Diesel fecha 2020 com tendência de alta

por Blog do Caminhoneiro

O valor do diesel terminou 2020 em R$ 3,930 o litro, de acordo com o Índice de Preços Ticket Log (IPTL). No início deste ano, o valor é similar ao do final do ano passado, de R$ 3,929, mas está acima dos valores do início de dezembro. Na comparação com a mesma data do mês anterior, o valor do diesel está 2,29% mais caro.

Entre fevereiro e dezembro de 2020, a média de preços por litro do diesel esteve abaixo do valor encontrado nas bombas no dia 31. Em janeiro do ano passado, no entanto, antes de a pandemia se iniciar no Brasil, o combustível tinha um custo médio de R$ 3,974, 1,14% acima do valor atual.

O diesel S-10, com preço médio de R$ 3,985 nos primeiros dias de janeiro, teve aumento de 2,24% em relação a dezembro e 2,76% em relação à primeira quinzena do mês anterior. Assim como o diesel comum, está abaixo apenas de janeiro de 2020 na comparação com os 12 meses do último ano, quando a média foi de R$ 4,034.

Em todas as regiões, os valores do diesel comum e do diesel S-10 aumentaram. A Região Norte segue com o valor mais alto registrado. O diesel comum é comercializado a R$ 4,157, 2,87% mais caro que a média registrada em dezembro – recorde no País –, e o diesel S-10 a R$ 4,204, 2,14% maior que no último mês. Já a Região Sudeste teve a maior alta no valor do diesel S-10, de 2,45%. Os valores mais baixos são encontrados na Região Sul, de R$ 3,599, para o diesel comum, e R$ 3,655, o diesel S-10.

Na comparação entre Estados, o Acre mantém a liderança com os valores mais caros para os dois combustíveis. O litro do diesel foi encontrado na média de R$ 4,736 e o diesel S-10 a R$ 4,703. Os Estados com maior aumento em relação a dezembro foram Roraima, com o diesel comum 4,95% mais caro, e Paraíba, onde o diesel S-10 aumentou 3,22%.

Os menores valores foram registrados no Paraná, onde o preço do diesel tem média de R$ 3,545, e do diesel S-10 de R$ 3,590.

“O diesel e o diesel S-10 são 13% mais baratos no Sul do que no Norte. Mas foi no Mato Grosso que o combustível de tipo comum registrou a maior queda de preço, passando a custar 3,13% menos que em dezembro”, pontua Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados