Vendas do Volkswagen Meteor crescem 25% em dois meses

por Blog do Caminhoneiro

Pouco mais de um ano após o seu lançamento, o Volkswagen Meteor já registra 2.800 unidades emplacadas, e, somente nos meses de setembro e outubro, as vendas registraram alta de 25%. Graças ao desempenho, o Meteor 29.520, já figura entre os caminhões extrapesados mais vendidos do país.

“O segmento é o que mais se expande no país e temos acompanhado esse movimento, como uma das marcas com maior percentual de aumento, consolidando nossa marca junto ao cliente do mercado extrapesado, graças também à uma forte parceria com nossa rede de concessionárias com mais de 150 pontos espalhados por todo o país”, destaca Ricardo Alouche, vice-presidente de Vendas, Marketing e Serviços da VWCO.

Lançados no final de 2020, os caminhões foram desenvolvidos com base nos modelos MAN TGX, receberam nova motorização e nova caixa de câmbio, além de contarem com a identidade visual lançada com os modelos Delivery em 2019.

Recentemente, a VW Caminhões e Ônibus lançou diferentes versões, com opções de suspensão pneumática e novos entre-eixos, ampliando a versatilidade do modelo com oito novas configurações.

Os caminhões VW Meteor 28.460 e o 29.520 podem ser adquiridos com oito bolsões de ar em ambos os modelos, seja no 6×2 ou no 6×4. Ao mesmo tempo, o cliente também pode escolher a distância entre os eixos de 3.200, 3.400 ou 3.600 mm, de acordo com o implemento mais indicado para a melhor distribuição de carga na sua aplicação, que vale ainda para a versão com suspensão metálica. Assim abrangem, de maneira mais eficiente, a maior parte dos nichos em que os extrapesados atuam no Brasil.

A suspensão pneumática vem com um sistema inteligente de leitura da carga transportada por eixo e com a possibilidade para redistribuição de forma a equilibrar o peso em cada eixo. O motorista também tem a opção de programar os bolsões de ar para ajustar a altura do implemento durante o carregamento ou o descarregamento do veículo. Tudo executado por controle remoto, de dentro da cabine.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

1 comentário

kleber peters 01/12/2021 - 15:14

Ele e o MAN TXG estão praticamente o mesmo preço. Interessante. Não era pra ser mais barato que o MAN?

Reply

Deixe um comentário!