Metra quer zerar acidentes no Corredor ABD

por Blog do Caminhoneiro

De janeiro a setembro deste ano, a cidade de São Paulo registrou 6.104 acidentes com ônibus, número quase igual ao dos doze meses de 2016 (6.233 ocorrências). Este total representa que aproximadamente 43% da frota de ônibus da capital paulista (em torno de 14.000 unidades) esteve envolvida em um acidente.

Atenta ao crescimento do número de ocorrências e visando reduzir a zero o número de acidentes com veículos no trânsito no Corredor ABD, a Metra Transportes, uma das mais conceituadas operadoras do transporte público urbano internacional, está promovendo neste mês de novembro mais uma fase do seu programa de treinamento para os seus cerca de 500 motoristas.

Com o mote “E se fosse um dos seus?”, a campanha visa tornar o trânsito mais seguro, com o fortalecimento da cultura de respeito ao pedestre e demais pessoas, e sensibilizar todos os seus motoristas para, ao volante, se colocarem no lugar do outro e adotarem os conceitos de direção defensiva, sendo proativos e antecipando-se ao que pode se transformar em um acidente. Até o final de novembro serão ministradas palestras para todos os profissionais, divididos em 18 turmas.

“O que queremos é zerar o número de acidentes de trânsito no Corredor ABD. Para isso, os nossos motoristas precisam ir além da direção defensiva, se antecipar e zelar para que o pedestre, assim como os veículos menores e seus ocupantes, sejam priorizados e protegidos”, explica Joelma Valeriano, psicóloga do setor Treinamento Operacional da Metra Transportes. “Fortalecer a cultura de respeito ao mais fraco e menor, no caso pedestres, ciclistas e os automóveis, é a maneira para reduzir os índices de acidentes de trânsito no Brasil”, destaca Joelma.

É sabido que o trânsito no Brasil mata mais do que todas as guerras ao redor do mundo. Por ano, em todo o País são perto de 60 mil mortes e 600 mil inválidos. Somente em 2015, as indenizações pagas pelo DPVAT somaram R$ 3,3 bilhões. No caso dos pedestres, foram perto de 10 mil atropelamentos e em 83% dos casos quando estavam atravessando a via (rua ou avenida).

Segundo Joelma Valeriano, a Metra realiza programas de treinamento continuamente. Nesta edição do programa o objetivo é questionar: existe um número aceitável de mortes ou vítimas no trânsito? Este número é zero.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário