Entidade solicita autorização para implementos maiores no EUA

por Blog do Caminhoneiro

A AMT (Americans for Modern Transportation) enviou uma carta à Câmara de Transportes e Infraestrutura dos Estados Unidos, solicitando autorização para utilização de implementos do tipo double (bitrens) com duas carretas de 33 pés (10 metros) cada uma. Atualmente a legislação americana permite essas combinações, mas com 28 pés de comprimento (8,5 metros).

De acordo com o documento enviado aos congressistas, esse aumento, mesmo que pequeno, significaria menos caminhões nas estradas, com uma série de vantagens logísticas aos Estados Unidos, como menos congestionamentos, maior segurança nas estradas, menores custos de fretes, redução das emissões de poluentes, com economia de mais de 965 milhões de litros de combustível anualmente.

A AMT representa grandes empresas de transporte, como FedEx, UPS, CPO, YRC e Reddaway. No passado, outras entidades e empresas já solicitaram o aumento do comprimento dos doubles aos legisladores americanos. Nenhuma obteve sucesso.

Algumas entidades, no entanto, são contra a medida. A TCA (Truckload Carriers Association) é totalmente contra qualquer alteração nas medidas e pesos dos veículos.

A entidade diz que a medida seria vantajosa apenas para um pequeno grupo de empresas, e aumentaria problemas, como falta de segurança geral para o veículo, locais de parada e a falta de motoristas.

Além disso, a TCA alerta que já existem problemas de infraestrutura, principalmente em pontes e viadutos, que podem ser comprometidos com o peso das novas combinações.

A Owner-Operators Independent Drivers Association, que representa caminhoneiros autônomos também é contra a medida, dizendo que isso só beneficiaria grandes empresas de transporte, causando sério impacto para os caminhoneiros autônomos e pequenas frotas.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário