Greve de caminhoneiros causou prejuízo de quase R$ 4 bilhões em impostos ao governo

por Blog do Caminhoneiro

Um estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT, realizado pelo advogado tributarista e Presidente do Conselho Superior do IBPT, Gilberto Luiz do Amaral, em parceria com o Empresômetro, analisou a perda de arrecadação tributária, bem como o valor em negócios não realizados em virtude da greve dos caminhoneiros.

Até ontem, era estimado um valor de R$3.862.628.822,09 (três bilhões, oitocentos e sessenta e dois milhões, seiscentos e vinte e oito mil e oitocentos e vinte dois reais e nove centavos), que deixou de ser arrecadado pelo governo na forma de impostos.

Em negócios gerais entre empresas e consumidores, o cálculo estima uma perca de R$ 26 bilhões. De acordo com a IBPT, a greve dos caminhoneiros impactou principalmente a vida dos brasileiros, reduzindo a disponibilidade de serviços e encarecendo produtos.

O estudo também conseguiu avaliar os impactos já vivenciados, e fez uma previsão de como os setores serão afetados com o passar do tempo, persistindo a greve. “Com destaque para aqueles que mais sentiram e sentirão os efeitos, os transportes e todos que dependem deles, em especial o agronegócio, por conta dos bens altamente perecíveis que são destinados à indústria de transformação e o consumo, atingindo diretamente mais de 123 mil empresas no país todo”, afirma o diretor do Empresômetro, Otávio Amaral.

COMENTAR

Artigos relacionados