Equipamento desenvolvido em 1967 evitava o efeito L em carretas

Caminhões articulados tem uma tendência de falta de estabilidade durante às frenagens, devido à articulação, especialmente em terrenos molhados, ou quando há problemas no freios e pneus. O efeito causava muitos acidentes décadas atrás, especialmente pelo comprimento menor dos chassis dos cavalos-mecânicos.

Durante anos, várias propostas tentavam acabar com esse efeito em L, quando a carreta avança sobre a cabine, literalmente transformando o veículo em um L. Em muitos casos, acontece a colisão entre o implemento e o cavalo mecânico, e o acidente pode ser grave, pela perda de direção do conjunto.

Um dos equipamentos que conseguiu acabar com esse efeito foi desenvolvido pela Clayton Dewandre Co. Ltd., em 1967. A empresa era a maior fabricante de equipamentos de freios hidráulicos no Reino Unido.

De acordo com o vídeo que acompanha as informações (acima), o sistema bloqueia a articulação entre o cavalo, no vídeo um AEC Mandator, e a carreta, transformando o conjunto em um caminhão rígido, por meio de um equipamento pneumático.

Mesmo com os resultados promissores nos testes, o sistema acabou nunca se tornando um sucesso comercial.

 

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

Deixe um comentário!

Conheça o NIKOLA TRE movido a hidrogênio Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt 300 vagas para caminhoneiros brasileiros em Portugal