Novo Iveco Tector 150E21 Economy 4X2 – Economia até no nome

por Blog do Caminhoneiro

Iveco Tector 150E21 Economy (2)Nesta terça-feira a Iveco apresentou o novo Tector 150E21 Economy, com 206 cavalos de potência e 15 toneladas de PBT. De acordo com a montadora, o novo Tector traz robustez, versatilidade e baixo consumo de combustível como alguns dos diferenciais, sendo o caminhão mais econômico do segmento de médios.

O motor FPT N45 foi desenvolvido durante dois anos em parceria entre a FPT e a Iveco, e possui quatro cilindros em linha, com 206 cavalos de potência e 72 mkgf de torque. Esse motor foi desenvolvido com base no motor FPT NEF4, que teve a cilindrada aumentada de 3,9 para 4,5 litros. Embora mais potente, o novo propulsor também conseguiu uma significativa melhora do consumo de combustível. Testes realizados pela equipe de engenharia da Iveco, em uma aplicação urbana, considerando o veiculo 100% carregado, apontam que o novo modelo Iveco economizou 10% mais combustível que o líder do segmento. Numa aplicação urbana, sem carga, a economia chega a 15%.

A nova geração de caminhões Economy da Iveco tem principal novidade é o uso de propulsores ainda mais eficientes que, no novo Tector, oferecem a maior potência e o maior torque da categoria, aliados a uma significativa economia de combustível, até 15% superior.

Iveco Tector 150E21 Economy (1)O Tector 150E21 Economy usa o chassi do Tector semipesado, com muitas melhorias em relação ao conforto, mas com a mesma robustez e durabilidade. Com essa configuração, o Tector 150E21 é ideal para entregas urbanas e interurbanas.

“Nove em cada dez compradores aprovam o Tector. Procuramos manter nessa nova versão todos os atributos que tornaram o veículo tão reconhecido pelos nossos compradores. O Tector 15 toneladas é perfeito para entregas urbanas e apresenta desempenho igualmente excepcional em distâncias curtas e médias em rodovias”, afirma Marco Borba, vice-presidente da Iveco para a América Latina.

Iveco Tector 150E21 Economy (6)Projetado, desenvolvido e fabricado no Complexo Industrial da Iveco em Sete Lagoas (MG), o novo Tector Economy tem seus resultados embasados por uma série de testes feitos pela equipe do Centro de Desenvolvimento de Produto da fabricante. Isso envolve quase 1 milhão de quilômetros percorridos em estradas, serras, vias urbanas com e sem pavimentação, além de campos de testes específicos para avaliar a durabilidade e a resistência estrutural do veículo.

O segmento de 15 toneladas de PBT representa uma grande fatia do mercado de médios e semipesados, com vendas em torno de 4 mil unidades por ano, e vendas altas nas principais capitais do país, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba.

“Estamos estreando no segmento com um veículo cujo nome já tem tradição. Com o novo Tector 15 toneladas Economy, a Iveco oferece ao mercado uma opção que une três características desejadas pelos clientes: robustez, versatilidade e baixo consumo de combustível. Além disso, a geração Economy chega para somar ainda mais atributos à gama Tector, que, como dizemos, quem prova, aprova. É um caminhão que leva economia até no sobrenome”, afirma Christian Gonzalez, diretor de Marketing da Iveco.

Nessa faixa de mercado, os principais pontos para compra do caminhão são custo de manutenção, consumo de combustível e versatilidade, pois a maioria desses modelos são comprados por autônomos e pequenos empresários, que não podem ficar com o caminhão parado. “Com o novo produto, podemos atender tanto as grandes redes de transportadores quanto os pequenos e médios frotistas, que podem preferir um caminhão de 15 toneladas, em vez de adquirir um de tonelagem superior, desde que, como é o caso do Tector, tenha capacidade e robustez suficientes”, completa Gonzalez.

A transmissão usada é a mecânica Eaton, de seis marchas, com novo acionamento a cabo, que permite um aumento no conforto e na precisão da troca de marchas. Além disso, torna o processo mais ágil, facilitando o desempenho do veículo, principalmente em trechos urbanos. O eixo traseiro Meritor MS 23-235 já é consagrado no mercado e apresenta duas relações de redução. Na caixa baixa, com carga que exige mais força do veículo, oferece ao motorista condições de sobrepor obstáculos do dia a dia com maior facilidade. Na caixa alta, permite guiar o veículo em situações que requerem menos força do conjunto motriz. Por sua vez, o eixo dianteiro Iveco é forjado e tem capacidade técnica para 5.000 Kg. O cubo de roda é banhado a óleo, em vez de lubrificado com graxeira, reduzindo paradas para manutenção e aumentado a disponibilidade do veículo para as missões rotineiras do transportador.

Iveco Tector 150E21 Economy (4)A vida a bordo também ficou mais confortável, devido às novas molas parabólicas da suspensão dianteira do veículo, com capacidade de absorção de impacto e vibrações elevada. Na suspensão traseira, as molas parabólicas de duplo estágio se adaptam melhor aos diferentes tipos de terreno, distribuindo os impactos e contribuindo para a estabilidade do caminhão. Além disso, as molas parabólicas são mais leves, mais modernas e suportam quantidades maiores de carga.

A cabine ainda é equipada com molas helicoidais na suspensão posterior. Para o motorista, o resultado é uma viagem mais prazerosa, com movimentos mais suaves. No interior, os tecidos usados são os mesmos do Tector Stradale, versão Premium da linha, conferindo um ar mais sofisticado ao veículo.

O caminhão sai de fábrica com banco do passageiro biposto, escotilha de teto, ABS + EBL, porta-estepe, volante com regulagem de altura e profundidade e ajuste automático das folgas das lonas de freios. Como opcional, o veículo pode ser equipado com ar-condicionado.

Para completar o pacote de benefícios, os compradores terão dois anos de garantia, além de contar com uma rede de aproximadamente 100 concessionárias que cobrem todo o território nacional e o investimento da marca em serviços de pós-venda, que oferecem disponibilidade de peças e atendimento rápido.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

1 comentário

Cesar Barreiros 01/06/2018 - 20:17

O tector q olhei na navesa, ap de goiania, nao tem essas caracteristicas descritas nessa materia. Estou me referindo a cabine. Até o volante de direçao é diferente. Rste q vi é zero km.

Reply

Deixe sua opinião sobre o assunto!