Eixo elétrico da ZF possui emissão zero de poluentes e reduz 30% consumo de combustível

ZF AVE 130




A ZF inova mais uma vez em suas soluções para o transporte público. Após desenvolver a Ecolife, transmissão automática de seis velocidades para ônibus urbano que entrega uma série de tecnologias verdes, a empresa apresenta agora o AVE 130, eixo com motores elétricos para ônibus com piso baixo.

“O produto pode ser aplicado em diversos projetos de veículos, operando de modo completamente elétrico ou em sistemas híbridos“, fala Alexandre Marreco, gerente de Desenvolvimento de Negócios de Sistemas de Transmissão da ZF. “Esta será uma nova opção de tecnologia verde para os frotistas sul-americanos. Agora, dependemos da evolução tecnológica dos veículos aplicados em nossa região, pois não existem impedimentos técnicos por parte da ZF em se adequar à necessidade de nosso mercado”, complementa o executivo. Desde o ano passado, o produto está em testes em 28 cidades (24 da Europa, três da Ásia e uma na América do Norte) em mais de 200 ônibus, que já acumulam mais de 4 milhões de quilômetros.

Em vários desses testes de campo, o AVE 130 demonstrou sua confiabilidade em atender as exigências das operações diárias de transporte de passageiros. O eixo foi instalado nos veículos articulados da fabricante EvoBus, e foi utilizado de forma híbrida, em conjunto com um gerador a diesel customizado. Na comparação com os powertrains convencionais movidos a diesel, o AVE 130 foi superior em termos de potência com uma emissão zero de poluentes. Dentre os melhores desempenhos, estão os projetos na China feitos com a Foton, e os realizadas na Turquia com a Bozankaya (onde o AVE 130 está sendo usado em ônibus movidos por baterias).

Capaz de suportar uma carga de 13 toneladas e entregar uma potência máxima total de 322 cavalos (são 161 cv em cada motor instalado na extremidade do eixo), o AVE 130 é adequado tanto para piso baixo como para ônibus biarticulados – nesses últimos, dois eixos podem ser utilizados para aumentar a tração e possibilitar que os veículos vençam com facilidade itinerários com topografias acidentadas.

No AVE 130, as rodas são movidas individualmente por motores refrigerados a água. Dentro do ônibus, os passageiros não sentem qualquer mudança de velocidade ou interrupção de tração, pois o eixo funciona de maneira suave e silenciosa. No modo híbrido (que inclui acionamentos elétricos), o AVE 130 pode reduzir o consumo de combustível em até 30% quando comparado com um modelo movido por um motor a diesel convencional.

Além de sua eficiência energética, o AVE 130 traz outra inovação: as inúmeras possibilidades de configurações nos chassis. Seus dois motores de acionamento estão localizados diretamente nos cubos do eixo. E como o AVE 130 dispensa o uso de eixo cardã na parte traseira do veículo, amplia-se os espaços de instalação de assentos para passageiros. O corredor interno também pode ser expandido, tendo um único nível e transformando-se em piso baixo, aumentando assim o conforto e a agilidade na entrada e saída dos usuários.

Graças aos seus dois motores elétricos integrados, o eixo pesa de 200 a 500 quilos a menos do que todas as outras soluções com motor elétrico central e trens de força convencionais.





Deixe sua opinião sobre o assunto!