Texto de Bolsonaro que aumenta limite de pontos da CNH será analisado na quarta-feira

por Blog do Caminhoneiro

A comissão especial que analisa alterações no Código de Trânsito Brasileiro (PL 3267/19) tem reunião na próxima quarta-feira (11) para discutir e votar o parecer do relator, deputado Juscelino Filho (DEM-MA).

Em seu relatório, o deputado manteve o aumento da pontuação para a perda da carteira de habilitação: 40 pontos, ao invés dos atuais 20. De acordo com o texto, a regra não vale para quem cometer duas infrações gravíssimas – nesse caso, o motorista perde a habilitação com 20 pontos.

O relator também contrariou a regra proposta pelo governo para acabar com a multa da cadeirinha. Juscelino Filho, ao contrário, endureceu a regra. Se o texto virar lei, a criança terá que usar a cadeirinha até os dez anos de idade ou quando atingir 1,45 m de altura. E a multa, em caso de descumprimento, é gravíssima.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

2 comentários

ANDERSON MELLO SALGADO 09/03/2020 - 20:26

Essa pontuação deveria se estender apenas para motoristas profissional os demais pode continuar como está

Reply
Souza 09/03/2020 - 20:00

Pra o motorista profissão não deveria existir pontos na CNH sendo que o mesmo depende pra trabalhar sendo que já paga a multa deveria sim existir pontos para que for pego com elicito e transportar carga roubadas e é questão de pontos não tem como não tomar pontos sendo que todos o semáforo tem radar e não são femafaro que tem cronograma de tempo

Reply

Escreva um comentário