DER amplia atendimento com guinchos em rodovias que não tem mais pedágios no Paraná

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) vai iniciar os serviços de guincho leve e pesado, inspeção de tráfego, apoio ao Corpo de Bombeiros e atendimento a incidentes com animais soltos nas pistas nas rodovias federais e estaduais do lote 4 (Caminhos do Paraná) do antigo Anel de Integração a partir de hoje (1º).

São 405,9 quilômetros, incluindo a BR-373 (de Ponta Grossa ao Relógio), BR-277 (entre Guarapuava e São Luiz do Purunã), PR-427 (Lapa), BR-476 (Araucária) e PR-438 (Teixeira Soares).

Usuários destas rodovias deverão acionar o telefone 0800-400-0404 em casos de acidentes, pane, quedas de carga, animais na pista, materiais na pista, buraco no pavimento, entre outros. O telefone é válido para todas as regiões do Estado e completamente gratuito. As chamadas serão recebidas pelo Centro de Operações Integradas (COI) do DER/PR, que conta com uma equipe treinada para prestar o apoio necessário, disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, inclusive em feriados.

O encerramento dos atendimentos prestados pela concessionária de pedágio no dia 31 de março já era previsto, tendo o DER/PR licitado e contratado com antecedência os serviços de operação de tráfego rodoviário que contemplam todo o lote, um investimento de R$ 13.200.000,00 pelo prazo de um ano.

Em decorrência de um acordo judicial firmado com o DER/PR, a concessionária manteve seus atendimentos pelo período de quatro meses, com previsão de valor máximo de R$ 1,8 milhão ao mês. O total gasto pela empresa é definido conforme medição dos serviços prestados, e será deduzido de uma caução depositada em juízo e referente à não realização de obras previstas em contrato.

Com isso, o DER/PR passa a oferecer os serviços em todas as rodovias dos antigos lotes 2 (Viapar), lote 3 (EcoCataratas), lote 4 (Caminhos do Paraná), lote 5 (Rodonorte) e lote 6 (Ecovia). No caso do lote 1, a concessionária permanece realizando os atendimentos, graças a outro acordo judicial firmado com o DER/PR, com validade até 26 de novembro deste ano.

Atualizações

Em breve as informações sobre acidentes, bloqueios, operações pare e siga e demais situações que afetarem o tráfego de veículos nas rodovias do antigo Anel de Integração ficarão disponíveis em tempo real, por meio de atualizações no portal do DER/PR e pelas mídias sociais Twitter e Instagram.

Os perfis com as informações nessas plataformas serão divulgados nos próximos dias, com os interessados podendo segui-los para receber as atualizações pelo celular.

Conservação

O DER/PR também licitou e contratou, ainda no ano passado, os serviços de conservação do pavimento e faixa de domínio das rodovias estaduais que antes estavam concedidas. O investimento é de R$ 93,5 milhões para atender 964,52 quilômetros durante dois anos. São cinco contratos, conforme as superintendências regionais do DER/PR: Lote 1 – RMC e Litoral: 153,75 quilômetros; Lote 2 – Campos Gerais: 306,48 quilômetros; Lote 3 – Norte: 230,29 quilômetros; Lote 4 – Noroeste: 200,99 quilômetros; e Lote 5 – Oeste: 73,01 quilômetros.

Federais

Com o término dos convênios de delegação e das concessões rodoviárias nos dias 26 e 27 de novembro de 2021, a responsabilidade das rodovias federais retornou ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a das rodovias estaduais ao DER/PR, cabendo a cada departamento contratar a manutenção e conservação das rodovias de sua alçada.

Deixe um comentário!

Na década de 1980, caminhão elétrico já era realidade no Brasil Conheça os caminhões mais vendidos do Brasil em novembro Caterpillar apresenta caminhão gigante totalmente elétrico Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA