Suzano começa a usar hexatrem com 52 metros e 200 toneladas

por Blog do Caminhoneiro

Tracionadas por caminhões Volvo FMX, as composições com seis semirreboques levam até 200 toneladas por viagem, trafegando apenas dentro das fazendas da empresa. Após meses de testes, a Suzano, que é a maior do mundo na fabricação de celulose de eucalipto, começa a operar regularmente 19 hexatrens em sua unidade de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul.

O Hexatrem impressiona. “É realmente um trem sobre rodas, com 52 metros de extensão”, afirma Alcides Cavalcanti, diretor comercial de caminhões da Volvo. Anteriormente, a operação com uma composição pentatrem transportava 79% mais toras de eucalipto em comparação aos tritrens. Com o Hexatem, o conjunto possui capacidade para transportar até 200 toneladas, o que representa um ganho de produtividade de 127% em relação aos tritrens e de 27% em relação aos pentatrens.

“O FMX transporta mais no mesmo tempo”, diz Alan Brehmer, gerente de Logística e PCP (Planejamento, Controle e Produção) Florestal da Suzano no Mato Grosso do Sul. “Em poucos meses de testes já é possível dizer que o FMX é mais preparado para o off-road. O consumo de combustível é muito eficiente. É um cavalo-mecânico leve e também tem um reforço de fábrica no chassi e no powertrain, com uma caixa de câmbio com duas marchas reduzidas e os eixos traseiros preparados para suportar até 200 toneladas”, afirma. Outro ponto que o executivo destaca é a ergonomia da cabine. “Os motoristas elogiam. É um caminhão de fácil dirigibilidade”.

Mais eficiência

Na Suzano os hexatrens trafegam apenas dentro das fazendas da empresa, o que permite explorar a capacidade máxima do veículo, além de contribuir para a redução de 35 tritrens nas rodovias, com ganhos operacionais e ambientais.

Segundo Brehmer, na ampliação das operações com Hexatrem “a Volvo foi a única empresa que se dispôs a desenvolver uma opção customizada. E a própria marca Volvo já carrega uma confiança muito grande”, afirma.

Para operações extremas

O Volvo FMX foi concebido para trabalhos desafiadores em ambientes extremos. De acordo com Jeseniel Valério, gerente de engenharia de vendas da Volvo, os FMX da Suzano se destacam por suas caraterísticas técnicas especiais:

  • São equipados com a caixa de câmbio eletrônica I-Shift de 14 marchas, com duas marchas adicionais super-reduzidas, que facilitam o arranque de composições pesadas em condições severas de piso e rampa.
  • O motor Volvo D13 possui 540 cv de potência e torque de 2.600 Nm (@1050 – 1450 rpm), o que garante mais força para superar aclives e velocidade média maior.
  • Os chassis são extremamente robustos, com longarina dupla de fora a fora, eixo traseiro com redução nos cubos, carcaça de eixo fundida e cardan super-resistente.
  • Possuem capacidade máxima de tração (CMT) de até 200 toneladas, 70 toneladas a mais que o FMX de série.

Segundo Valério, o FMX é um dos caminhões mais vendidos nas aplicações canavieira, florestal e mineração, por sua robustez e alta disponibilidade mecânica. Esse modelo já corresponde a cerca de 10% das vendas anuais de pesados da Volvo.

Suzano é líder mundial

A Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de árvores que permitem a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.

Alta relevância econômica

O setor brasileiro de celulose e papel tem alta relevância econômica. Sua região de influência alcança cerca de 1000 municípios em 23 Estados. Segundo dados da Ibá (Indústria Brasileira de Árvores), o segmento gera 3,7 milhões de empregos diretos e indiretos. Tem uma receita bruta de R$ 73,8 bilhões, o que equivale a 6,1% do PIB industrial do país. Em 2018, exportou US$ 10,7 bilhões, com saldo de US$ 9,6 bilhões na balança comercial.

A indústria de celulose do Brasil é a maior do mundo em exportação e a 2ª em volume de produção, atrás apenas de Estados Unidos. Já a indústria de papel é a 9ª no ranking mundial. Em 2018 produziu 21 milhões de toneladas.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-98800-6519

20 comentários
0

Artigos relacionados

20 comentários

Rene6 Ferreira Bora 23/02/2020 - 10:33

Aí da gosto de ver bola pra frente Suzano.

Reply
Rodrigo Gabriel da Silva 03/01/2020 - 19:45

Quero ver a hora que der uma pane no freio, ninguém segura, a única opção é pular da cabine.

Reply
Sildemar aparecido rafael 22/12/2019 - 10:33

Ao meu pensar :isso não é bom,pois ao invéz de dar emprego,isso esta tirando empregos e deixando muitos pais de familia a deriva.
A tecnologia é bom,mais tem as consequencias.
Ao invéz de dar emprego ela os tira.
Creio q ninguém analiza isso

Reply
Osvaldo Yoshimura 24/02/2020 - 11:05

Teremos mais empregos sim, talvez menos motoristas, e mais empregos qualificados…. na industria, na manutenção especializada, mais engenheiros, projetistas…. maior poder de compra, com mais famílias sendo beneficiados com a maior venda de produtos da Suzano no mercado mundial, mais dinheiro para o Brasil…. Tecnologia nunca tirou emprego simplesmente, mas melhorou a vida de muitos com mair qualidade de vida. Se alguma coisa tirou empregos, foram as politicas socialistas … financiamentos de portos em Cuba, fraudes e propinas, que mataram muitos (muito além de tirar emprego), por não investirem de forma adequada em politicas de saúde… vamos votar corretamente que teremos muito mais prosperidade.

Reply
Roger 21/12/2019 - 21:24

Por que não mostra os tombos? por que não foram saber como esta o motorista? já visitaram ele ?

Reply
Antonio Carlos Andrielli-Batata 19/12/2019 - 16:56

Leiam a matéria com atenção…esses caminhões só estão rodando nessa configuração em estradas de terra!!!!No asfalto não li nenhum menção que estão rodando!!!

Reply
LUTZCAR 17/12/2019 - 10:14

Esses tipos de caminhões-lesma em subida deveria poder transitar só em rodovias com pista dupla. É de lascar quando viajo de Sorocaba para Ponta Grossa-PR na ida e na volta ter que aguardar um bom tempo para poder ultrapassar esse tipo de caminhão.

Reply
Ezequiel Neto 16/12/2019 - 19:17

Tem que contratar maquinista para guiar um trem desse. Misericórdia;;;

Reply
Maria Ilsa de Brito Santos 16/12/2019 - 19:06

Queria saber se a Suzano tá contratando motoristas para os hexatrem?

Reply
Ubyrajara Aquino de Castro 16/12/2019 - 09:56

Mas o contribuí te vai continuar pagando os danos nas estradas, sem falar do risco a vida deixado pelos buracos. Visite Susano e veja o estado das vias utilizadas pelo transporte EFICIENTE da Susáno papel e celulose.

Reply
Fabio 15/12/2019 - 19:55

Vejo nos comentário alguns querendo saber o salário. Simples vai receber salário de motorista se não aceitar da o lugar para quem aceita

Reply
Silva e Silva. 15/12/2019 - 16:30

Já tem gente culpando o Bolsonaro nós comentários. Kkkkkkk
A NASA tem que estudar o Brasileiro.

Reply
Sildemar aparecido rafael 22/12/2019 - 10:50

Hoje tudo q acontece vai para cima do bolsonaro,como se ele é culpado de tudo nesse mundo,quando sera q essas pessoas vão entender, que as coisas não são culpa dele.
Essas pessoas sabem sim com sertesa,mais finge não saber.usam o capitão como saco de pancada

Reply
José Geraldo 15/12/2019 - 10:22

A pergunta que não quer calar.E o motorista quanta ganha.?………..

Reply
Fabio 15/12/2019 - 19:53

Salario de motorista

Reply
Rodrigo Gabriel da Silva 03/01/2020 - 19:44

2500,00/mes

Reply
Vando 14/12/2019 - 19:11

Este é o retrato do PAÍS atualmente…quem tem dinheiro vai ficar muito mais rico,quem tá com dificuldades pra manter seu caminhao vai passar fome….parabéns Bolsonaro.

Reply
RODRIGO DOS SANTOS AMARAL 14/12/2019 - 18:49

Cinco cavalo mecânico a menos, cinco motoristas a menos, e o salário…

Reply
Altamir Tratz 14/12/2019 - 18:45

Parabéns pelo desempenho.
Queria falar sobre o Asfalto que está empresa usou pra não perder aderência, pra mostrar para mundo um diferencial que pode dar certo para nossas BR que estão todas em péssima condições.

Reply
Heder Batistela 14/12/2019 - 15:29

A Suzano ganha em produtividade isso e bom, agora eu pergunto e o motorista ganha mais também porque um caminhão puxa 3 agora vai puxar bem na realidade é um motorista menos

Reply

Escreva um comentário