Governo Federal obtém valor máximo no leilão BR-153 e garantia de R$ 14 bilhões em investimentos

por Blog do Caminhoneiro

O Ministério da Infraestrutura realizou o leilão da BR-153/080/414/TO/GO com um novo formato, um modelo híbrido desenvolvido pelo Governo Federal, que atriu grandes investidores. Para o MInfra, o leilão atingiu todos os objetivos, obtendo tarifa justa, com os concorrentes oferecendo o valor máximo de deságio proposto (16,25%), e garantia de investimentos de R$ 14 bilhões em 35 anos.

O formato do leilão é o mesmo usado nas rodovias paranaenses, prometendo bons resultados para a população do estado.

O modelo de concessão foi bem estruturado, sendo decisivo para a seleção dos investidores. A briga pela rodovia ficou entre as duas maiores empresas de concessão do Brasil: CCR e EcoRodovias.

“Quando o contrato é bem feito, quando um mecanismo de concessão é bem arrumado, bem claro, isso dá segurança aos investidores. Um contrato claro é uma grande força para o sistema de concessões rodoviárias”, avaliou Nicolo Caffo, diretor do Grupo EcoRodovias.

Seguindo o modelo, o usuário foi premiado com a menor tarifa prevista (R$ 0,10 por km), além de ter a disposição R$ 960 milhões a serem aplicados, futuramente, em novas obras ou até mesmo para outras reduções no preço do pedágio – R$ 320 milhões vão para os cofres da União.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados

Deixe um comentário sobre o tema!