Cummins atualiza frota dos clássicos ônibus londrinos




A Cummins lançou uma iniciativa para substituir o sistema de pós-tratamento dos ônibus mais antigos que circulam por Londres, na Inglaterra, pela tecnologia Euro VI totalmente certificada. O repotenciamento permitirá com que a frota de ônibus mais antiga, pré-Euro VI, continue operando quando a Zona de Ultra Baixa Emissão (ULEZ) entrar em vigor em abril de 2019 na capital britânica, melhorando a qualidade do ar e diminuindo a pegada de carbono.

A atualização do motor Euro IV produzido em 2007 para o mais recente padrão Euro VI 2017 reduzirá as emissões de material particulado em quase 90% e do óxido de Nitrogênio (NOx) em 50%. O repotenciamento irá ainda prolongar a vida útil dos ônibus em até oito anos e trazer uma melhoria de desempenho com resposta superior de torque para que a frota seja conduzida com menos esforço.

O repower da Cummins conta ainda com um sistema stop/start integral que corta automaticamente o motor quando os passageiros estão embarcando ou desembarcando, o que pode reduzir o consumo de combustível de um ônibus de dois andares em até 8% em ciclo de operação de até 16 horas por dia. O menor consumo de combustível também reduz a pegada de carbono do ônibus, com o potencial de eliminar entre 4 e 6 toneladas de emissões de dióxido de carbono (CO2) por ano e por veículo.

“A iniciativa da Cummins visa aumentar rapidamente o número de ônibus urbanos com motor Euro VI, além de contribuir significativamente para melhorar a qualidade do ar e reduzir as emissões de carbono em Londres e em outras cidades que estabelecem Zonas Ultra Baixas de Emissão”, afirma Ashley Watton, diretor de Negócios Rodoviários da Cummins na Europa.

LEIA MAIS  Cummins apresenta inédito powertrain híbrido plug-in no Salão de Hannover

Ainda de acordo com Watton, “nosso pacote pode incorporar recursos inteligentes, como o Cummins Stop/Start, sistema de telemetria, com dados do motor em tempo real entregues para o operador por meio do sistema Cummins Connected DiagnosticsTM. Isso significa que nosso Euro VI pode reduzir significativamente os custos operacionais da frota e obter maior disponibilidade do equipamento em atividade”.

Com a solução da Cummins, um clássico ônibus londrino London Routemaster bus RM1005, que entrou em serviço em 1962, agora está totalmente certificado para atender às emissões Euro VI e poderá seguir em atividade. O RM1005 operou recentemente na rota 15 dotransporte de Londres e, agora, possui certificação Low Carbon, adiando sua aposentadoria. Com as soluções Cummins, o motorista pode visualizar on-line o status do motor usando o Cummins Connected Diagnostics.

Com o motor Cummins B6.7 de quatro cilindros ou o B4.5 de seis cilindros, o sistema é totalmente compatível com o nível mais rigoroso dos padrões Euro VI, sendo o controle de Diagnóstico On-Board (OBD) necessário para alertar o operador sobre eventual falha com os limites de emissões.

Os motores de ônibus Cummins Euro VI são compatíveis com o uso de biodiesel B20 ou diesel renovável HVO. Em comparação com o diesel convencional a base de fóssil, o HVO oferece o potencial de reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) entre 40% a 90% ao longo do ciclo de vida total do combustível, dependendo da matéria-prima do combustível.

LEIA MAIS  Euro VII a caminho: Cummins revela o futuro do Diesel com baixa emissão de NOx e CO2

Os veículos especiais de Millbrook

Um dos primeiros projetos de repotenciamento está em fase de conclusão na Millbrook Special Vehicles. O veículo especial de dois andares construído em 2009 está recebendo o mais recente sistema Cummins B6.7 Euro VI. O novo pacote também incorpora uma nova transmissão ZF, novo sistema de arrefecimento e auxiliares elétricos, como a direção hidráulica. O teste do ônibus está em andamento no Millbrook Proving Ground com resultados iniciais que demonstram maior eficiência de combustível com a tecnologia Stop / Start e melhor dirigibilidade devido à maior entrega de torque do motor atualizado.




Deixe sua opinião sobre o assunto!