monopólio da Petrobras que é Brasileira, temos mais é que aguentar as consequências, e vem mais ai, prepare pois esse governo vai vender tudo, energia, Correios, Eletrobras…
        Só nos resta é fazer arminha e gritar MITOOOOOOO.
        E não venham me mandar pra Cuba ou Venezuela…

Deixe sua opinião sobre o assunto!