Kenworth com motor V12 de 600 cavalos era o mais potente do mundo em 1951

Todo mundo gosta de um caminhão equipado com um motor grande, despejando centenas de cavalos de potência sobre as rodas. E isso é uma necessidade no setor de transportes, devido ao peso cada vez maior das cargas transportadas.

O mesmo pode-se dizer da década de 1950. Só que há mais de 70 anos, a eficiência dos motores não era tão grande como atualmente, e eram necessários motores realmente gigantescos para se conseguir o mesmo número de cavalos atingidos hoje em uma unidade de 13 litros, por exemplo.

É exatamente esse o caso de um Kenworth 1951, que recebeu um motor Hall-Scott V12 a gasolina, com 35,7 litros de cilindrada, e potência de 600 cavalos, com torque de 2.600 Nm. O motor não era um só. Eram dois, unidos pela parte inferior, produzindo a potência em dobro necessária para o caminhão.

A construção do caminhão foi feita pela própria Kenworth, a pedido do proprietário, que teria que entregar cargas de combustível com horários muito apertados, subindo serras e montanhas em alta velocidade.

Esse tipo de motor era fabricado com alguma frequência pela Hall-Scott, unindo dois blocos, que usavam um carter único e compartilhavam o mesmo virabrequim. Só que seu uso era para embarcações e operações industriais.

Muitos desses motores foram usados em lanchas de desembarque de tropas durante a Segunda Guerra Mundial. No uso industrial, muitas unidades funcionavam a gás.

Para poder acomodar o gigantesco motor no cofre do caminhão, a Kenworth precisou alongar a dianteira em cerca de 30 centímetros. Muita coisa no caminhão também precisou ser adequada à nova potência e torque. Mas, por algum tempo o caminhão funcionou perfeitamente bem.

A Hall-Scott chegou a cogitar a produção em massa desse motor para uso em caminhões, com potências de até 900 cavalos, utilizando um supercharger. Mas isso nunca aconteceu.

Pouco tempo depois de comprado, o caminhão se envolveu em algum tipo de acidente e pegou fogo. Essa parte da história não é muito clara, porque não foi documentada, mas o que se sabe é que esse monstro da década de 1950 acabou totalmente destruído pelo fogo.

 

Deixe um comentário!

Ford AA Konings Siam – O curioso caminhão duplo da década de 1930 Conheça a rodovia mais longa do Brasil Velho caminhão americano é transformado em carro de passeio muito estiloso Você sabia que o 1° FNM produzido no Brasil era bicudo Conheça os coloridos caminhões do Paquistão