Petrobras e Transpetro são notificadas pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública sobre alta nos combustíveis

A Petrobras e a Transpetro foram notificadas pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para darem esclarecimentos sobre as possíveis dificuldades no fornecimento de combustíveis, especialmente com relação à capacidade de abastecimento e à alta de preços no setor. A notificação foi feita nessa quarta-feira (27) pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon).

Com a notificação, o ministério visa coletar subsídios relacionados aos impactos ao longo da cadeia de fornecimento de combustíveis, especialmente diesel e gasolina, a partir das recentes notícias veiculadas sobre possíveis dificuldades de abastecimento de combustíveis por parte da Petrobras junto aos distribuidores, tendo em vista o aumento da demanda no próximo mês.

Em setembro, o DPDC já havia notificado as principais distribuidoras de combustíveis, como a BR Distribuidora (Vibra) e a Ipiranga, sobre o mesmo assunto.

O Ministério espera entender melhor a dinâmica dos mercados de combustíveis, de modo a serem realizadas sugestões para seu aperfeiçoamento sob a perspectiva da proteção e defesa do consumidor alinhada ao desenvolvimento econômico e tecnológico.

As empresas têm um prazo de 10 dias para responder aos questionamentos, a contar do recebimento da notificação.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro | Imagem REUTERS/Paulo Whitaker

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

3 thoughts on “Petrobras e Transpetro são notificadas pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública sobre alta nos combustíveis

  • 01/11/2021 em 09:26
    Permalink

    Anderson, isso já está sendo feito desde o governo Temer.
    Aliás, atrelar os combustíveis ao Dólar, começou lá, exatamente para beneficiar o importador.
    Não tem dado certo.

    Resposta
  • 01/11/2021 em 09:23
    Permalink

    Brasil é o maior produtor de álcool do Mundo , venda direta da usina para os postos sem impostos .
    Assim diminuiria o consumo de derivados do petróleo .
    Iria sobrar combustível do petróleo e seriam obrigados a baixar o preço !

    Resposta
  • 29/10/2021 em 19:09
    Permalink

    Infelizmente estamos vivendo uma situação que o dinheiro manda em um pais sem lei onde não há justiça.
    A petrobras visa o lucro, tanto que tem ações a venda, por tanto não é interessante ajudar o povo, lei da oferta e procura, tem muita gente querendo e o produto faltando, aumenta o preço para filtrar os clientes.
    A unica forma de resolver é abrir o mercado, permitir a compra direta, inclusive importação, podendo os donos de postos buscar de caminhão nas refinarias, inclusive fora do pais.
    É tipo uma horta em casa, se produz de tudo e de qualidade, mas estão vendendo tudo e deixar o povo da casa passar fome.

    Resposta

Deixe um comentário!

Volvo FH 540 é o caminhão mais vendido do Brasil Conheça o NIKOLA TRE movido a hidrogênio Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt