PRF flagra transporte de locomotiva de 160 toneladas de forma irregular

Fora do horário autorizado, criando um congestionamento de 7 quilômetros, com excesso de peso e também com a Autorização Especial de Trânsito feita de forma incorreta.

Essas foram as constatações da Polícia Rodoviária Federal de Minas Gerais, durante abordagem realizada no último dia 22 de dezembro.

O flagrante aconteceu em Nova Lima-MG, com o transporte de uma locomotiva em um conjunto veicular (CVC) de 53,20 m de comprimento.

O transporte tinha como destino o Porto de Itaguaí, no Rio de Janeiro.

A PRF fez a retenção do veículo na Unidade Operacional da PRF em Nova Lima, até que fossem feitas todas as regularizações.

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

9 thoughts on “PRF flagra transporte de locomotiva de 160 toneladas de forma irregular

  • 05/01/2023 em 09:56
    Permalink

    Pois é, locomotiva deveria ser transportada pela ferrovia, a é mesmo nosso país abandonou as ferrovias.

    Resposta
  • 05/01/2023 em 09:16
    Permalink

    É um mal necessário pessoal.

    Resposta
  • 05/01/2023 em 09:01
    Permalink

    Caro, Maurílio. A missão institucional da PRF é incentivar a prosperidade para o País, preservando vidas, garantindo a fluidez do trânsito e a circulação de pessoas e bens, com segurança. A PRF não perturba, nem é inimiga dos caminhoneiros, muito pelo contrário. A grande maioria desses profissionais têm a PRF como um escudo, uma proteção e é, muitas vezes, a única instituição que os socorre, em caso de roubos/furtos e/ou acidentes. As diferenças entre o transporte por rodovias ou ferrovias são muitas. Uma delas é o impacto na vida do usuário e na fluidez do trânsito. Veja o exemplo acima: uma única composição de carga causou um congestionamento gigante na rodovia. Fosse na ferrovia, não haveria esse impacto.

    Resposta
  • 05/01/2023 em 08:34
    Permalink

    Engraçado. No Brasil a Polícia é inimiga de todos então? Até do cidadão de bem? Se o transporte está irregular tem q regularizar sim. Não é pq é cidadão de bem q pode levar um trem desse de forma irregular. Aos amigos a lei aos inimigos o rigor da lei.

    Resposta
  • 05/01/2023 em 08:18
    Permalink

    Engraçado, quando se pede o apoio de serviço de batedor para a PRF, ao qual a PRF é obrigada a fornecer, eles cobram o olho da cara por um serviço q já são pagos pra fazer. Basicamente a fábrica de papel celulose da Eldorado, q foi transportada de Porto do Paranaguá, a cada carreta era cobrada 300,00 reais ou não fariam o serviço. Ainda teve um inspetor meia pataca q veio chamar os motoristas de folgado. Infelizmente, não se tem órgãos competentes para barras essa turma q só sabe extorquir motoristas.

    Resposta
  • 05/01/2023 em 07:13
    Permalink

    Parabéns a PRF..Eles transporta de forma irregular.destrindo as estradas..e colocando a vidas de outros em risco..tem que fiscalizar mesmo..estes empresários sao muito folgado..Multa neles

    Resposta
    • 05/01/2023 em 17:36
      Permalink

      Ezequiel eu até concordo com você, ms porque se tiver tudo certinhos nos papéis pode carregar até 200 ou 300 toneladas que não estraga a estrada,seu comentário faz sentido mas no Brasil oque vale é o papel dando certo e o trocado pago pra fazer o papel.

      Resposta
  • 04/01/2023 em 15:29
    Permalink

    Um dos motivos que o transporte por ferrovias é mais, barato, eles transporta o que bem entender a hora que achar conveniente, e não tem a PRF, para perturbar, hoje o maior inimigo do caminhoneiros.

    Resposta
    • 05/01/2023 em 11:28
      Permalink

      Não é a PF que faz as regras, simplesmente as aplica. Você está olhando pro lado errado amigo.

      Resposta

Deixe um comentário!

Conheça o NIKOLA TRE movido a hidrogênio Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt 300 vagas para caminhoneiros brasileiros em Portugal