Volvo FH 540 segue liderando o mercado de caminhões em junho no Brasil

por Blog do Caminhoneiro

Custando cerca de R$ 680 mil a unidade, o Volvo FH 540 segue liderando o mercado de caminhões no Brasil, com vendas de 713 unidades em junho. O pesado fechou o mês de maio com 797 unidades vendidas, e abril com 499. Somando as vendas de 1º de janeiro até 24 de junho, o caminhão registra 3.820 unidades vendidas.

As vendas do caminhão equivale a 21,8 unidades vendidas diariamente. Até agora, o melhor mês de vendas para o FH 540 foi março, com 798 unidades vendidas. Considerando a média diária, as vendas em junho devem somar cerca de 890 emplacamento.

Neste ano, o único caminhão que passou das 800 unidades vendidas em um único mês foi o Scania R 450, que conseguiu o primeiro lugar em vendas mensais em março e abril. Em março, o modelo vendeu 899 unidades, o FH 540, 798, e em abril foram 646 unidades do modelo Scania e 499 do caminhão da Volvo.

Apesar de ter superado o FH 540 em vendas por dois meses, o Scania R 450 ainda está atrás no placar geral do ano. Com 464 unidades emplacadas neste mês, o caminhão registra 3.286 emplacamentos no ano, quase 600 a menos que o Volvo.

Somando as vendas de todos os modelos, Volvo e Scania ocupam a terceira e quarta posições no mercado, atrás da Mercedes-Benz, que já vendeu mais de 14 mil caminhões em 2021, e da Volkswagen, com 13.423 unidades emplacadas.

No geral, a Volvo emplacou 7.488 caminhões neste ano, e a Scania 6.373, até o fechamento do mês de maio. Iveco é a quinta, com 2.761 unidades, seguida da DAF, que é a sexta colocada, com 2.199 unidades emplacadas.

No total, 46.948 caminhões foram emplacados até o final de maio, com crescimento de 62,82% no comparativo com o mesmo período de 2020, que havia registrado, entre janeiro e maio, 28.835 unidades emplacadas.

Os números só não estão sendo melhores, porque ainda faltam componentes para montagem dos caminhões novos, principalmente componentes eletrônicos.

Tricampeão

Se o Volvo FH 540 manter o ritmo de vendas até o final do ano, irá se consagrar como o caminhão mais vendido do Brasil pelo terceiro ano consecutivo. Em 2019, o FH 540 foi o caminhão mais vendido, quando registrou impressionantes 7.212 unidades emplacadas nos 12 meses do ano, quase 2 mil unidades a mais que o segundo colocado de 2019, o Scania R 450, que registrou 5.348 unidades emplacadas.

Com 5.870 unidades vendidas em 2020, o Volvo FH 540 foi o caminhão mais vendido do Brasil pela segunda vez consecutiva, entre todas as categorias. O segundo colocado foi o Volkswagen Delivery 11.180, que registrou 4.458 unidades.

FH 540

Um dos grandes trunfos do Volvo FH 540 é seu motor. O D13C50, de 13 litros, tem potência de 540 cavalos, com torque de 2.600 Nm, o que lhe garante força de sobra para rebocar composições com até 74 toneladas, como os rodotrens de 9 eixos e 30 metros.

Por isso, o modelo é um dos mais procurados por transportadores do agronegócio, transportando cargas do interior do país para os portos e levando insumos de volta às plantações.

O câmbio é o consagrado I-Shift, de 12 velocidades, com trocas automatizadas, que conta com diversas tecnologias que garantem robustez e economia de combustível, como o I-Roll, que usa a inércia do veículo para fazer “banguelas” controladas, reduzindo o consumo.

Outra tecnologia importante é o I-See, que lê a topografia da estrada, e já prepara o motor e o câmbio para a seleção da melhor marcha e aceleração para todos os trechos, subindo e descendo, o que garante economia e segurança para o motorista.

Para o motorista, o conforto da boleia também é um ponto alto. A cabine Globetrotter, na versão XL, tem 2,2 metros de altura, com 2,22 metros entre o para-brisa e a parede traseira da cabine, que garante facilidade de mobilidade interna para o caminhoneiro.

O acabamento e os materiais usados no veículo também dão um show a parte, com alta qualidade, garantindo um visual moderno e arrojado.

Nova linha

No último dia 16 de junho, a Volvo atualizou os modelos FH, FM e FMX no Brasil. Além do novo design, os novos caminhões contam com novos dispositivos de segurança, novo painel digital e aerodinâmica mais eficiente, além de um nível inédito de conectividade, que garantem uma redução de consumo de combustível de 5% em relação à geração anterior.

A principal mudança, que é a mais perceptível, é na cabine. Os novos modelos receberam um novo conjunto de faróis e nova grade frontal, renovando o consagrado design do modelo. A cabine também passou a ter a dianteira mais arredondada, ampliando a eficiência aerodinâmica do caminhão, que também recebeu frestas menores entre os componentes e o pisca deslocado, colocado na porta.

A Volvo não divulgou os preços da nova linha, nem o percentual que os valores devem subir. Como as vendas da geração atual da linha FH tem entregas previstas até o final deste ano, os transportadores já podem realizar encomendas dos caminhões da nova geração, que serão entregues a partir de 2022.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR
CLIQUE AQUI PARA PARTICIPAR DO NOSSO CANAL DO TELEGRAM

Deixe um comentário sobre o tema!