113H – Paixão gravada na pele




Cintia Gonçalves Câmara tem 37 anos e é casada com Ricardo Alexandre Câmara, caminhoneiro que está na estrada a 27 anos. Ela tem a paixão pela estrada gravada na pele. O Scania 113H é o sonho de consumo de Cintia, que até tentou comprar o caminhão uma vez, mas não conseguiu por conta do financiamento, muito difícil para quem não tem caminhão.

A tatuagem foi feita a quase 10 anos, e hoje Cintia se dedica ao filho de 12 anos e aos estudos, mesmo amando estar na estrada. Quando pode, viaja com o marido, e acompanha a difícil vida dos caminhoneiros, tão desprezados pela sociedade, autoridades e governo, como ela mesma afirma.

Sabendo das dificuldades e incertezas da estrada, Cintia não quer que o filho seja caminhoneiro: “A estrada está cada dia mais perigosa e os motoristas estão cada dia mais escravizados por grandes empresários e por um sistema que só funciona para quem tem dinheiro”, completa.

A maioria das pessoas que vê a tatuagem gosta do resultado, só ficam surpresos por Cintia ser mulher, já que normalmente caminhão está no gosto dos homens. “Amo a 113 de paixão. Como não posso ter uma, tenho pelo menos no corpo e no coração! Quando vejo uma Scania 113 azul meu coração chega a acelerar”, finaliza.

Blog do Caminhoneiro





8 comentários em “113H – Paixão gravada na pele

Deixe sua opinião sobre o assunto!