MP para renovação de frota de caminhões é aprovada no Senado

Na mesma semana em que foi aprovada na Câmara dos Deputados, a Medida Provisória (MP 1.112/2022) que criou o Programa de Aumento da Produtividade da Frota Rodoviária no País (Renovar), também foi aprovada no Senado.

Essa medida quer reduzir a frota de caminhões e ônibus antigos que ainda circulam profissionalmente no país, transportando cargas e passageiros. De acordo com dados do Governo Federal, podem existir mais de 900 mil caminhões com mais de 30 anos de fabricação ainda operando pelas rodovias do Brasil.

De acordo com o projeto aprovado, os recursos para o governo comprar os veículos virão da Cide-Combustíveis e também de recursos de empresas de exploração de petróleo, que antes destinavam os montantes exclusivamente para pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Com a destinação à sucata dos veículos antigos, o Renovar tem como objetivo a redução dos custos de logística, a inovação e criação de novos modelos de negócios, e a melhoria da qualidade de vida dos profissionais de transporte. O programa também busca o cumprimento das metas do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans).

O programa é voluntário, ou seja, o caminhoneiro só vai destinar seu caminhão antigo para reciclagem se quiser.

A implantação do programa também será feita por etapas, em uma operação da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

Inicialmente, o programa vai priorizar os caminhoneiros autônomos e aqueles que trabalham como associados de cooperativas de transporte de cargas.

Agora o texto segue para sanção presidencial.

2 comentários

Heber Adriano Araujo 04/08/2022 - 15:56

Porque o governo não estuda uma forma de incentivar as empresas a contratar os caminhoneiros autonomo diminuindo imposto, Ajudando autônomo com seguro da carga, ajudando o pequeno a crescer . ANTT, SEST, SENAT, para auxiliar
.

Reply
Dias 04/08/2022 - 15:14

Eu sou D’Dias sou caminhoneiro e falo o seguinte. Com a situação do País com os impostos tão altos , multas ,e todos esses malditos encargos em cima dos caminhoneiros. Quem é que vai conseguir trocar de caminhão. Somente as grandes transportadoras, porém quem realmente tem caminhão velho somos nós os autônomos. E nesse caso nós autônomos não temos condições de trocar de caminhão . Por uma simples lógica nós caminhoneiros autônomos somos totalmente desprezados por todos principalmente pelo Governo e pelas grande transportadoras. O Governo nunca faz nada pelos Caminhoneiros autônomos . Estamos totalmente esquecidos

Reply

Deixe um comentário!

Ford AA Konings Siam – O curioso caminhão duplo da década de 1930 Conheça a rodovia mais longa do Brasil Velho caminhão americano é transformado em carro de passeio muito estiloso Você sabia que o 1° FNM produzido no Brasil era bicudo Conheça os coloridos caminhões do Paquistão