Acordo entre ANTT e CNT busca mais eficiência para o setor de transporte rodoviário de cargas

por Blog do Caminhoneiro

O Diretor Geral da ANTT, Mario Rodrigues Junior, assinou no dia 08/01, na sede da Agência, um acordo de cooperação técnica entre a ANTT e a Confederação Nacional do Transporte – CNT, com objetivo de somar esforços para o desenvolvimento e aperfeiçoamento das várias atividades do setor rodoviário de cargas. Dentre as tarefas estabelecidas entre as partes, destaca-se:

1.Executar atividades relacionadas inscrição e manutenção do cadastro Empresas de Transporte de Cargas no Registro Nacional de Transportadores Rodoviário- RNTRC;

2. promover o intercâmbio de informações entre os respectivos sistemas de registro;

3. executar fiscalizações, por meio de operações conjuntas ou separadas, quanto ao cumprimento das obrigações pactuadas,

4.realizar estudos de viabilidade técnica econômica e análises de impacto regulatório em temas afetos ao transporte rodoviário de cargas.

Essas atividades vão trazer diversos avanços na prestação de serviços e maior eficiência para o setor de transporte rodoviário de carga. Os benefícios serão diversos, como: ampliar integração entre os sistemas das entidades, melhorar o desempenho dos serviços oferecidos à comunidade e criar novas soluções para atender e agilizar as demandas. Além disso, o acordo vai permitir maior rapidez na adaptabilidade e criações de novas normas e marcos regulatórios, necessário diante de um cenário volátil como o rodoviário de cargas do Brasil. Todas essas ações que serão executas durante o acordo de cooperação vão representar uma economia significativa para os embarcadores, transportadores, governo e sociedade.

Fonte: ANTT

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

2 comentários

Gideon novato 12/01/2020 - 11:45

Cadê a fiscalização sobre a tabela do frete mínimo. Estamos esperando uma fiscalização severa viu antt que não faz nada! !

Reply
Ezequiel Neto 11/01/2020 - 09:10

Para começar, acabem com a corrupção na ANTT que é um dos maiores focos dessa criminalidade no País. Em setembro de 2018 o Ministério Público Federal deflagrou uma Operação onde os principais alvos foram o assessor técnico para Transporte Internacional da ANTT, Noboru Ofugi, e o superintendente de Serviços de Transporte de Passageiros (Supas), João Paulo de Souza. Também aparecem na apuração o gerente de Fiscalização, José da Silva Santos, e o servidor de carreira e atual diretor do órgão, Marcelo Vinaud Prado. A ANTT deveria se chamar ANFC = Agência Nacional de Fomento à Corrupção…A tal Confederação Nacional dos Transportes é outro foco de patifaria. O empresário e ex senador Clésio Soares de Andrade que comandou a ANTT por 26 anos foi condenado a 5 anos e 7 meses de cadeia por desvio de 3.5 milhões de estatais mineiras em 1998. Diante de tudo isso, pergunta-se: o tal Acordo entre ANTT e CNT visando mais eficiência para o setor de transporte rodoviário de cargas merece realmente alguma credibilidade? Para mim, NENHUMA !!!

Reply

Escreva um comentário