Volvo CE lança sua nova vibroacabadora P4820D ABG




A Volvo Construction Equipment está lançando sua nova vibroacabadora sobre esteiras P4820D ABG, voltada para pavimentações de 2,5 a 6,5 metros de largura. Desenvolvida para projetos rodoviários que demandam elevada qualidade, a máquina é voltada principalmente para pavimentação urbana e de estradas que precisam de grande apuro técnico. “É mais um produto moderno e confiável, que garante excelente qualidade no acabamento, principalmente em obras de rodovias concessionadas”, afirma Luiz Marcelo Daniel, presidente da Volvo CE Latin America.

O modelo introduz a terceira geração do EPM (Electronic Paver Management), um avançado sistema eletrônico de gestão da pavimentação que fornece informações e permite ajustes precisos de forma rápida, tanto da mesa como da unidade tratora. “É um sistema para ajuste fundamental para assegurar a qualidade, produzindo uma camada asfáltica sem ondulações e irregularidades, correspondentes aos índices IRI mais exigentes”, diz Gilson Capato, diretor comercial da Volvo CE no Brasil. O EPM foi introduzido em 1998 e é reconhecido pelos operadores por suas características intuitivas.

Intuitiva e tecnológica

“A EPM 3 representa o que há de mais moderno na gestão da pavimentação”, lembra Boris Sánchez, gerente de suporte a vendas e aplicações da Volvo CE LA. Ele observa que nenhuma outra máquina oferece uma operação tão intuitiva e simples e que permite uma rápida familiarização com o equipamento. O sistema repassa simultaneamente dados para os três painéis distribuídos pela máquina, onde ficam os operadores. Agora, os painéis, além de serem intercambiáveis, permitem controlar todas as funções de operação da mesa, a partir de qualquer um deles.

Buscando assegurar que, uma vez iniciada a operação de pavimentação, ela não pare, o EPM3 inclui sistemas de redundância. Por exemplo, em caso de algum dos três painéis ficar inoperante, todas as funções podem ser controladas a partir dos painéis restantes.

LEIA MAIS  Prazo de prescrição para cobrança de frete terrestre é de cinco anos

“Os operadores podem armazenar ajustes de parâmetros personalizados para assegurar consistência de acabamento num projeto ou inclusive usar esse ajuste em outros”, explica o gerente. Ao se deparar com projetos semelhantes, eles recuperam os ajustes salvos no EPM 3, simplificando e agilizando o ajuste inicial da máquina para iniciar a pavimentação. Uma vez que a pavimentação esteja em andamento, pode ser feito novo ajuste para otimizar desempenho e produtividade.

“A regularidade longitudinal define o nível de conforto do usuário das estradas, como menos ruído e mais segurança no deslocamento dos veículos”, destaca Sánchez. Diversos recursos na máquina, como Anti-climb, Screed Lock e Screed Assist, permitem atender aos mais rigorosos critérios de pavimentação, normalmente exigidos por rodovias concessionadas, em aeroportos, autódromos e projetos que demandam elevada qualidade.

Maior visibilidade

A P4820D ABG tem uma bem posicionada plataforma na unidade tratora, permitindo ao operador estender o assento e ter excelente visualização do silo e do processo de basculamento do material, e da área de pavimentação e da mesa. Outra vantagem é a grande capacidade do silo, de 12 toneladas, que fornece alimentação ininterrupta e automática de material, mantendo a máquina em uma velocidade constante, reduzindo paradas e arranques e resultando em um acabamento mais liso.

O operador tem visibilidade total, sem obstáculos, ao redor de toda a vibroacabadora, do silo, do canal do distribuidor helicoidal e da mesa. Com visão mais clara, aumenta o desempenho e a qualidade do trabalho. E o revestimento antiderrapante do posto do operador e os corrimãos proporcionam estabilidade ao transitar sobre o equipamento.

LEIA MAIS  ABC Cargas tem vagas para motoristas de caminhões e ônibus

Para trabalhos noturnos, o equipamento pode ser configurado, opcionalmente, com luzes de trabalho que ajudam em condições de baixa luminosidade. Duas luzes para iluminação frontal, duas para a área atrás da máquina e duas laterais adicionais aumentam a visibilidade. A iluminação pode ser aumentada usando até 10 luzes LED ou de balão.

“A P4820D ABG veio para substituir a ABG5820 e tem grande potencial”, observa Massami Murakami, diretor de suporte a vendas da Volvo CE LA. As dimensões permitem transportar outros equipamentos no mesmo caminhão. O toldo e o escape são facilmente elevados e baixados, permitindo passar por baixo de pontes ou em túneis no caminho para o canteiro de obras.

O design do material rodante tem um sistema automático de tensionamento das esteiras, que foi ainda melhorado. O desenho inovador das sapatas de borracha das esteiras permite fixação aparafusada mantendo sua superfície completamente lisa, o que reduz as marcações, prolonga sua vida útil e facilita a troca, em comparação com os outros equipamentos disponíveis no mercado.




Deixe sua opinião sobre o assunto!